Ariedo Braida – A arte de montar elencos campeões



Desde fevereiro, a convite do presidente Josep Bartomeu, ele é diretor de futebol internacional e responsável pelas negociações de jogadores do FC Barcelona. Ariedo Braida é um dos profissionais que mais tem influenciado o mercado de grandes jogadores do mundo nos últimos 30 anos.

Ariedo Braida  (site oficial do AC Milan)

Ariedo Braida trabalhou por 28 anos no Milan (site oficial do AC Milan)

De 1986 a 2014 ele participou no Milan da aquisição de reforços no período mais vencedor e poderoso do clube. Gullit, Van Basten, Rijkaard, Schevchenko, Pirlo, Seedorf, Ancelotti, Weah, Desailly, Nesta, Cafu, Kaká, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho, Savicevic, Thiago Silva, Ibrahimovic e Robinho, foram alguns dos astros que passaram pelo seu crivo.

Arrigo Sacchi, Fabio Capello, Carlo Ancelotti e Maximiliano Allegri foram os principais técnicos neste período e a quem Braida tentou atender com as contratações que realizava. Com eles, sob a liderança do presidente Silvio Berlusconi, do administrador delegado Adriano Galliani e dele próprio, como diretor esportivo, o Milan conquistou 3 Mundiais de Clubes, 5 Champions Leagues , 5 Super Copas da Europa, 8 Campeonatos Italianos e 6 Super Copas da Itália.

Este longo e profícuo relacionamento profissional chegou ao fim em janeiro de 2014, anunciado no site oficial do Milan, através de uma mensagem assinada por Barbara Berlusconi, filha do presidente e atual vice presidente e na qual a família e a instituição agradeceram sua contribuição profissional.

Em seguida, Braida trabalhou na Sampdoria de janeiro a julho de 2014, mas não encontrou no clube de Gênova o ambiente profissional a que estava habituado, ainda mais por ter sido contratado por um presidente que saiu logo em seguida. Não é exagero afirmar que o tamanho do profissional Braida contrastava com a força esportiva e o nível de ambição da própria Sampdoria. O divórcio prematuro com o excêntrico novo presidente Massimo Ferrero foi inevitável.

Foi uma questão de meses para que um dos gigantes do futebol europeu acabasse por se interessar pela reconhecida experiência na montagem de elencos vencedores que caracterizou a carreira de Braida.

Nova direção de futebol do Barça (foto - site oficial do FC Barcelona)

Nova direção de futebol do Barça (foto – site oficial do FC Barcelona)

Em janeiro deste ano, dias após a demissão do diretor de futebol Andoni Zubizarretta, o presidente do FC Barcelona decidiu instituir um colegiado para dirigir o departamento de futebol.Este passou a ser composto pelo ex-jogador e ex-técnico Carles
Rexach, pelo vice presidente Jordi Mestre, pelo diretor Javier Bordas e por Ariedo Braida.

Carreira –  Braida foi um mediano jogador de futebol de equipes pequenas e médias da Itália. Começou profissionalmente, em 1962, na Udinese, clube da região de Friuli onde nasceu, e encerrou a carreira no modesto Sant´Angelo em 1981.

O futebol é a sua vida. O Milan, a partir da sua contratação em 1986, se transformou literalmente na extensão de casa. Braida residiu por muitos anos no mesmo prédio em que se instalava a sede do clube, na famosa Via Turati, no centro de Milão, antes de ser transferida recentemente para a moderna Casa Milan, em outra região da cidade.

Rede de informantes – Apaixonado pelo futebol brasileiro, Braida sempre foi carinhoso anfitrião de representantes do futebol brasileiro em Milão. Pois foi em seu escritório da Via Turati ou no restaurante L´Assassino – tradicional reduto milanista – onde tivemos a chance de várias vezes conversar sobre futebol . É impressionante seu conhecimento de jogadores e times de todos os cantos, com informações atualizadas. Sua curiosidade pelos jovens jogadores brasileiros é permanente.

Por isto, ele acabou criando uma ampla e diversificada rede de informantes que sempre funcionaram como seus interlocutores em nosso país.

Kaká - uma das apostas de Braida (foto - site oficial do AC MIlan)

Kaká – uma das apostas de Braida (foto – site oficial do AC MIlan)

Braida é um insaciável frequentador de estádios, expectador de partidas e treinos de futebol na busca por jovens talentos, para confirmar indicações que recebe de suas fontes. Para ele, ao contrário de muitos profissionais do futebol, os vídeos e as partidas pela TV são apenas uma das ferramentas que utiliza para ampliar seu conhecimento de times e jogadores de todo o planeta.

O homem – Seus ternos e gravatas italianamente elegantes vestem um ser humano simples e que curte intensamente o contato e a convivência com todos e, em particular, com os jogadores de futebol. Seu relacionamento com eles é muito profissional, mas jamais abdica de acompanhar a vida de cada um em todas os seus aspectos – familiar, social e no próprio clube.

FC Barcelona – Braida, agora, é um dirigente integralmente dedicado ao clube catalão. Ele está residindo em Barcelona e procura estar presente em todas as partidas, no Camp Nou ou fora de casa.

FC Barcelona- "mais do que um clube"

Ele também acompanha pessoalmente clubes de outros países no trabalho de prospecção de potenciais alvos do Barcelona. E vai seguir na busca obstinada de novos craques. O que ele sabe fazer como poucos.

Ariedo Braida conversou, nesta segunda-feira, com o Blog, por telefone, um dia após a vitória do Barcelona sobre o eterno rival Real Madrid no Camp Nou:

O mundo do futebol acompanhou sua chegada ao Barcelona. Você era responsável pelas contratações do Milan no momentos gloriosos dos anos 80, 90 e início deste século. O que significa trabalhar para esta marca?
AB – O Barcelona, sendo um dos maiores clubes do mundo, está sempre atento e querendo grandes jogadores. Mas, você sabe que o futebol não é perfeito, não é matemático. Creio por isto que é preciso ter sempre muita informação, ter uma grande experiência, ter uma cultura do mercado e do próprio futebol para conseguir montar um grande time. Cada profissional tem seu próprio know-how, tem seu próprio conhecimento. Estou há muitos anos no futebol. Por isto acabei por criar a minha própria inspiração, a minha maneira de enxergar o futebol. Duas pessoas podem ver a mesma partida e encará-la de maneiras diferentes. O futebol não é a mesma coisa para todo mundo. Claro que um campeão é um campeão. Messi, por exemplo, é um super campeão, um extraterrestre e todo mundo concorda com isto.Lione Messi

Mas Messi é único no mundo. Só há um Messi no futebol mundial. É sempre muito difícil buscar jogadores de alto nível como o Barcelona exige.

Mas é possível uma comparação entre o Barcelona atual e o Milan de outras épocas?
AB – As grandes equipes do Milan foram montados numa época diferente da atual. Formamos alguns dos melhores times do mundo. Agora estou feliz por estar naquele que para mim é o melhor do mundo na atualidade.

O Barcelona contrata grandes jogadores mas também conta sempre com atletas feitos no próprio clube, em La Masia (CT das divisões de base do Barça). Como isto influencia no seu trabalho?
AB – Sim, aqui há grande tradição na formação de jogadores. O trabalho em La Masia é excepcional, capaz de gerar Xavi, Iniesta, Piqué, Busquets e mesmo Messi – que é argentino, mas praticamente formado em La Masia .

O famoso CT da base do Barça (foto - site oficial do FC Barcelona)

La Masia – O famoso CT da base do Barça (foto – site oficial do FC Barcelona)

Este exato momento não é especialmente feliz na formação. Mas temos de seguir adiante nesta direção. Porque formar jogadores é um trabalho cotidiano, que se faz dia após dia, que não pode parar , que precisa de tempo e está na tradição deste clube.

O Barcelona sofreu uma punição da FIFA e está impedido de contratar jogadores na próxima temporada. Isto vai influenciar o seu trabalho, não?
AB- Sim, claro. Mas vamos continuar a observar o mercado e projetar as contratações. Um clube como o Barcelona não pode ficar preso às necessidades de curto prazo. Temos de estar sempre pensando na frente ao projetar um, dois, três anos adiante, para termos sempre o melhor elenco possível. Meu trabalho é pensar o futuro. Preparar o clube para a renovação do elenco quando for preciso. Ver na frente, pensar a longo prazo é fundamental para manter este grande clube com elenco forte e com os melhores jogadores.

Você tem sido um observador atento do futebol brasileiro. Você continua acompanhando nosso futebol? Nós continuamos a formar grandes talentos?
AB – Sim. O Brasil será sempre a pátria do futebol. O Brasil é a história do futebol, formando jogadores fantásticos. Os jogadores brasileiros possuem um talento único. E o que é impressionante é que você pode encontrar um talento fabuloso num clube pequeno. Aqui na Europa isto já não é mais possível . Os bons jogadores de 12 e 13 anos já são imediatamente alvos dos grande clubes. No Brasil, talvez por ser um país enorme, um continente, você ainda tem jovens talentosos nesta idade em clubes menores.

O Barcelona continuará contratando jogadores brasileiros?
AB – É provável que sim. Desejamos jogadores com talento e com futuro. Não posso falar de nomes, mas estamos atentos e seguindo 4 ou 5 promessas incríveis da Seleção Sub-17 e da Seleção Sub-20 do Brasil.

Que grande contratação você realizou no Milan da qual se orgulha em especial?

Van Basten uma das descobertas de Braida (site oficial do AC MIlan)

Van Basten – uma das descobertas de Braida (site oficial do AC MIlan)

AB – O Milan sempre contratou grandes jogadores, verdadeiros fenômenos. Desde Van Basten, Weah, Savicevic, Boban, Schevichenko, Seedorf, Thiago Silva, Ronaldinho, Kaká, Ibrahimovich, tantos… Para montar um grande time você tem que ter sempre grandes campeões. Quero ajudar a fazer o mesmo no Barcelona.

E quais são as melhores equipes no momento?
AB – Há times fortíssimos na atualidade. O Bayern de Munique é uma potência. O PSG mostrou força, conseguiu o resultado sobre o fantástico time do Chelsea em Londres. A Juventus é sempre a Juventus. Há grandes times na Europa. O Barcelona é o melhor.

Como o Fair Play Financeiro adotado pela UEFA vai influenciar no mercado de jogadores?
AB – Este é um problema complexo, que envolve a questão dos investidores privados e suas relações com os clubes e que vem preocupando a UEFA. Só a sua aplicação concreta e o tempo vão determinar seus efeitos nos clubes e no mercado.

O que aconteceu com o futebol italiano dos últimos anos?
AB- O Calcio, assim como o país, enfrenta um momento muito difícil, mas eu acredito que ele vai se recuperar. A Juventus continua muito forte. Pode ir longe na Champions League. O Napoli e a Fiorentina seguem na Europa League. De uma maneira ou de outra o Milan vai se recuperar. Não vai ser fácil, nem amanhã. Mas sou otimista.

Qual foi a sensação de viver o primeiro “Clásico” neste domingo como dirigente do Barcelona?
AB- Uma atmosfera fabulosa para quem, como eu, é apaixonado pelo futebol. Num clássico, você vive o futebol com o coração, você vive o futebol com sentimento. Mas não foi muito diferente de um Juventus x Milan, Milan x Inter ou de um grande derby no Brasil.

Neymar:  O "N" do MSN espetacular do Barça (foto do site oficial do FC Barcelona)

Neymar: O “N” do MSN espetacular ataque do Barça (foto do site oficial do FC Barcelona)

 

Ao ver o Neymar mais de perto: onde ele pode chegar?
AB- Primeiro, eu estou muito impressionado com ele como pessoa. Ele tem potencial inimaginável como jogador. Nosso trio ofensivo – Messi , Suarez e Neymar – é simplesmente espetacular. Ele pode sonhar em ser o melhor do mundo.

Como você analisa o 7 x 1 da Alemanha sobre o Brasil na Copa do Mundo?
AB- Não mudou em nada minha opinião sobre o futebol brasileiro. Foi um desastre, uma jornada fracassada. Mas foi apenas o resultado de um jogo, um momento particular! Todo gigante se levanta depois de um tropeço. E com o Brasil isto já está acontecendo. O Brasil continua sendo uma potência do futebol e uma grande seleção.



  • Jorge Vasconcelos

    Olá, Luiz.

    Excelente artigo. Analítico e reflexivo, sai da mesmice dos artigos de estilo “semi-fofoca” da mídia esportiva atual.

    Parabéns.

    Jorge Vasconcelos.

MaisRecentes

Final da Europa League: Ajax e Manchester United duelam como bom humor no Twitter



Continue Lendo

Os 4 meninos prodígios do futebol mundial



Continue Lendo

A final Juventus x Real Madrid deverá começar com mais brasileiros que espanhóis em campo



Continue Lendo