Champions League: 4 dos 10 clubes mais ricos estarão em campo hoje



 

A Champions League 2015/16 viverá uma jornada gloriosa nesta terça-feira com 2 confrontos reunindo 4 dos 10 clubes mais poderosos do mundo, segundo o relatório “Football Money League 2016”, produzido pela empresa de consultoria inglesa Deloitte, com levantamento baseado nas informações da temporada 2014/15.

Em Londres, no Emirates Stadium o Arsenal, 7º clube do mundo em faturamento (€ 435.5 milhões), receberá o Barcelona, atual campeão do torneio e 2º colocado em receitas (€ 560.8 milhões).

Já em Turim, no Juventus Stadium, a tricampeã nacional Juventus com o 10º maior orçamento do relatório (€323.9 milhões) terá pela frente o tetracampeão alemão e 5º colocado em faturamento Bayern de Munique (€ 474 milhões).Champions 2016

Os quatro clubes já se encontravam entre os 10 primeiros colocados no relatório anterior, relativo à temporada 2013/14, mas em posições diferentes.

O Arsenal subiu da 8ª para a 7ª posição em função do seu novo contrato de patrocínio de material esportivo com a Puma, pela renovação do contrato de patrocínio de “naming rights” de seu estádio e pelas impressionantes receitas produzidas nas partidas como mandante, onde são cobrados os preços de ingressos mais elevados de todos os clubes na Europa. O clube inglês se encontra na 2ª colocação da Premier League.

O Arsenal de Wenger tem os ingressos mais caros da Europa (foto - arsenal.com)

O Arsenal de Wenger tem os ingressos mais caros da Europa (foto – arsenal.com)

O Barcelona ascendeu à condição de 2º colocado fundamentalmente em função da conquista da tríplice coroa ( La Liga, a Copa do Rei e a Champions League) o que provocou uma elevação de € 76 milhões (16%) em sua receita.  De qualquer forma o clube catalão ainda tem muito a expandir nos contratos comerciais que estão por serem renovados no futuro próximo. O presidente Josep Maria Bartomeu projeta um faturamento de € 1 bi para o final de seu mandato.

Abacadabra!!! E os tríplices campeões desequilibram (foto - uefa.com)

Abacadabra!!! E os tríplices campeões desequilibram (foto – uefa.com)

 

A Juventus permaneceu na 10ª posição, mas viu seu futuramento crescer € 44.1 milhões (16%)  impulsionado pela magnífica performance na Champions League 2014/15, o que garantiu um faturamento € 40 milhões mais alto do que o do Borussia Dortmund, 11º na lista. A “Velha Senhora” tem o 3º maior faturamento da lista no ítem receitas de TV. Os novos contratos de material esportivo com a Adidas e com a Jeep, patrocinador master, só se farão notar nas receitas comerciais do relatório da atual temporada. O clube italiano é um dos mais bem administrados da atualidade ainda que permaneça sob o controle acionário da mítica família Agnelli.

O Juventus Stadium mudou a vida da Juve (foto - juventus.com)

O Juventus Stadium mudou a vida da Juve (foto – juventus.com)

O Bayern de Munique caiu da 3ª para a 5ª posição devido à forte expansão das receitas de Barcelona e Paris Saint German no período e em função de suas receitas comerciais terem experimentado um incremento inédito na temporada anterior (2013/14). Por outro lado, em 2015, o faturamento com novos contratos comerciais do PSG explodiu ao mesmo tempo em que se elevaram substancialmente as receitas geradas em seu Parc des Princes tanto nas partidas da Ligue 1 quanto da Champions League (oitavas de final), ultrapassando o gigante bávaro em € 6.4 milhões.

Vale registrar também que a forma de divisão das receitas de TV aplicada na Bundesliga nasce de uma concepção tão igualitária, e contrária aos interesses do Bayern, que este não faz parte dos 10 primeiros colocados na lista de faturamento neste item específico do relatório.

Os prováveis penta campeões alemães (foto - fcbayern.de)

Os prováveis penta campeões alemães (foto – fcbayern.de)

O dinheiro vem fazendo diferença nos resultados esportivos no futebol internacional. O poder econômico tem determinado o destino de clubes e de jogadores de uma maneira cada vez mais direta, mas no final das contas, é a competência na aplicação destes formidáveis volumes de recursos na montagem e na gestão dos elencos que acabam fazendo diferença. Só isto explica que, mesmo tendo sido sempre o líder da “Football Money League” nas últimas 10 edições, o Real Madrid só conquistou a Champions League uma única vez no período.

 

 

 

 



MaisRecentes

Barcelona se revolta com matéria que vincula contratação de Paulinho aos interesses da empresa do presidente Bartomeu.



Continue Lendo

Campeonato Italiano com 20 clubes tem sido previsível e elitista ao longo da história



Continue Lendo

Real Madrid é Supercampeão e segue insaciável na Europa



Continue Lendo