A era Berlusconi no Milan está perto do fim



A novela sobre o futuro do AC Milan tem um novo capítulo previsto para o próximo domingo. O empresário tailandês Bee Taechaubol deverá se encontrar com o presidente Silvio Berlusconi na mansão do magnata italiano em Arcore, localizada a 20 km do centro de Milão quando, ao que tudo indica, deverá oficializar uma proposta conclusiva de aquisição do controle acionário do clube. Pelo relatório “Football Money League 2015” da empresa Deloitte o Milan teve uma receita de € 249.7 milhões (R$ 812 milhões) em 2013/14, sendo o 12º maior faturamento entre os clubes do mundo. Estes números em 2014/15 certamente serão menores em função da não participação do clube na Champions League da temporada.

Victor Pablo Danna( à esquerda) e o tailandês Bee Thaechaubol (centro) - foto do twitter pessoal de Victor Pablo Danna

Victor Pablo Danna( à esquerda) e o tailandês Bee Thaechaubol (centro) – foto da pessoal no Twitter de Pablo Victor Danna

Há duas versões sobre a oferta que será apresentada pelo empresário tailandês. Segundo o diário La Gazzetta dello Sport a negociação poderá ser concluída em duas etapas: na primeira, 60% das ações do clube seriam transferidos imediatamente para uma das empresas do empresário tailandês numa operação calculada em € 500 milhões (R$1.639 bi).

Já para o jornalista Alessandro Alciato do canal de TV Sky Sports, Bee iria adquirir de imediato 20% das ações  e o restante no período de um ano numa transação total que giraria entre €1 bi (R$3.3 bi) e €1.2 bi (R$3.9 bi). Neste momento, os assessores do investidor estão concluindo uma “due diligencie” para apurar os números financeiros reais do clube.

Os dois veículos, no entanto, concordam que o empresário italiano Pablo Victor Dama substituiria Adriano Galliani como novo principal executivo do clube e o-ex capitão Paolo Maldini seria o indicado para novo diretor técnico.

Danna é um banqueiro privado, considerado um expert nas finanças internacionais e que está instalado há quatro anos em Dubai, nos Emirados Árabes, com sua família (mulher e cinco filhos). Ele também está envolvido no projeto “Global Legend Series” no qual craques do passado participam de partidas de exibição pelo mundo inteiro, dentre eles, Fabio Cannavaro, Alessandro Niesta, Andrey Schevchenko, Cafu, Raí e Patrick Kluivert. Neste último domingo, Danna utilizou sua conta no Twitter para, em nome de Bee Tauechaubol, desejar sorte ao presidente e aos atletas milanistas antes do derby contra a Inter, em mensagens finalizadas pelo simbólico refrão milanista: “Forza Milan!”

Schevchenko, Van Basten, Maldini e Kaká estão na história do Milan (site oficial do AC Milan)

Schevchenko, Van Basten, Maldini e Kaká estão na história do Milan (site oficial do AC Milan)

Paolo Maldini é um dos maiores ídolos de todos os tempos do rubro negro italiano, única equipe que defendeu em toda sua longa carreira de jogador de futebol profissional. Ele estreou na equipe principal aos 16 anos em 1985 e encerrou a carreira em 2009 com mais de 900 partidas disputadas com a camisa rubro negra. Neste período ele conquistou 7 títulos da Série A, 5 Supercopas Italianas, 5 Champions League, 5 Supercopas Europeias e 3 Mundiais de Clubes. Ele é filho de outro ex-jogador do clube e ex-tecnico da seleção italiana, Cesare Maldini.

A verdade é que está próximo o fim da era do clã Berlusconi na vida do AC Milan. Fundado em 1899, o Milan está sob a propriedade de Silvio Berlusconi desde 1986. Multimilionário, proprietário da maior rede de TV privada da Itália dentre outros negócios, Berlusconi se orgulha de ter levado o clube aos anos mais gloriosos de sua história. O problema é que desde que resolveu ingressar na vida política, na qual chegou inclusive a ser primeiro ministro – por 4 períodos intercalados somando 9 anos no cargo – sua vida pública acabou por comprometer sua capacidade de investimento em seus vários negócios privados, notadamente no Milan.

Polêmico e combatido impiedosamente por inimigos políticos e empresariais ele foi condenado à prisão em 2010 pela acusação de ter estabelecido uma relação profissional de natureza sexual com uma menor de idade. Desde então ele e está impedido de assumir qualquer cargo público, punição que parece estar sendo reconsiderada pela justiça italiana.

Nos últimos anos a função de representante da família na direção do clube vem sendo exercida pela sua filha Barbara.

Barbara Berlusconi é atual vice presidente do Milan (foto - Lance!)

Barbara Berlusconi é atual vice presidente do Milan (foto – Lance!)

Em todo este longo reinado futebolístico, entretanto, o grande parceiro e leal conselheiro de Berlusconi tem sido Adriano Galliani. Carismático, inteligente e hábil negociador, ele foi o mentor – assessorado por Ariedo Braida (agora no Barcelona) – pela montagem de algumas das fantásticas equipes do Milan neste período. Galliani é um apaixonado pelo Rio de Janeiro onde possui um apartamento na Avenida Vieira Souto, no sofisticado bairro do Leblon.

O ex-diretor técnico milanista Ariedo Braida, em entrevista recente a este Blog, se mostrou otimista com o futuro do Milan e vaticinou de maneira enigmática: ” De uma maneira ou de outra o Milan vai se recuperar. Não vai ser hoje, nem amanhã. Mas sou otimista”. Tudo indica que o investidor tailandês partilha de seu otimismo e se dispõe a financiar a recondução do Milan aos tempos gloriosos da melhor era berlusconiana. É tudo com o que sonha a imensa torcida rosso nera (rubro negra) de Milão: “Forza Milan!”



MaisRecentes

Há 50 anos, o “Bola de Ouro” húngaro Albert vestia a camisa 9 do Flamengo



Continue Lendo

FIFA revoltada com ausência de Messi na festa do “The Best”



Continue Lendo

Última chamada na Champions League: 7 clubes disputam 4 vagas.



Continue Lendo