Feliz aniversário Evair, um atacante vitorioso e diferenciado, “O matador”



E parabéns pra você! Considerado ídolo histórico do Palmeiras, com passagens marcantes também pelo Vasco da Gama e Guarani.

Em 21 de Fevereiro de 1965, nasceu na cidade de Ouro Fino (MG), Evair Aparecido Paulino (Evair). Foram 18 anos de carreira profissional como jogador, 12 clubes, quase 400 gols, dezenas de títulos e um apelido que, até hoje, arrepia torcedores (especialmente os palmeirenses): “O matador”. Um dos maiores atacantes do futebol brasileiro.

Evair com a camisa do Palmeiras em 1999 (Foto: Mauricio Lima/ Lancepress!)

Em 1979, Evair fez testes na escolinha do São Paulo, mais não passou e em 1980, chegou às categorias de base de Guarani, chegou aos profissionais em 1984, por indicação do treinador Lori Sandri. Essa mudança trouxe um novo desafio para o jovem jogador que mudou de posição em campo, passando a jogar como atacante, deixando a antiga posição de meio-campo. A sua estreia como profissional aconteceu contra a Internacional de Limeira num jogo válido por um torneio amistoso, Copa Rayovac.

Em 1987, foi convocado para vestir a camisa da seleção brasileira. Que disputou e conquistou os jogos Pan-Americano de 1987. Pelo Brasil, fez nove partidas e marcou só dois gols.

Depois jogou no Atalanta da Itália. A diretoria não poupou esforços para reforçar o time, que já contava com Stromberg, outro grande ídolo da torcida. Em 1989, fez grande dupla de ataque com o argentino Claudio Caniggia e disputou 76 jogos, marcando 25 gols.

Contratado pelo Palmeiras, o seu começo no alviverde não foi fácil e em 1992, Evair chegou a ser afastado do elenco principal pelo treinador Nelsinho Baptista por “deficiência técnica”. O Palmeiras contratou o técnico Otacílio Gonçalves, que trouxe o atacante de volta para o elenco principal. Pelo Palmeiras, Evair disputou 245 jogos e marcou 127 gols.

Ao final de 1994, Evair foi contratado pelo Yokohama Flugels do Japão, o futebol japonês ainda estava evoluindo, mas o atacante preferiu voltar ao futebol brasileiro. Ainda assim, Evair permaneceu no Japão por dois anos e disputou 59 jogos e marcou 35 gols.

Contratado junto ao Atlético-MG, o atacante disputou 14 jogos e marcou apenas sete gols. No Vasco, teve uma passagem bem curta, porém vitoriosa. Reeditou com Edmundo uma dupla de ataque fulminante que levou o Vasco ao terceiro título nacional.

Em 1998, voltou para São Paulo, agora para defender a Portuguesa. Um ano após estar na Lusa, recebeu a proposta para voltar ao Palmeiras. Evair abrilhantou mais ainda a sua passagem pelo Palmeiras. O Verdão conquistou a Libertadores de 1999, e Evair marcou um dos gols da final.

O atacante ainda atuou por São Paulo (clube que lhe rejeitou quando era jovem), Goiás, Coritiba e Figueirense, foi no time de Florianópolis-SC, que Evair atingiu a marca de 100 gols em jogos válidos em Campeonato Brasileiros.

Pelo Palmeiras, foi campeão brasileiro em 1993 e 1994, campeão paulista em 1993 e 1994, campeão da Libertadores de 1999, campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1993.

No Vasco, foi campeão brasileiro em 1997. Campeão paulista em 2000 pelo São Paulo. Como treinador, dirigiu o Vila Nova-GO, Anápolis, CRAC, Itumbiara, Uberlândia, Americana e River PI.

Acompanhem os nossos parceiros



MaisRecentes

Revelado pelo XV de Piracicaba, volante João Pedro assina primeiro contrato como profissional



Continue Lendo