Embaixador Pelé – O Verdadeiro Rei do Rio



Foto: Pelé e Didi

“Esse sim, é o verdadeiro Rei do Rio…”

O campeonato carioca de 2018 começou e já tem um Rei como Embaixador. Nada mais justo, que esse blog conte apenas um milésimo de linhas do que foi a história do Rei Pelé.

Em 1958, na Copa do Mundo da Suécia, o jovem Pelé tinha como “parceiro” o craque Didi.

Foto: Pelé e Didi

Pelé que ainda não era o Rei, tinha apenas 17 anos, e aprendeu muita coisa com o Gênio Didi que com mais de 30 anos, foi um dos mentores da seleção de 58.

Leiam Também:

Batemos um papo com o Pelé das artes plásticas

CURIOSIDADE 

O Rei Pelé ficou no banco de reservas da seleção brasileira com a camisa 13, em um jogo amistoso contra a Bulgária no Estádio do Morumbi (SP). Pelé entrou no segundo tempo no lugar do Tostão.

Pelé com a camisa 13

Pelé no Banco de Reservas com a camisa 13?

Pelé se consagrou para o mundo com a camisa 10. Foi com essa camisa que o Rei ganhou suas três Copas do Mundo e transformou a camisa em símbolo dos grandes craques. Porém Pelé já usou outra camisa em sua carreira, a de número 13.

No dia 26 de abril de 1970, com Zagallo como treinador, Pelé ficou no banco de reservas em um amistoso contra a Bulgária, que terminou empatado em 0 a 0, na preparação para a Copa do Mundo do México – naquele dia, no Morumbi, o titular da posição, o camisa 10, foi Tostão.

É ele quem conta o que aconteceu: “O Zagallo tinha convocado dois centroavantes, Roberto Miranda, que era o titular, e o Dário. Como eu seria o reserva do Pelé na Copa, ele quis ver como eu me sairia na posição. Por isso, o Pelé ficou no banco.” Recorda Tostão.

Teste concluído, já no jogo seguinte, três dias depois contra a Áustria, Pelé voltaria ao time titular e com sua boa e velha camisa 10.

O Soldado Nascimento

Pelé quando esteve no serviço Militar

O Rei Pelé logo após ser campeão mundial em 1958, na Suécia e recusar uma proposta milionária para jogar no Real Madrid da Espanha. Já era famoso mundialmente quando entrou para o serviço militar no 6º grupo de Artilharia de Costa, em Praia Grande, São Paulo, Como Soldado 201 Nascimento.
Pelé serviu o Exécito em 1959.



MaisRecentes

Lateral comemora classificação e projeta Resende forte no Carioca



Continue Lendo

Everton Sena fala da expectativa pela estreia da Portuguesa no Campeonato Carioca



Continue Lendo

Batemos um papo com Maxuel, atacante do Primavera na Copa-SP



Continue Lendo