Exclusivo – Batemos um papo com Hyoran, atacante do Palmeiras: São 24 jogos sem derrotas



Se tem um jogador em especial do Palmeiras que está de bem com a vida é Hyoran. Bem diferente do último ano, quando atuou em apenas sete jogos, em 2018 o meia-atacante já tem 32 aparições com a camisa verde. As participações diretas também aumentaram consideravelmente: um gol e uma assistência em 2017 contra oito gols e seis assistências na atual temporada. Mas há ainda um número que chama mais a atenção. E surpreende até mesmo o jogador palmeirense.

Foto: divulgação do Palmeiras

É que Hyoran não perde um jogo há muito tempo. Desde 30 de maio para ser mais preciso, quando o Cruzeiro levou a melhor pelo Brasileirão, vencendo por 1×0. De lá pra cá Hyoran fez 24 partidas (21 oficiais mais três amistosos) sem ser derrotado. O Verdão até foi derrotado nesse período, mas Hyoran não jogou.

“Eu vou falar que é algo até engraçado. Eu já sei dessa marca há um bom tempo e ela só aumenta. Claro que é totalmente inesperada, são 24 jogos seguidos sem perder. É muita coisa, chega a ser engraçado. Mas eu quero mais é que continue assim. Se jogar e o Palmeiras vencer está perfeito, é o quero e o que já falei muitas vezes: meu objetivo é ganhar títulos com esse clube que foi muito importante pra mim”, afirmou.

Para Hyoran, não há apenas um motivo que explique seu bom momento no Palmeiras. Para o camisa 28, são inúmeros fatores que contribuem para a sequência de invencibilidade.

“Primeiro que não é uma invencibilidade só minha. É o Palmeiras, o grupo, a comissão, os profissionais que estão aqui e a torcida. É um conjunto. Claro que o time acabou perdendo quando eu não estava, mas é muito mais coincidência do que outra coisa. O time está numa sequência boa porque trabalha muito, se dedica muito. É um grupo que se dá muito bem e sabe que tem que se dedicar demais se quer alcançar os objetivos que traçamos”, continuou.

Depois de ser titular na vitória no clássico contra o São Paulo, Hyoran foi reserva diante do Grêmio. Mas entrou no segundo tempo do triunfo do time por 2×0, que manteve o Palmeiras na liderança da Série A. Agora o duelo é com o Ceará.

“Claro que nosso momento é bom. Mas de nada adianta se vacilarmos daqui pra frente. Não ganhamos absolutamente nada e todos aqui sabem disso. Vamos continuar trabalhando forte todos os dias. Agora temos o Ceará que mostrou recentemente que pode vencer os times de cima da tabela. É ter respeito e entrar como se fosse mais uma final”, finalizou o meia-atacante do Palmeiras.

Acompanhem os nossos parceiros


MaisRecentes

Brasileiros participam de campanha em clube português e reforçam o recado: “Eu fico em casa”



Continue Lendo

Primeiro negro na seleção da Rússia, Ari elege maior decepção com racismo em entrevista a Raiam Santos



Continue Lendo