Champions League sem surpresas: empate em Madri e vitória juventina em Turim



Partidas com resultados previsíveis abriram, nesta terça-feira, as quartas de final da Champions League 2014/15. No derby disputado no estádio Vicente Calderón, o Real Madrid – com 62% de posse de bola – buscou a vitória sobre o Atlético, esbarrou na atuação brilhante do jovem arqueiro esloveno Jan Oblak, notadamente no primeiro tempo, mas não saiu de todo decepcionado com o empate sem gols pois decidirá a vaga para as semifinais no Santiago Bernabéu.

Cristiano Ronaldo não foi decisivo neste derby no Vicente Calderón (foto - site oficial do Real Madrid CF)

Cristiano Ronaldo não foi decisivo neste derby no Vicente Calderón (foto – site oficial do Real Madrid CF)

No outro jogo, em Turim, a Juventus venceu por 1 a 0 um Monaco destemido com um gol do chileno Arturo Vidal em lance de pênalti polêmico assinalado, aos 12 minutos dos segundo tempo, pelo árbitro tcheco Kravolec Pavel. As imagens da TV mostram claramente, inclusive para o insuspeito diário italiano La Gazzetta dello Sport, que a falta cometida por Ricardo Carvalho em Morata aconteceu fora da grande área.

Vidal marca em pênalti mal assinalado pelo árbitro (site oficial da Juventus FC)

Vidal marca em pênalti mal assinalado pelo árbitro (site oficial da Juventus FC)

Em Madri

Mais uma vez o time de Carlo Ancelotti foi equilibrado, competitivo, mas não se valeu do ataque no formato clássico “BBC”  já que Bale, de fato, jogou como quarto meio-campista, com uma atuação intensa e altruísta. Foi uma jornada madridista pouco comum por não ter tido Cristiano Ronaldo como um dos protagonistas.

Ancelotti: "a atuação não foi a ideal, mas o resultado nos dá confiança". (foto - site oficial do Real Madrid CF)

Carlo Ancelotti: “a atuação não foi a ideal, mas o resultado nos dá confiança para a partida de volta no Bernabéu”. (foto – site oficial do Real Madrid CF)

Ancelotti definiu o placar como “o melhor resultado entre os piores”. Ele deve estar convencido de que seu time é capaz de conquistar os títulos que ainda persegue na temporada. E isto não é pouca coisa para quem decidirá a vaga para as semifinais da Champions League em casa e se encontra a apenas 2 pontos do líder Barcelona no campeonato espanhol.

Já o Atlético de Madrid não fugiu do seu padrão habitual. O time de Simeone se defendeu bem, como sempre, a ponto de atingir a marca nada desprezível de 723 minutos sem levar gol no Vicente Calderón em partidas pela Champions League. O último foi em março de 2014, quando Kaká assinalou o tento isolado do Milan na goleada sofrida pelo time italiano por 4 a 1. Desde então Barcelona, Chelsea, Juventus, Malmoe, Olympiakos, Bayer Lewerkusen e Real Madrid foram incapazes de vazar a meta defendida por Courtois, Moyá e Oblak.

Simeone: "o melhor de hoje foi nossa reação" (foto - site oficial do Clube Atlético de Madrid)

Simeone: “o melhor de hoje foi nossa reação” (foto – site oficial do Clube Atlético de Madrid)

A grande polêmica da partida aconteceu num lance de pênalti não assinalado a favor do Atlético quando o zagueiro Sergio Ramos desferiu uma cotovelada no atacante croata Mandzukic.

Mario Suárez do Atlético e Marcelo do Real estão fora da partida de volta por terem recebido o terceiro cartão amarelo.

Em Turim

O técnico Massimo Alegri da Juventus comemorou com serenidade a vitória declarando que “ninguém esperava que vencêssemos por 4 a 0 contra a melhor defesa da Champions League e do campeonato francês. Não tomamos gol em casa e isto não deixa de ser uma vantagem”.

Allegri se disse feliz pela vitória mesmo pelo placar mínimo (foto: site oficial da Juventus FC)

Allegri se disse feliz pela vitória mesmo pelo placar mínimo (foto: site oficial da Juventus FC)

A equipe do Monaco lamentou a derrota, mas ressaltou a intensidade de seu ataque que chutou 16 vezes contra a meta italiana, número jamais atingido por ele até aqui na atual versão da Champions League. Para o técnico português Leonardo Jardim “jogamos bem, o jogo foi equilibrado. O resultado não reflete o que aconteceu nos 90 minutos. O respeito mútuo entre as equipes permanece para a partida de volta”.

Monaco vai a partida de volta confiante na classificação (foto: site oficial do AS Monaco FC)

Monaco vai a partida de volta confiante na classificação (foto: site oficial do AS Monaco FC)



MaisRecentes

O Fórum Mundial de ligas nacionais de futebol é contra a expansão da Copa do Mundo



Continue Lendo

Argentinos tem vantagem sobre brasileiros em finais da Libertadores



Continue Lendo

La Liga conta com Amazon e Facebook para negociar TV por € 2.3 bilhões



Continue Lendo