Falta técnica, sobra afobação



É difícil pedir tranquilidade para o Palmeiras com a Série B batendo à porta. Mas se a afobação tomar conta do time, o que aconteceu nesta quinta-feira em boa da derrota merecida para o Coritiba  em Araraquara, a salvação será ainda mais impossível que parece.

E o revés só não foi maior porque Deivid teve um gol mal anulado e a trave salvou Bruno.

Pior ainda é saber que sem Valdivia (que deve muito futebol, e só volta em 2013), não há na equipe quem pare e pense o jogo para o Verdão ter esperança. Tiago Real, opção escolhida ontem por Gilson Kleina, é mais carregador de bola do que um armador no meio. Ele participa bastante das jogadas, mas ainda é pouco criativo.

Observação: quando Valdivia faz falta, é porque a situação está desesperadora. De fato, está. A Segundona é o caminho mais previsível e quase sem volta para o Palmeiras na próxima temporada.

Voltando ao jogo de ontem, o desespero não deixou o Alviverde conduzir a partida à sua maneira. Embora tenha controlado a bola no campo de ataque, faltou o último passe para o Palmeiras ter uma oportunidade clara de gol. Falta um camisa 10 sem Valdivia, mesmo que o chileno não venha sendo um jogador aos pés de vestir um número que já foi de Ademir da Guia.

Para tentar cadenciar um pouco os lances, Kleina lançou Daniel Carvalho no segundo tempo. Não haveria opção pior. A condição física do meia é incompatível com um atleta profissional. Gordo, não consegue armar uma jogada sequer. Parece que a atuação bizarra dele no clássico contra o São Paulo não foi suficiente para o comandante entender sua incapacidade.

Já são nove pontos para sair do Z4. São nove jogos para voltar à Série B. Caminho sem volta.



MaisRecentes

Palmeiras ‘blinda’ o vestiário após incômodo



Continue Lendo

Leandro Almeida, Nathan e uma mudança de rumo



Continue Lendo

Lesões no Palmeiras: ‘Muito difícil que seja erro de preparação’



Continue Lendo