Bayern de Munique celebra receita recorde e comemora 24 anos seguidos de lucro



Atualizado às 10:52h de 26/11/2016

 

O grupo empresarial FC Bayern de Munique – que reúne o clube de futebol, a Allianz Arena e outras subsidiárias – anunciou, nesta sexta-feira, que bateu seu recorde de receitas na história. No ano fiscal 2015/16 o clube bávaro arrecadou impressionantes € 626.8 milhões. No ano fiscal anterior ele havia gerado € 523.7 milhões. O acréscimo de receitas neste ano, portanto, superou em cerca de 20% as do ano passado. Vale lembrar que o Manchester United registrou receitas de € 577 milhões, o Real Madrid pretende anunciar um faturamento de € 631 milhões.

No balanço anunciado hoje o lucro operacional foi de € 142.5 milhões, superior 28% ao do ano passado que foi de € 111.3 milhões. O lucro sem impostos foi de € 53 milhões e o após os impostos foi de € 33 milhões.

Carlo Ancelotti é o novo técnico do clube (foto - fcbayern.com)

Carlo Ancelotti é o novo técnico do clube (foto – fcbayern.com)

O clube, com 115 anos de história, também celebra o 24º ano consecutivo em que apresenta um resultado positivo em suas finanças.

Segundo o presidente do clube, Jan-Christian Dreesen, “o Bayern vive um momento excepcional, operando no nível mais alto nível em termos financeiros. Estamos numa posição esplêndida. Tem sido assim nos últimos anos, e foi assim mais do que nunca em 2016. Nosso objetivo é a maximização do sucesso esportivo ao lado da prudência financeira. O incremento do nosso poder financeiro será usado preliminarmente na realização de investimentos na equipe principal profissional necessários para que nos mantenhamos entre os clubes de elite da Europa”.

O FC Bayern AG, sociedade anônima responsável pela operação do futebol profissional do clube, obteve resultados espetaculares no período. O volume de negócios chegou a € 587.7 milhões, superando a marca de 500 milhões pela primeira vez na sua história. As receitas no ano anterior foram de € 485.6 milhões.

Este resultado se deveu a elevação significativa das receitas de marketing e patrocínio que saíram de € 113.9 milhões ano passado para € 169.8 milhões, de merchandising com € 108.2 milhões e um superávit nas transferências de jogadores de € 34.8 milhões.

Neste período o FC Bayern teve gastos de € 260.3 na folha salarial e pagou cerca de 194 milhões em impostos. Nos últimos dez anos o clube pagou mais de € 1.2 bilhão em impostos.

O Bayern de Robben e Müller bate recordes (foto - site oficial do FCB)

O Bayern de Robben e Müller bate recordes (foto – site oficial do fcbayern)

Jan-Christian Dreesen também celebrou o fato do FC Bayern ter distribuído € 12 milhões de dividendos entre os acionistas (40 centavos por ação). Fato absolutamente incomum no mundo do futebol contemporâneo.

O FC Bayern de Munique, na última temporada, foi campeão pela quarta vez consecutiva da Bundesliga, campeão da Copa da Alemanha e chegou às semifinais da Champions League. Se tivesse chegado à final da competição continental de clube o resultado teria sido ainda mais espetacular.

Hoeness volta à presidência

Neste sábado, 98.5% dos sócios do clube que votaram nas eleições elegeram, de novo, Uli Hoeness como presidente do Bayern de Munique. O ex-craque do clube e da seleção alemã trabalha no clube há mais de 30 anos como dirigente. Ele foi presidente entre 2009 e 2014, quando foi obrigado a renunciar ao cargo por ter sido condenado à prisão em função de problemas fiscais nos seus negócios privados. No período em que esteve atrás das grades, Hoeness recebeu mais de 5000 cartas de solidariedade de torcedores.

 

 

 

 

 



MaisRecentes

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo

Última chamada na Champions League: 7 clubes disputam 4 vagas.



Continue Lendo