Até a mídia de Madri se rendeu a Lionel Messi



Lionel Messi é o personagem desta segunda-feira em toda a mídia esportiva mundial. Seus dois gols decisivos na vitória do El Clásico deste domingo estão sendo reverenciados como nunca.

Mas o mais impressionante é o tratamento que a mídia da própria capital espanhola, normalmente tão ligada ao Real Madrid, vem dedicando ao craque argentino.

O site do diário Marca destaca que “Messi incendeia o Bernabéu”! Além disto exibe o vídeo “Assim se comemorou em todo o planeta futebol o gol de Messi”, com 1 minuto e 23 segundos de duração recheado de manchetes mundo afora reverenciando o camisa 10 do Barcelona e apresentando seu segundo e decisivo tento narrado por locutores do mundo inteiro. Num trecho do vídeo Thierry Henry responde com 2 palavras a questão do apresentador sobre como ele explicava a virada do clube catalão em pleno Santiago Bernabéu: “Lionel Messi”.

O site do também madrilenho e caracteristicamente circunspecto El País os colunistas elevam Messi às nuvens:

Ramon Besa escreve no título de sua crônica “Nota dez para um dez“.

Manoel Jaboiz inventa o “Air Messi”, comparando-o, claro, ao maior craque da história do basquete Michael Jordan.

“Messi faz uma diferença bestial” segundo Juan I. Irigoyen.

O colunistas dos diários esportivos da cidade de Barcelona são naturalmente ainda mais apologéticos:

No jornal Sport, que inclusive mostra o gol decisivo do argentino numa imagem de 360º:

Para Ernesto Folch “O futebol é propriedade de Messi”

No Mundo Deportivo, o ex-capitão do Barcelona Carles Puyol apela: “Leo, não se aposente jamais!”:

Santi Nola provoca: “Quem é o número um?”

Joseph M. Artells redige “Leo, legenda em Madri”.

Francesc Aguillar é ainda mais retórico: “Messi, sangue azul e grená nas veias”

A vitória, além de extraordinária por si mesma, reacende a luta pela La Liga colocando Barcelona e Real Madrid (um jogo a menos) com os mesmos 75 pontos a cinco partidas do fim. E serve também para dignificar os últimos dias de trabalho do técnico Luís Enrique.

A monotonia de uma mais temporada restringindo apenas aos 2 gigantes como candidatos matemáticos ao título foi quebrada de vez pela virada de ontem no Bernabéu. Mais uma obra de arte assinada por Lionel Messi.

 

 



MaisRecentes

Frank de Boer chega ao Crystal Palace sem negar que tem o DNA do Ajax



Continue Lendo

O prodígio gigante Donnarumma é o personagem das semifinais do Euro Sub 21



Continue Lendo

FIFA preocupada com boicote de países árabes ao Qatar, organizador da Copa de 2022.



Continue Lendo