Há exatos 14 anos, o baixinho Romário se despedia da seleção brasileira



Romário na comemoração do seu último gol pela seleção brasileira/foto: acervo CBF

Em 27 de Abril de 2005, não foi no Rio de Janeiro, e sim em São Paulo que Romário fez a sua despedida oficial da Seleção Brasileira, não foi contra a Argentina, foi em um amistoso contra a Guatemala. Não foi no “palco” do Maracanã, e sim no Pacaembu, o Brasil ganhou por 3 a 0.

Aos 39 anos, já de cabelos grisalhos, mas ainda genial, Romário disse adeus à sua 11. Não sem deixar o seu, claro!

O último dos 71 gols em 85 partidas pelo Brasil (55 gols em 70 jogos oficiais).

Aos 16 minutos, escorou cruzamento milimétrico de Ricardinho e saiu pro abraço. Homenageou a filha Ivy e foi carregado pelos companheiros. Celebrou de braços abertos, a marca registrada. Redentor Romário.

Romário na comemoração do seu último gol pela seleção brasileira/foto: acervo CBF

Gols de Anderson 4, Romário 16, Grafite 64.

O árbitro da partida foi Martin Vasques.
Romário deixou o campo aos 38 minutos de jogo.

A renda do jogo foi de R$ 357.897,00 com 36.235 pagantes.

Escalações de Brasil 3 x 0 Guatemala

Brasil

Marcos (Rogério Ceni); Cicinho (Gabriel), Ânderson, Fabiano Eller (Gláuber) e Léo; Mineiro, Magrão (Marcinho), Ricardinho e Carlos Alberto; Romário (Grafite) e Robinho (Fred);

Técnico: Carlos Alberto Parreira

Romário e sua camisa 11 da seleção brasileira/foto: acervo CBF

Guatemala

Miguel Klée; Nestor Martinez, Pablo Melgar, Gustavo Cabrera e Denis Chen (Gomes); Julio Girón (Morales), Fredy Thompson, Angel Sanabria (Dávila)e Carlos Castillo; Gonzalo Romero e Hernán Sandoval;

Técnico: Ramón Maradiaga

Acompanhem os nossos parceiros



MaisRecentes

Conheça Rodrigo Iglesias, auxiliar técnico do vitorioso time feminino do Corinthians



Continue Lendo