Com apenas 14 anos, brasileiro já é destaque no Varsity Soccer da Carolina do Norte/EUA



Foto: Divulgação

A temporada do Varsity Soccer (times de colégio) americano encerrou com o fim do mês de outubro. Cada vez mais organizado, os números de lá impressionam.

Enrico Paparelli, com apenas 14 anos de idade, completados somente em maio deste ano, embarcou para Raleigh, na Carolina do Norte, em julho para ingressar a equipe da Neuse Christian Academy, os “Lions”. Time que conseguiu sagrar-se vencedor na última temporada (2018-2019), e estava 25 anos sem conquistar o campeonato estadual de lá.  Após intensa pré-temporada, com direito a alojamento no Soccer Camp realizado pela NC State University, respeitada universidade de divisão 1 no estado da Carolina do Norte, o time do coach Michael Davis finalizava sua preparação para estreia no campeonato da “MID Carolina Conference”.

Foto: Divulgação

Já no período de preparação, Enrico Paparelli observava a diferença do Varsity Soccer Americano para o futebol juvenil brasileiro. Segundo ele, “no Brasil, jogamos por categorias de acordo com a idade. Aqui (lá) os times são formados com atletas de 14 a 18 anos de idade todos juntos”.  Diferentemente do ensino médio brasileiro (antigamente chamado de segundo grau ou colegial) que possui apenas 3 anos, nos EUA o highschool possui 4 anos. Inicia-se o 1º ano com 14 anos, o caso do Enrico, denominados “freshmans”, no 2º ano são os “sophomores”, no 3º ano são os “juniors” e no 4º ano são os “seniors”.

Desta forma, é visível a diferença física entre os atletas, fazendo com que o Enrico adaptasse seu estilo de jogo. “Sai do Brasil atuando pela lateral do campo, apostando na minha velocidade e tinha muito contato físico nas disputas de bola. Aqui (lá), busco minha antecipação e continuo apostando na velocidade para sair da forte marcação e servir meus companheiros de time”. Além disso, Enrico observa que “Eles [os americanos] são habilidosos e muito fortes”.

Deu certo!

A equipe da Neuse Chrisrian Academy obteve a impressionante marca de 90 gols na temporada e sagrou-se campeã invicta da Conferência (1). Destaque individual para Enrico Paparelli que, em sua primeira temporada, obteve a marca de 18 gols, 20 assistências, 90 chutes ao gol e  68 desarmes. Foi eleito em 3 partidas o “Player of the game”, além de ser o artilheiro do time do coach Michael Davis. Enrico foi o 2º melhor jogador da Conferência, segundo suas estatísticas, sendo o único freshman entre os 10 primeiros colocados e ainda foi eleito para a seleção dos melhores jogadores da conferencia (2).

Foto: Divulgação

Quando selecionamos o atleta, primeiramente observamos as habilidades esportivas. Porém, aqui nos EUA, é preciso muito mais que isso. Porque sem atingir as médias acadêmicas, fico proibido de escalar o atleta. Neste caso, o Enrico impressionou com sua rápida adaptação, atingindo resultados excelentes dentro de campo e no rendimento escolar”, observa o satisfeito treinador Michael Davis. O Time de Davis possui atletas de diversas nacionalidades, o que torna a comunicação em campo um desafio além das quatro linhas. O time é formado além dos americanos de 1 chinês, 1 japonês, 1 tailandês, 1 guatemalteco naturalizado americano e outro da República Dominicana, além de 3 brasileiros, incluindo o Enrico.

Em mensagem para família no Brasil, Enrico comemora dizendo que “Só tenho que agradecer a Deus por tudo o que está acontecendo na minha vida. Vocês sabem o quanto eu batalhei pra estar aqui e estou sendo recompensado. Amo vocês!” Os pais (Adriano e Mary) e o irmão mais novo Lucas de 10 anos (que também já se destaca no futebol nos campos brasileiros) dizem que “o orgulho só não é maior que a saudade. Mas enquanto ele estiver feliz, terá sempre nosso apoio e torcida”.

Assim como na “Copa do Brasil”, os primeiros colocados na Conferencia entram na fase que quadrangular final no Campeonato Estadual. Superando a forte equipe do colégio Grace Christian por 3×2,  a Ridgecroft por 7×0 e Lee Christian também por impressionantes 7×0, os “Lions” reeditaram a última final do estadual contra os “Knights” da forte equipe de Greenfield.

Jogando em seu campo, o time de Greenfield saiu-se melhor superando os Lions por 4×0. O time do Coach Davis teve ausências importantes por lesões durante o jogo, prejudicando a formação ideal do time. Embora criando oportunidades e equilibrando a partida no 2º tempo, não conseguiu reagir para a virada necessária. Com o honroso título de “2019 NCISAA STATE RUNNER UP” (Vice Campeão Estadual de 2019), Enrico também foi eleito para os melhores da seleção do Campeonato Estadual, ficando em 4º lugar em suas estatísticas (3). Os Lions encerraram a temporada em Cerimonia no Colégio, em Raleigh/NC, com a entrega de premiação aos destaques individuais nesta última 4ª feira (30/10/2019).

Dois talentos brasileiros também se destacaram por lá nesta temporada. Felipe da Silva, que já é “Junior”, atuando na defesa e meio campo, remanescente da equipe campeã estadual do ano passado e um dos líderes da equipe, foi eleito do MVP da MID Carolina Conference. Gustavo Bueno, junior, atuando como atacante e meio campo, também recém chegado na equipe, marcou 17 vezes fincando na vice artilharia da equipe, logo atrás do Enrico Paparelli, protagonizando lances de rara habilidade, impressionando os americanos.

Leiam também:

Após período “desanimado”, Léo volta a atuar e já mira a disputa da Copinha

Com os pés no chão, mas focado no sonho de se tornar jogador por lá, Enrico diz que “Este é só começo!”.



MaisRecentes

Atacante do Grêmio, Vitor Barreto celebra vitória e projeta volta da semifinal da Copa Sul



Continue Lendo

Alessandro renova contrato até 2020 com o Marcílio Dias e projeta decisão na Copa SC



Continue Lendo

Com bom aproveitamento na Copa do Nordeste Sub-20, zagueiro do Sport destaca força da equipe e mira final do Pernambucano



Continue Lendo