Brasil vence categoricamente o Equador.



Grande vitória da Seleção Brasileira sobre o Equador, em Quito, por 3 a 0, com gols de Neymar e Gabriel Jesus (2). O placar entretanto não deve esconder o fato de que o primeiro tempo foi ruim e com uma atuação brasileira preocupante.

O segundo tempo foi completamente diferente, com o time muito mais bem distribuído em campo, mais equilibrado em todas as suas linhas e que foi se impondo normalmente com o passar do jogo. A Seleção passa a ter 12 pontos na tabela de classificação das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

As apostas de Tite na convocação para estes 2 jogos pelas eliminatórias se revelaram razoáveis e corresponderam em campo. Paulinho fez boa partida, Renato Augusto, assim como ao londo das Olimpíadas, foi se afirmando e os demais jogadores foram se impondo posição por posição. A ideia original do treinador de escalar os jogadores com as funções que cada um exerce em seus clubes parece ter funcionado.

Neymar definitivamente é um jogador de seleção cada vez mais gregário e participativo.

O sorriso do menino Jesus diz tudo (foto - Lance!0

O sorriso do menino Jesus diz tudo (foto – Lance!)

Gabriel Jesus, o jovem talento cobiçado e contratado por Pep Guardiola, atuou com a desenvoltura e a lucidez de um veterano, acreditando numa bola quase perdida ao sofrer o pênalti no primeiro gol e e, em si mesmo, no segundo com um tiro indefensável.

A Seleção Brasileira de uma geração tão martirizada em seu próprio país obteve um resultado que nem outras que conquistaram a Copa do Mundo foram capazes em momentos menos tormentosos do nosso futebol já que não vencíamos lá desde 1983.

Não passamos a viver no paraíso depois do triunfo de hoje, mas estamos longe do inferno que tantos insistem em propagar.

Uma Seleção Brasileira bem montada e entrosada não pode temer time nenhum no mundo.

A Colômbia será um adversário difícil na próxima terça-feira em Manaus e seria assim também para qualquer outra seleção no mundo no momento. Com Neymar em campo e se repetir o segundo tempo de hoje pode perfeitamente chegar a uma outra vitória.

Jogador por jogador:

Alisson – confiante e seguro.

Daniel Alves – sofreu muito no primeiro tempo e menos no segundo. Comportamento tático exemplar.

Marquinhos – como nas Olimpíadas. Magnifico.

Miranda – simples e seguro.

Marcelo – brilhante e às vezes disperso.

Casemiro – precioso.

Paulinho – Tite acertou em cheio.

Renato Augusto – mal no primeiro tempo. Melhorou muito no segundo.

William – longe de seus melhores dias.

Phillipe Coutinho – muito bem. Pode ser ainda melhor.

Gabriel Jesus – basta lembrarmos que ele tem apenas 19 anos. Espetacular!

Neymar – o craque sempre faz a diferença.

 



MaisRecentes

Marco Asensio será o novo galático do Real Madrid?



Continue Lendo

Rummenigge, presidente do Bayern: “não podemos e não compraremos um jogador por € 222 milhões”



Continue Lendo

Monaco é o campeão europeu em faturamento nas transferências de jogadores



Continue Lendo