Brasil é o país com mais jogadores na seleção de 2017 do L’Équipe



Atualizado às 12:32h de 02/01/2017

 

Neymar, Dani Alves e Marcelo são os brasileiros presentes na seleção de 2017 anunciada, nesta terça-feira, pelo tradicional diário esportivo francês L’Équipe¹. Mais uma vez o contingente brasileiro domina uma escolha deste tipo.

A seleção escolhida é composta por Gianluigi Buffon, Dani Alves, Matt Hummels, Sergio Ramos e Marcelo; Luka Modric, N’Golo Kanté e Lionel Messi; Cristiano Ronaldo, Edinson Cavani e Neymar.

São 3 brasileiros, 1 italiano, 1 alemão, 1 espanhol, 1 croata, 1 francês, 1 argentino, 1 português e 1 uruguaio.

Neymar brilhou no Barça e no PSG em 2017. (foto – Kenzo Tribouillard)

Em termos de clubes a hegemonia flagrante é do Real Madrid – atual campeão do Mundial de Clubes, da Champions League, da La Liga, da Supercopa da Espanha e da Supercopa da Europa – com 4 jogadores: Sergio Ramos, Marcelo, Modric e Cristiano Ronaldo. Seguem o PSG com Dani Alves, Neymar e Cavani. A Juventus tem Buffon, o Bayern de Munique tem Hummels, o Chelsea aparece com Kanté e o Barcelona, como não poderia deixar de ser, se faz representar por Messi.

Sergio Ramos foi o jogador mais votado com 406 votos, seguido de Messi com 405, Cristiano Ronaldo com 398 e Cavani com 381. Neymar recebeu 335 votos.

O mau desempenho dos clubes ingleses nas competições europeias da temporada 2016/17 certamente foi determinante para que o futebol mais rico do planeta apareça apenas com um francês na lista. Na lista do ano que vem muito provavelmente o artilheiro inglês Harry Kane, do Tottenham, e o meia belga Kevin De Bruyne do Manchester City serão lembrados. O goleiro brasileiro Ederson, também do Manchester City, é o outro nome promissor.

De qualquer forma, não podemos menosprezar a influência que o Copa do Mundo da Rússia acabará tendo na eleição dos melhores de 2018.

 

¹ O diário L’Équipe foi fundado em Paris em fevereiro de 1946. O jornal foi responsável pelo relançamento do Tour de France de ciclismo em 1947 depois de 7 anos de paralisação em função da II Guerra Mundial. O jornal também foi o grande mentar da criação da Copa dos Campeões da UEFA na temporada 1955/56. Em 1998 surge a L’Équipe TV e, em 2000, o L’Équipe.fr .

 

 

 

 



MaisRecentes

CR7 é caro, mas também uma máquina de gerar gols, audiência e dinheiro



Continue Lendo

Paul Scholes: Pep Guardiola inspira a Inglaterra de Southgate



Continue Lendo

A Copa do Qatar começa hoje para o Brasil. Não devemos nem perder tempo, nem perder Tite.



Continue Lendo