Bayern de Munique celebra receita recorde e comemora 24 anos seguidos de lucro



Atualizado às 10:52h de 26/11/2016

 

O grupo empresarial FC Bayern de Munique – que reúne o clube de futebol, a Allianz Arena e outras subsidiárias – anunciou, nesta sexta-feira, que bateu seu recorde de receitas na história. No ano fiscal 2015/16 o clube bávaro arrecadou impressionantes € 626.8 milhões. No ano fiscal anterior ele havia gerado € 523.7 milhões. O acréscimo de receitas neste ano, portanto, superou em cerca de 20% as do ano passado. Vale lembrar que o Manchester United registrou receitas de € 577 milhões, o Real Madrid pretende anunciar um faturamento de € 631 milhões.

No balanço anunciado hoje o lucro operacional foi de € 142.5 milhões, superior 28% ao do ano passado que foi de € 111.3 milhões. O lucro sem impostos foi de € 53 milhões e o após os impostos foi de € 33 milhões.

Carlo Ancelotti é o novo técnico do clube (foto - fcbayern.com)

Carlo Ancelotti é o novo técnico do clube (foto – fcbayern.com)

O clube, com 115 anos de história, também celebra o 24º ano consecutivo em que apresenta um resultado positivo em suas finanças.

Segundo o presidente do clube, Jan-Christian Dreesen, “o Bayern vive um momento excepcional, operando no nível mais alto nível em termos financeiros. Estamos numa posição esplêndida. Tem sido assim nos últimos anos, e foi assim mais do que nunca em 2016. Nosso objetivo é a maximização do sucesso esportivo ao lado da prudência financeira. O incremento do nosso poder financeiro será usado preliminarmente na realização de investimentos na equipe principal profissional necessários para que nos mantenhamos entre os clubes de elite da Europa”.

O FC Bayern AG, sociedade anônima responsável pela operação do futebol profissional do clube, obteve resultados espetaculares no período. O volume de negócios chegou a € 587.7 milhões, superando a marca de 500 milhões pela primeira vez na sua história. As receitas no ano anterior foram de € 485.6 milhões.

Este resultado se deveu a elevação significativa das receitas de marketing e patrocínio que saíram de € 113.9 milhões ano passado para € 169.8 milhões, de merchandising com € 108.2 milhões e um superávit nas transferências de jogadores de € 34.8 milhões.

Neste período o FC Bayern teve gastos de € 260.3 na folha salarial e pagou cerca de 194 milhões em impostos. Nos últimos dez anos o clube pagou mais de € 1.2 bilhão em impostos.

O Bayern de Robben e Müller bate recordes (foto - site oficial do FCB)

O Bayern de Robben e Müller bate recordes (foto – site oficial do fcbayern)

Jan-Christian Dreesen também celebrou o fato do FC Bayern ter distribuído € 12 milhões de dividendos entre os acionistas (40 centavos por ação). Fato absolutamente incomum no mundo do futebol contemporâneo.

O FC Bayern de Munique, na última temporada, foi campeão pela quarta vez consecutiva da Bundesliga, campeão da Copa da Alemanha e chegou às semifinais da Champions League. Se tivesse chegado à final da competição continental de clube o resultado teria sido ainda mais espetacular.

Hoeness volta à presidência

Neste sábado, 98.5% dos sócios do clube que votaram nas eleições elegeram, de novo, Uli Hoeness como presidente do Bayern de Munique. O ex-craque do clube e da seleção alemã trabalha no clube há mais de 30 anos como dirigente. Ele foi presidente entre 2009 e 2014, quando foi obrigado a renunciar ao cargo por ter sido condenado à prisão em função de problemas fiscais nos seus negócios privados. No período em que esteve atrás das grades, Hoeness recebeu mais de 5000 cartas de solidariedade de torcedores.

 

 

 

 

 



MaisRecentes

O Fórum Mundial de ligas nacionais de futebol é contra a expansão da Copa do Mundo



Continue Lendo

Argentinos tem vantagem sobre brasileiros em finais da Libertadores



Continue Lendo

La Liga conta com Amazon e Facebook para negociar TV por € 2.3 bilhões



Continue Lendo