Chineses querem Moratti de novo na presidência da Inter



O ex-presidente e ex-acionista majoritário da Inter de Milão, Massimo Moratti, revelou na manhã desta sexta-feira, em entrevista ao canal de TV italiano “Premium Sport”, que os chineses, liderados pelo grupo Suninga, que adquiriram o controle acionário do clube recentemente o convidaram para que ele volte a ser presidente.

Segundo matéria no site do diário “La Gazzetta dello Sport”, pelo tom das palavras usadas por Moratti durante a entrevista, ele parece estar sensibilizado pela ideia: “ser presidente é uma honra, mas ainda não sei o que responderei. Sinto nostalgia do sentimento das pessoas e dos torcedores. Erick Thohir (para quem vendeu o clube em 2013) tentou investir em contratações mas encontrou mais dificuldades do que esperava na gestão desta brincadeira. Me sinto mais seguro com os chineses. O desejo deles de acertar bem é forte”.

Massimo Moratti contratou Ronaldo para a Inter (Foto - arquivo Lance!)

Massimo Moratti contratou Ronaldo Fenômeno para a Inter (Foto – arquivo Lance!)

O fato é que nem sempre os investidores quanto assumem o controle num clube de futebol se mostram capazes de conduzir com competência a gestão técnica e acabam trocando os pés pelas mãos. Parece ser este o caso d empresário Thohir e ainda mais agora dos chineses liderados pelo grupo Suning.

A família Moratti faz parte da história do clube. Angelo Moratti, pai de Massimo, foi o presidente por 13 anos (1955 a 1968) e conquistou 3 campeonatos italianos, 2 Champions League e 1 Mundial de Clubes. Nos 21 anos que foi presidida por Massimo (1995 a 2016) a Inter levantou 4 campeonatos italianos, 2 Copas da Itália, 2 Supercopas da Itália, 1 Copa da UEFA, 1 Champions League e 1 Mundial de Clubes, sendo o primeiro clube italiano a conquistar a tríplice coroa (2009/10), no período em que teve José Mourinho como técnico.

Durante a entrevista, Massimo Moratti comentou o atual momento da equipe na temporada e a especulação de que Diego Simeone possa voltar à Inter onde brilhou como jogador: “Reputo Frank de Boer um bom técnico, muito valioso para a equipe. Espero que alcance bons resultados. Simeone quer voltar? Seria um retorno fabuloso já que é um grande interista e um ótimo técnico. Mas seria um erro com de Boer. Para mim o certo é que ele continue. A hora certa para Cholo ainda vai chegar”.

O holandês Frank de Boer apesar da instabilidade no início da temporada não tem se furtado a mudar o regime de trabalho na Inter. Ele trocou a contratação na véspera dos jogos pela exigência de que os jogadores retornem para o CT após a partida para dormirem juntos e acelerar a recuperação.

Gabigol é o novo investimento da Inter (foto - inter.it)

Gabigol é o novo investimento da Inter (foto – inter.it)

Em 2015 a Inter foi o 4º clube italiano e o 19º europeu em receitas (€ 164.8 milhões). Ela está em 3º lugar na Série A 2-16/17 com 6 jogos disputados e conta com os brasileiros Miranda, Felipe Mello, Éder e Gabigol em seu plantel.

 

 



MaisRecentes

Apesar da campanha decepcionante, Milan não deverá contratar na janela de inverno.



Continue Lendo

Bilionário israelense adquire 15% do Atlético de Madrid



Continue Lendo

Federação americana pensa num torneio com os excluídos da Copa da Rússia



Continue Lendo