Experiente no futebol mexicano, brasileiro valoriza força do esporte no país: “ nível muito competitivo”



O jogador William defende atualmente o Deportivo Toluca, do México. 

Entretanto, o atleta já completou seis anos vivendo no país e tem passagens por Querétaro e América. Com a camisa Toluca, clube que defende desde 2018, concretizou o respeito conquistado ao longo dos anos anteriores. Ele é umas das principais peças do time titular e falou sobre como foi o processo até ganhar o respeito e a admiração dos adversários, clubes e torcedores.

Foto: Divulgação

– Todos os dias a gente tem que trabalhar, se dedicar e mostrar que temos condições para poder e estar aqui. É um futebol muito competitivo, que também tem vários estrangeiros. Então trata-se de um mercado em que disputamos com jogadores de diversos países sul-americanos. É uma liga bem estruturada, bem organizada e muito boa de se jogar. Assim, todos os dias a gente vai plantando um pouquinho para colher lá na frente – disse o brasileiro.

Foto: Divulgação

O respeito conquistado também passa principalmente pelas conquistas. A equipe do América garantiu em 2016 o título da Liga dos Campeões da Concacaf e também a chance de disputar o Mundial de Clubes. William estava entre os titulares que enfrentaram o Real Madrid na semifinal do torneio, oportunidade que o jogador considerou um dos momentos mais marcantes na sua passagem.

Foto: Divulgação

– Entre as minhas diversas experiências no México, o momento mais marcante foi poder ser campeão da Concacaf com o América. Aquela sensação de jogar o mundial de clubes no Japão, enfrentar o Real Madrid, foi tudo incrível. É uma coisa que a gente sempre sonha e eu consegui alcançar jogando aqui no México – contou o atleta

Hoje defendendo a equipe da cidade de Toluca, o jogador falou a expectativa para o Torneio Clausura, que teve início recentemente. A competição trata-se de um “segundo turno”, já que a competição nacional é dividida em duas etapas.

– As expectativas para o torneio são as melhores possíveis. Ano passado não foi tão bom para a gente. Esse ano houveram algumas alterações, mas o fator positivo foi a lição que a gente tirou do torneio passado, quando não classificamos para a fase seguinte, que é quase obrigação. Isso fez com que a nossa responsabilidade aumentasse agora. Somos um time mais atento, mais comprometido – explicou o meia.

Depois de alguns anos, William passou a ter também maior compreensão em relação a um estilo de jogo que pede “ muita intensidade e dinamismo”, como contou o jogador. E completou que o conhecimento é “fundamental para conquistar o espaço”. Além do futebol, o México também trata-se de um país com enorme qualidade de vida, como disse o atleta.

– A vida no México é maravilhosa, estou bem contente. O país de uma forma geral me recebeu muito bem, sem falar que tem lugares e praias incríveis para passear. São inúmeros lugares turísticos. Hoje estou tendo a oportunidade de vivenciar coisas que só ouvia falar. As escolas aqui também são incríveis para os meus filhos, eles conseguiram aprender outras línguas aqui. A cultura é parecida com a nossa, e trata-se de um país estruturado – completou o brasileiro.

Leiam também:

Diante do Náutico, Ríver-PI estreia na Copa do Nordeste nesta quinta

A próxima partida do clube mexicano está marcada para esta terça-feira (28), contra o Atlas, pela Copa do México.



MaisRecentes

Laterais brasileiros brilham e despontam como destaques do Campeonato Croata



Continue Lendo