Antiga joia do São Paulo, Willian tenta retomar carreira no Leganés, da Espanha



Foto: Divulgação

Em fase final de recuperação de uma lesão no quinto metatarso do pé, a jovem promessa irá fazer parte do time principal do Leganés na próxima temporada.

Histórias de superação fazem parte da vida de qualquer jogador de futebol. O meia atacante Willian, antiga joia do São Paulo e que está a dois anos no futebol europeu, teve de enfrentar uma série de lesões que o impediram de mostrar seu talento no velho continente.

Willian de Camargo fez toda sua base em Cotia, onde chegou aos 10 anos. Meia atacante de muita qualidade, sempre foi tratado com um dos grandes nomes da base do São Paulo. Ficou no clube até completar 18 anos e, descontente com algumas situações, resolveu deixar o tricolor paulista e seguir rumo ao futebol Espanhol, no Leganés.

Foto: Divulgação

– Comecei a jogar na minha cidade, São José do Rio Preto. Quando jogava no Derac, entre 9 e 10 anos fui fazer um amistoso contra o São Paulo e gostaram de mim. A partir desse momento, a cada 3 meses ia pra Cotia fazer monitoramento. Quando eu completei 14 anos, que é a idade de alojamento, passei a morar em Cotia e fiz toda minha base lá. Fiquei até o início de 2017, quando completei 18 anos. Não estava feliz com algumas situações e resolvi não renovar e sai do São Paulo. Cheguei na Espanha e comecei a treinar com a equipe do Leganés, enquanto resolvia minha situação definitivamente. Eles gostaram do meu futebol e passei a treinar com o profissional do Leganés.”

O talento de Willian logo foi reconhecido pela equipe espanhola e o jovem passou a treinar com a equipe principal do Leganés, porém ficou 6 meses sem poder atuar por conta da negociação entre São Paulo e Leganés, que ficou emperrada por alguns detalhes burocráticos.

– Fiquei no Leganés durante 6 meses mas não tive oportunidade jogar por conta das negociações entre São Paulo e Leganés, foi um período difícil pra mim. Quando foi definido, em janeiro de 2018, fui convocado pra dois jogos da La Liga, contra o Levante e Real Sociedade”.

Em 2018, foi emprestado ao Karpaty da Ucrânia, para poder ter uma maior série de jogos, porém teve uma série de lesões que o tiraram dos gramados por algum tempo.

– Pra temporada seguinte, como o número de estrangeiros já estava cheio, o clube optou por me emprestar para o  Karpaty da Ucrânia. Infelizmente, no meu primeiro jogo tive uma lesão no ligamento do joelho e fiquei 2 meses e meio sem jogar. Voltando dessa lesão, machuquei o quinto metatarso que me tirou dos campos novamente”.

Após muitos obstáculos, o jogador está de volta ao Leganés em fase final de tratamento e não vê a hora de voltar aos gramados para ajudar a equipe espanhola na temporada 2019/2020.

–  Voltei pra Espanha agora e estou na fase final de tratamento louco pra voltar a jogar.

Foto: Divulgação

Espero agora poder terminar bem o tratamento e voltar a fazer o que eu amo o mais rápido possível.



MaisRecentes

Laterais brasileiros brilham e despontam como destaques do Campeonato Croata



Continue Lendo