Campeão pelo Náutico e acesso com o Goiás, Robinho afirma: “Ano muito especial”



O ano de 2018 foi muito especial para o atacante Robinho, de apenas 20 anos.

Contratado no início do ano para reforçar a equipe Sub-20 do Náutico, logo o atacante se destacou e passou a receber suas primeiras oportunidades na equipe profissional, onde também foi bem e se consolidou como titular.

Foto: Oficial do Goiás

Com dois gols e duas assistências no estadual, Robinho foi essencial para acabar com a seca de títulos do Timbu, que voltou a ser campeão pernambucano após 13 anos.
– O título foi o momento mais feliz da minha carreira até agora, por tudo que representou não só para mim, mas também para o clube. A torcida do Náutico merecia essa conquista, apesar das dificuldades sempre esteve lá para nos apoiar – disse o jovem jogador.
Além do estadual, o atleta também disputou a Copa do Brasil, Copa do Nordeste e a Série C do Campeonato Brasileiro. Pela competição regional, o Alvirrubro caiu na fase inicial, na Copa do Brasil, foi eliminado na quarta fase, já pela Série C, após um começo ruim, reagiu, liderou seu grupo na etapa inicial, mas acabou sendo eliminado nas quartas de final pelo Bragantino.
– Tivemos um calendário muito cheio no início do ano, foi bem puxado, mas chegamos perto das oitavas da Copa do Brasil e fomos campeões estaduais, saímos com um saldo positivo. Na Série C tínhamos como objetivo conquistar o acesso, mas infelizmente não conseguimos, apesar disso, também foi uma boa campanha. – avaliou.
Com o término da competição nacional, Robinho se transferiu para o Goiás, onde atuou por cinco partidas, anotou um gol e fez parte do elenco que levou o esmeraldino de volta para a elite do futebol nacional.
– Fui muito bem recebido por todos no Goiás, é um grupo muito especial, não à toa conquistamos o tão sonhado acesso. Também pude aprender muito jogando lá, pessoalmente e profissionalmente, foi uma experiência muito boa. – salientou.
Ao todo, o atacante disputou 42 partidas em 2018, tendo anotado 10 gols e distribuído seis assistências. Ainda com o futuro incerto, o jogador afirma não ter preferência de onde atuar na próxima temporada.
– Foi um ano muito especial, o melhor da minha carreira. Ainda não sei onde vou atuar em 2019, mas independente do clube, vou dar o meu máximo pela camisa que estiver defendendo, sempre buscando evoluir e ajudar a equipe. – finalizou Robinho.
Acompanhem os nossos parceiros