Vivendo no Irã, zagueiro brasileiro comenta sobre rotina pessoal de treinos e lamenta situação no país: “muito triste”



Foto: Divulgação

Eduardo Mancha defende a camisa do Machine Sazi, clube que disputa a primeira divisão do Campeonato Iraniano.

Assim como o resto do mundo, o país está parado por conta do Novo Coronavírus. O atleta comentou a importância da paralisação.

Foto: Divulgação

– É muito triste toda essa situação que o mundo está vivenciando. A paralisação é realmente necessária, com certeza o futebol precisar ficar em segundo plano. O que importa é que todos fiquem bem e que todos superem essa batalha logo – disse Eduardo

Em meio ao interrompimento de jogos e treinos, os atletas têm buscado formas de manter a forma física de forma individual. O zagueiro do Machine contou o que tem feito.

Leiam também:

Brasileiros participam de campanha em clube português e reforçam o recado: “Eu fico em casa”

– Apesar da pausa, também precisamos lutar para manter o nosso ritmo físico, buscar maneiras diferentes de exercitar o corpo. Tenho buscado fazer treinos fortes na medida do possível. O foco em cuidar do nosso instrumento de trabalho não pode ser esquecido – completou o atleta.



MaisRecentes

Laterais brasileiros brilham e despontam como destaques do Campeonato Croata



Continue Lendo