Aos poucos, o SANTO está voltando…




Marcos está voltando. Após atuar no jogo-treino contra o time B na quarta-feira, o Santo participou de todo o coletivo no time reserva nesta quinta, que teve dois tempos de 25 minutos.

Recuperado de dores na coxa direita, que o mantiveram afastado do time desde a derrota para o Corinthians, por 1 a 0, no Paulistão, o goleiro está próximo de um retorno.

Volta que poderia ser contra o Santos, neste domingo, na Vila Belmiro. Mas que deve ocorrer mesmo contra o Grêmio Prudente, no dia 9.

Isso porque, aos poucos, o goleiro ainda precisa retomar a confiança. Nos primeiros 25 minutos de coletivo, o camisa 12 fez uma boa defesa em chute cara a cara de Adriano Michael Jackson. Mas, também, falhou ao “caçar borboletas” em cruzamento que resultou em gol de Lincoln.

Erro que mostra que o goleiro não é mais o mesmo? É claro que não. Mas que indica que o pentacampeão precisa de mais treinos no campo, com cara de jogo, para retomar o ritmo e pegar o famoso “tempo de bola”.

Técnica para isso não lhe falta. No mesmo treino, só que no segundo tempo, ele defendeu uma cobrança de pênalti de Marcos Assunção e ainda operou um milagre, em bola cruzada que rebateu em dois ou três zagueiros e quase morreu no fundo do gol.

Experiente, Marcos Assunção mostrou em entrevista coletiva que confia no goleiro. Mas que o retorno do arqueiro não pode mesmo ser em um clássico tão diputado:

“Temos de fazer tudo para que ele se sinta seguro. Não adianta jogarmos com o Santos sufocando, com bola na nossa área o tempo todo e ele defendendo. Vai ser ruim. Ele tem que se sentir seguro”, opinou.

Um dos destaques do time atual, Deola já falou publicamente que não se importa em voltar para a reserva para ver o seu ídolo – e de todos os palmeirenses – em campo por mais alguns jogos. Cheio de dores, Marcos não deve emplacar sequência grande até o fim do ano. Mas, até a sua aposentadoria, ainda fará boas exibições dentro de campo.

Aproveitem, palmeirenses. Estes devem mesmo ser os últimos meses do Santo.



  • rodrigo

    FICO MUITO FELIZ MAIS DEOLA E MENHOR GOLEIRO PAULISTAO VAI SE TORNA UM SANTO

  • claudio – araçatuba

    Nós palmeirenses temos valorizar e prestigiar esse ultimo ano de milagres de São Marcos, porque se depender dessa imprensa Gambámbizada, vai ser apenas mais um que deixou o futebol!! Esse sim é um grande goleiro entre os maiores da história, não por fazer 100 gols… mas sim por ser verdadeiro GOLEIRO!!!

    Força São Marcos!

  • emerson

    Quem viu, viu. Quem não viu, infelizmente aproveitem até o fim do ano. Marcos é um exemplo de Homem, Pai, Filho e Profissional. Não vamos negar as qualidades dos outros goleiros, mas Marcos foi fora de série, e não venham os jornalistas antigos com essa que ele não jogava nos times da época de ouro do futebol brasileiro. Jogaria sim e por muito tempo, e colocaria muito goleiro bom na reserva, mas são tempos distintos. Viva São Marcos, se não o melhor, um dos melhores goleiros de todos os tempos.

  • felippe

    Concordo com o Claudio, sou mais 100 vezes o santo embaixo da trave, que o R. Ceni fazendo 100 gols, o Marcos é santo, fez mais para o futebol nacional que o Ronaldo.

  • Vagner

    São Marcos, o melhor goleiro do Brasil. sem sombra de dúvidas.
    Melhor Goleiro, o que mais milagres fez debaixo da trave.
    Reconhecido mundialmente, Campeão mundial, tendo participação muito importante na conquista do mundial de 2002, e o maior responsável pela conquista da américa em 99.
    Sempre colocou o Palmeiras acima de tudo, principalmente acima do dinheiro, pois poderia ter saído do Verdão em 2003, para ganhar muita grana na europa, mas aceitou ter o salário rebaixado, e jogar a segunda divisão, para continuar operando seus milagres com a camisa 12 do palmeiras.
    O maior ídolo da nossa história, concerteza.

  • Carlos Braga

    Pela história, pelos milagres e pela humildade, esse cara tem créditos!

    Belo texto Marcelo, belo texto!

MaisRecentes

Palmeiras ‘blinda’ o vestiário após incômodo



Continue Lendo

Leandro Almeida, Nathan e uma mudança de rumo



Continue Lendo

Lesões no Palmeiras: ‘Muito difícil que seja erro de preparação’



Continue Lendo