Boca jogará em La Bombonera com portões fechados mais uma vez



O Comtê de Segurança – integrado pelo ministério da Segurança da Nação, pelo governo da Cidade de Buenos Aires, pela AFA ( Associação de Futebol da Argentina), pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Fiscal de Buenos Aires – tornará oficial a qualquer momento que o Boca Juniors enfrentará o Newell’s Old Boys no próximo domingo pela Primeira Divisão do Campeonato Argentino com  La Bombonera fechada ao público mais uma vez.

La Bambonera segue punida pelos incidentes do jogo da LIbertadores

La Bombonera segue punida pelos incidentes do jogo da LIbertadores

Os motivos são dois: devido ao não cumprimento de algumas medidas de segurança exigidas na infraestrutura do estádio e pelo clube ainda não ter identificado os responsáveis pelo lançamento de  garrafas  no gramado durante a partida contra o River Plate pela Copa Libertadores semanas atrás, no dia 14 de maio, que acabou, dentre outras irregularidades, determinando a eliminação do clube da competição continental e da imposição de outras penalidades por parte da Conmebol.

Segundo fontes deste Comitê revelaram ao diário El Clarin “algumas mudanças exigidas não foram cumpridas. Assim o Comitê de Segurança não ainda acredita ser conveniente habilitar um estádio quando ainda restam questões pendentes além dos ajustes que já foram realizados”. Ainda segundo estas fontes “na próxima sexta-feira uma nova vistoria será realizada mas a decisão tomada sobre o próximo domingo não será revogada”.

Boca simbolo

Esta será a segunda vez que o Boca jogará em seu estádio sem a presença de público. A primeira foi na goleada sofrida por 3 a 0 contra o Aldosivi no último dia 24 que acabou custando ao clube a liderança isolada no campeonato argentino, agora compartilhada com o San Lorenzo. Durante a partida, quando o placar ainda era de 1 a 0 para a equipe visitante, o atacante ítalo/argentino Osvaldo, evidenciando a instabilidade emocional dos jogadores do Boca, desperdiçou a cobrança de um pênalti.

O último estádio da capital argentina sancionado por problemas de segurança foi o Tomás Adolfo Duco, do Club Atlético Huracán, devido a um acidente num dos acessos a ele. O clube foi punido com a obrigação de realização de 3 partidas sem público como mandante.

Estádio Tomas Adolfo Dulco 0 foto - site oficial do CAU)

Estádio Tomás Adolfo Dulco (foto – site oficial do CAU)

Muitos consideraram que a Conmebol não aplicou uma punição ao Boca Juniors com o rigor esperado após os incidentes ocorridos, semanas atrás, no La Bombonera durante o intervalo do Superclássico contra o River Plate pela Copa Libertadores.

No entanto, a ampla repercussão internacional do caso e a própria punição imposta ao clube por parte da entidade continental parece ter despertado um incomum nível de exigência interno das autoridades argentinas com relação às questões de segurança.

Amistoso contra time de Léo Moura

No próximo dia 1 de julho o Boca Juniors disputará um amistoso contra o Strickes de Fort Lauderdale no estado da Flórida nos EUA. O clube americano disputa o campeonato da NASL tem Ronaldo Fenômeno como um dos sócios e conta com Léo Moura em seu elenco. O amistoso fará parte da preparação da equipe argentina para a segunda parte da temporada.

Correção: 01/06/2015

Numa versão anterior deste texto o nome do estádio do Boca Juniors estava escrito incorretamente: é La Bombonera e não La Bambonera.



MaisRecentes

O Fórum Mundial de ligas nacionais de futebol é contra a expansão da Copa do Mundo



Continue Lendo

Argentinos tem vantagem sobre brasileiros em finais da Libertadores



Continue Lendo

La Liga conta com Amazon e Facebook para negociar TV por € 2.3 bilhões



Continue Lendo