City x Napoli: O duelo de líderes nacionais que jogam para ganhar sempre



Atualizado às 17:15h de 16/10/2017

 

Manchester City e Napoli farão, nesta terça-feira no Etihad Stadium, o confronto do momento na Champions League 2017/18. Eles lideram a Premier League e a Série A e praticam o futebol mais empolgante da Europa na temporada com a ambição permanente de buscar a vitória, dentro ou fora de casa.

O Manchester City lidera a Premier League com 22 pontos e ao lado do PSG são as únicas equipes invictas em todas as competições na temporada. O Napoli, com 24 pontos, tem 1oo% de aproveitamento na competição nacional e é a única entre as 5 maiores ligas europeias nesta condição.

Curiosamente ambas as equipes contam com atacantes belgas em destaque. Kevin De Bruyne, 26 anos, evolui como o jogador mais cerebral e decisivo nas assistências no City e se transformou no melhor assistente das 5 principais ligas, enquanto Dries Mertens, 30 anos,  vem repetindo as participações letais no ataque do Napoli.

Pep Guardiola, 46 anos, está entusiasmado com os 29 gols que sua equipe já assinalou até aqui na competição nacional sendo que 17 deles nas 3 partidas que realizou como mandante. A continuar no ritmo atual, o City poderá chegar a impressionantes 138 gols na Premier League 2017/18 com média de 3.63 por jogo, segundo informa o diário londrino “The Times”.

O City de Guardiola começa a tomar forma (foto - mancity.com)

O City de Guardiola começa a tomar forma: “queremos impor nosso jogo” (foto – mancity.com)

Na entrevista coletiva oficial desta segunda-feira Guardiola fez questão de elogiar o Napoli logo após a impiedosa goleada de 7 a 2 imposta no último sábado sobre o Stoke City:

– Eles fazem muitas coisas perfeitamente. O Napoli joga pressionando bastante, tem 3 jogadores muito dinâmicos na frente (Callejón, Insigne e Mertens). Não esperam bolas longas. Tem sempre o tempo perfeito, especialmente Callejón. Tem jogadores de qualidade no meio campo, como Jorginho, muito talentoso com a bola. Eles podem se defender bem e atacar com velocidade. (O goleiro) Reina é muito esperto e administra bem a equipe. Temos que atacar o Napoli por que ele tem um modo diferente daquele que costumamos a ver na Premier League.

Napoli tem 8 partidas e 8 vitórias na Série A (foto - sscnapoli.it)

Napoli tem 8 partidas e 8 vitórias na Série A (foto – sscnapoli.it)

O respeito de Guardiola pela equipe italiana o motiva:

-Estou muito feliz por ter a oportunidade de jogar partidas como esta. Vou mostrar o Napoli para meus jogadores e o quão bom time ele é. O Napoli pode matar você com a marcação sob pressão. Eles são capazes de pressionar o seu goleiro.

A evolução da equipe em relação à temporada passada entusiasma Guardiola:

-Na última temporada, não desenvolvemos a convicção de que iríamos marcar um gol, mas agora a temos. Agora temos a sensação de que, se chegarmos, nós vamos marcar. Claro que isto é importante. Jogamos para marcar gols. Desde que cheguei aqui, quisemos fazer o nosso jogo. Queremos impor o nosso jogo. Somos praticamente os mesmos caras da temporada passada, mas agora temos a sensação de que vamos marcar um gol. Não me pergunte por que, porque os princípios, como eu repeti várias vezes, são os mesmos. Temos que aperfeiçoar os pequenos detalhes, fazer as coisas de forma rápida e simples. Com esse ritmo, criamos mais chances e objetivos.

Do lado italiano o espírito para o confronto não é diferente. O Napoli de Maurizio Sarri, 58 anos, realiza uma campanha espetacular. É a quarta equipe italiana com um início de campeonato impecável se igualando à Juventus de 1930-31 e 1985-86 e à Roma de 2013-14. E, com o 100% de rendimento até aqui, supera inclusive o Manchester City que em oito rodadas obteve 7 vitórias e 1 empate.

Ao contrário de Guardiola, que reúne um elenco multinacional estelar, Sarri se vale de um grupo mais homogêneo e que foi sendo moldado com o tempo a ponto de transformar Dries Mertens, aos 30 anos, no destaque da Série A. Na temporada passada Mertens jogou como centroavante pela primeira vez na vida, suprindo a ausência do polonês Milik contundido. Foi uma solução fruto da sensibilidade e conhecimento que Sarri desenvolveu a respeito de cada um de seus jogadores desde que chegou ao clube em junho de 2015. O belga marcou 34 gols em 46 partidas e desde então não parou de evoluir na nova função.

Sarri é conhecido pela obstinação em estudar os adversários e com o perfeccionismo na hora de preparar sua equipe para cada jogo, considerando cada detalhe dos oponentes, característica semelhante a do técnico espanhol do City. Além disto ele é um exímio comunicador, capaz de passar as orientações com clareza e objetividade aos seus jogadores. O fato é que a equipe de Sarri funciona com invejável harmonia tática, movimentação coordenada e busca permanentemente o gol.

 

Sarri durante o treino antes do vôo para Manchester (foto - sscnapoli.it)

Sarri durante o treino antes do vôo para Manchester (foto – sscnapoli.it)

A possibilidade cada vez mais concreta de conquista do scudetto depois de 27 anos gerou um questionamento insólito por parte do presidente do clube Aurelio Di Laurentis. Segundo ele declarou ao site do diário esportivo italiano “La Gazzetta dello Sport” Sarri deveria avaliar a hipótese de poupar alguns de seus jogadores tendo em vista o clássico da próxima rodada contra a Inter pela Série A:

– Na Champions temos que nos preocupar em passar de fase, não em vencer todos os jogos. As críticas após a derrota na Ucrânia, por exemplo, me deixaram muito preocupado, parece que aconteceu uma tragédia, enquanto contra Shakhtar Donetsk perdemos apenas por um gol de 2 a 1, o que pode ser importante para a diferença de gols em caso de igualdade com outra equipe, para o segundo lugar do grupo.

O argumento levantado pelo presidente foi de certa forma corroborado por Sarri na entrevista coletiva que concedeu já na Inglaterra quando ele também comentou as declarações de Guardiola sobre sua equipe:

-A partida não é tão importante em termos de classificação. O City joga a competição num nível diferente dos outros clubes do grupo. Eu acho que eles vão ganhar o grupo, portanto os jogos contra os outros times serão mais importantes para nós. Gostaria de agradecer a Guardiola pelos os elogios que ele fez ao nosso time. Eles são muito bem vindos já que ele é o melhor técnico do mundo na atualidade. Vinte e cinco anos atrás Arrigo Sacchi foi pioneiro. O tempo mostrará também o quanto Guardiola influenciou o futebol.

A frieza e o sentido estratégico do raciocínio do presidente não tem respaldo junto aos torcedores do Napoli. Os 2700 ingressos postos à venda para os italianos se esgotaram em poucas horas. Muitos já estão se deslocando para a Inglaterra nesta segunda-feira.

Brasileiros em campo

O jogo de amanhã no Etihad Stadium tem um caráter especial para o futebol brasileiro. O Manchester City vem contando com participações relevantes dos brasileiros nos 3 setores do campo. No gol Ederson se transformou em titular absoluto. Fernandinho é o coringa da equipe e tem total confiança de Guardiola. Gabriel Jesus vem confirmando a extraordinária vocação de artilheiro da primeira temporada.

No Napoli os meio campistas Jorginho e Allan são titularíssimos de Sarri e podem sonhar em vôos mais altos nas respectivas carreiras se, juntos com o resto de elenco, conduzirem o Napoli ao scudetto e/ou a uma colocação importante na Champions League. O goleiro Rafael também faz parte do elenco.

 

 

 

 

 

 

 



MaisRecentes

FIFA ameaça a Espanha de exclusão da Copa do Mundo da Rússia em 2018



Continue Lendo

Há 70 anos o Real Madrid inaugurava o estádio Santiago Bernabéu



Continue Lendo

Quais foram os 11 melhores jogadores das 5 principais ligas europeias no último semestre?



Continue Lendo