Thiago Augusto é convocado pela primeira vez pelo Bahrein e espera jogar a próxima Copa do Mundo



Foto: jogos mundiais militares/divulgação da Federação de Futebol do Bahrein

O jogador de 29 anos só tinha atuado pela seleção militar do país

O brasileiro Thiago Augusto foi convocado pela primeira vez para atuar na seleção principal do Bahrein. O atacante de 29 anos atua no Muharraq, treinado pelo também brasileiro Marcos Paquetá e está em sua quinta temporada atuando no país. Com o processo de naturalização finalizado, foi chamado para disputar a Copa do Golfo de Nações.

Foto: jogos mundiais militares/divulgação
da Federação de Futebol do Bahrein

Apesar disso, não é a primeira vez que o Thiago vai representar o Bahrein. No último mês o jogador disputou os jogos mundiais militares, onde conquistou a medalha de ouro e foi o artilheiro da competição, com cinco gols. Agora, com a seleção principal, já estreará na quarta-feira contra a seleção de Omã.

“Sensação de felicidade e ao mesmo tempo ansioso, pois é uma responsabilidade enorme representar um país, mas estou preparado e confiante. Espero poder contribuir com a minha experiência e se Deus quiser ajudar a equipe a conquistar a competição”, comentou.

Nas eliminatórias da Copa do Mundo o Bahrein está no segundo lugar do grupo C, com nove pontos, dois atrás do Iraque e três à frente do Irã. Se classificam para a próxima fase o primeiro colocado de cada grupo, são oito no total, e os quatro melhores segundo colocados. Atualmente, o Bahrein é o quarto melhor segundo colocado e faltam mais três rodadas.

Leiam também:

Volante Netto do Joinville projeta Campeonato Catarinense: “é uma das melhores competições para iniciar a temporada”

“Temos uma grande chance de disputar a próxima Copa, pois nossa comissão técnica é muito boa, além de termos bons jogadores experientes e preparados. Acredito muito que o Bahrain possa chegar lá com muita dedicação e trabalho”, finalizou.



MaisRecentes

Pretendido pelo Coritiba, jóia do XV de Piracicaba torce pelo início do Paulista Sub-20 para seguir com carreira promissora



Continue Lendo

Vivendo no Irã, zagueiro brasileiro comenta sobre rotina pessoal de treinos e lamenta situação no país: “muito triste”



Continue Lendo