Um eventual título do Leicester só fortalecerá a Premier League



A impressionante campanha do Leicester que o situa na liderança isolada da tabela de classificação a nove rodadas do final da Premier League 2015/16 despertou um intenso debate na Inglaterra sobre até que ponto o campeonato mais milionário do futebol mundial vive uma crise de hegemonia. Terá chegado ao fim a supremacia praticamente inabalável nas últimas décadas dos gigantes Chelsea, Manchester City, Manchester United e Arsenal? Como encarar o protagonismo atual de Leicester e, até do Tottenham, atual segundo colocado?

O Leicestet tem Vardy, o artilheiro da Premier League (foto - Lance!)

O Leicestet tem Vardy, o artilheiro da Premier League com 19 gols (foto – Lance!)

Será que a Premier League chegou a um estágio financeiro tão expressivo e confortável que mesmo os clubes com orçamentos menores já são capazes de organizar elencos e planejar trabalhos suficientemente consistentes para desafiar os clubes mais tradicionais? Ou será que há apenas uma crise técnica e esportiva conjunta e momentânea por parte dos clubes mais poderosos? Será que estamos diante de uma combinação historicamente explosiva e inédita das duas explicações?

O fato é que a temporada atual é simplesmente empolgante, diferente, singular, divertida e desafiadora da maneira como nos acostumamos a encarar a Premier League. Afinal, o líder do campeonato experimentou a espetacular e meteórica transição da 14ª posição do campeonato anterior para a liderança sólida da competição em curso.

Na lógica essencial de quem sonha com um futebol saudável e competitivo, quanto mais surpreendente o resultado esportivo, melhor. Premier League

Este quadro, por outro lado, enseja o surgimento de ideias que privilegiam a lógica comercial à esportiva como a que aponta na direção de um torneio continental europeu em que a presença dos grandes clubes esteja assegurada por critérios financeiros e de tradição. Será que o negócio futebol se transformou em algo tão essencialmente empresarial que a imprevisibilidade natural e fascinante do esporte começa a ser encarada como negativa?

Penso na direção oposta. Uma cada vez mais possível conquista do Leicester ou, até mesmo, do Tottenham (a 5 pontos do líder) da Premier League 2015/16 fortalecerá o futebol, valorizará a competitividade e imprevisibilidade do esporte e acenderá uma expectativa inusitada e ainda mais empolgante sobre o destino da Premier League nos anos vindouros.

Um eventual, mas cada vez mais provável título do Leicester, fortalecerá ainda mais a já consagrada Premier League. Os clubes ingleses, como um todo, serão positivamente beneficiados pelo sucesso de um campeão inesperado. O futebol, como esporte, reforçará seu lado imprevisível e cativante.

 

 

 



  • Juliano Sommariva Jr

    Me desculpe pela ignorância, as a boa fase do Leicester passa, impreterivelmente, pelas crises no rivais. Se não lhes falta dinheiro, está faltando organização técnica. Não adianta gastar rios de dinheiro com estrelinhas e não saber por todo mundo pra jogar sem salto alto.

  • Leonardo Marques

    Juliano, concordo e discordo.
    Concordo quando disse sobre a crise dos
    rivais. Digo todos os grandes, porque como o Leicester ainda é time
    “pequeno”, todos são rivais. Também concordo sobre a organização
    técnica. Grandes times, com “bons elencos” e não conseguem sequer ter
    uma sequencia de vitórias. Isso mostra que os GRANDES também sofrem.
    Eu discordo quando fala sobre a fase do Leicester passar. Qualquer time
    tem sua fase boa e ruim. Podemos tirar o Arsenal como exemplo. Time que
    tem muito dinheiro e um ótimo elenco. O Arsenal muitas das vezes
    contrata errado (contratações de peso que não se encaixam e acabam
    jogando dinheiro fora) e escalam errado.
    O Leicester contratou certo
    (Fuchs, Okazaki, ex-zagueiro do Stoke City e o cabeça da parte tática,
    Cláudio Ranieri…entre outros). Se o time se mantiver assim, não se
    desfazer (o que não é de costume dos ingleses), é bem capaz do time se
    firmar como GRANDE na história do futebol Inglês.
    Não estou criticando sua opinião. Simplesmente mostrando meu ponto de vista, em cima do que escreveu.

MaisRecentes

Jornais esportivos espanhóis de luto pelos atentados terroristas na Catalunha



Continue Lendo

Barcelona se revolta com matéria que vincula contratação de Paulinho aos interesses da empresa do presidente Bartomeu.



Continue Lendo

Campeonato Italiano com 20 clubes tem sido previsível e elitista ao longo da história



Continue Lendo