Os laterais direitos eram considerados os jogadores com menos habilidade em campo



“Qual foi o melhor lateral direito brasileiro campeão da Copa do Mundo?”

Muitos quiseram, poucos tiveram a honra. Erguer a taça de campeão do mundo é reverência máxima para um jogador. Era preciso ter algo mais para ser capitão.

Capitão do Tri com a Taça do Mundial/foto: CBF

No entanto, Carlos Alberto Torres e Cafu, cada um a seu jeito e estilo, estão gravados para sempre na história da seleção nacional.

Carlos Alberto Torres – O Capitão do Tri

Carlos Alberto Torres, o capitão do Tri, e um dos melhores laterais da história do futebol. Iniciou sua carreira no Fluminense e em 1966, se transferiu para o Santos Futebol Clube, um dos melhores times à época, sendo campeão paulista por cinco vezes e campeão do Torneio Rio São Paulo de 1966. Passou também pelo Botafogo, Flamengo e pelo futebol norte americano, sendo uma das principais figuras do New York Cosmos.

Carlos Alberto foi o capitão da seleção brasileira tricampeã mundial na Copa do México em 1970. Em uma equipe que extasiou o mundo, Carlos Alberto foi o autor do quarto gol brasileiro na final contra a Itália e o responsável por levantar a Taça Jules Rimet.

Carlos Alberto Torres se encontra em qualquer lista dos maiores jogadores da história do futebol e com certeza está entre os cinco maiores laterais da história.

Cafu – O Capitão do Penta

Marcos Evangelista de Morais, o Cafu, foi o capitão da seleção brasileira campeã do Mundo de 2002.

Capitão do Penta com a Taça do Mundial/foto: CBF

Cafu iniciou a carreira no São Paulo Futebol Clube, nas mãos do técnico Telê Santana, onde sagrou-se bicampeão da Taça Libertadores e do da Copa Intercontinental. Ainda jovem, seu bom futebol lhe garantiu vaga na seleção brasileira campeã mundial de 1994. Após uma rápida passagem pela Europa retornou ao Brasil em 1996 para defender o Palmeiras, onde conquistou o campeonato paulista de 1996. Retornou à Europa e defendeu até o final da carreira as cores da Roma e do Milan onde virou ídolo das torcidas e venceu uma Liga dos Campeões da Europa (2007).

Em 2002, foi escolhido como capitão da seleção brasileira que conquistou o pentacampeonato Mundial na Coreia do Sul e Japão. Ao levantar a taça ficou marcado na história com a frase “100% Jardim Irene”, seu bairro natal, escrita na camisa.
Lateral rápido e habilidoso Cafu se notabilizou por ser um jogador extremamente atlético e incansável.

Acompanhem os nossos parceiros

Gol de Canela FC

Crônicas do Morumbi

Colaboração: site ludopedio



MaisRecentes

Vindo de duas vitórias nas últimas três rodadas, Chico projeta reencontro com adversário ‘especial’ no Campeonato Turco



Continue Lendo

Batemos um papo com André Luis, atacante do Chaves de Portugal



Continue Lendo

Batemos um papo com Diego Galo, zagueiro do CD Aves de Portugal



Continue Lendo