Top 20: os maiores artilheiros brasileiros na história da Libertadores



Luizão é o recordista de gols entre os brasileiros (Foto: Divulgação)

A Copa Libertadores da América 2018 começa nesta quarta-feira para os clubes brasileiros. Vasco e Chapecoense, representantes do Brasil na 2ª fase da competição, estreiam enfrentando Universidad Concepción, do Chile, e Nacional, do Uruguai, respectivamente. Cruzeiro, Corinthians, Grêmio, Santos, Palmeiras e Flamengo, já classificados para a fase de grupos, aguardam a definição das etapas preliminares.

Na história da competição, muitos goleadores brasucas já se destacaram. Ao todo, 29 brasileiros terminaram a disputa no topo da artilharia, em 25 edições diferentes.

A lista conta com Coutinho, do Santos, em 1962, Pelé, também do Peixe, em 65, Tupãzinho, do Palmeiras, em 68, Toninho Guerreiro, do São Paulo, em 72, Terto, também do Tricolor, em 74, Palhinha, do Cruzeiro, em 76, Miltão, do Guarani, em 79, Zico, Tita e Gaúcho, todos do Flamengo, em 81, 84 e 91, respectivamente, outro Palhinha, o do São Paulo, em 92, Jardel, do Grêmio, em 95, Sérgio João – brasileiro naturalizado boliviano -, pelo Bolívar, em 98, Fernando Baiano, do Corinthians, e Gauchinho, do Cerro Porteño, em 99, Luizão, também pelo Timão, em 2000, Lopes, do Palmeiras, em 2001, Rodrigo Mendes, do Grêmio, em 2002, Ricardo Oliveira, do Santos, em 2003, Luis Fabiano, do São Paulo, em 2004, Aloísio, do Tricolor Paulista, Nilmar, do Corinthians, Fernandão, do Internacional, e Marcinho e Washington, do Palmeiras, todos em 2005, Thiago Ribeiro e Wallyson, ambos do Cruzeiro, em 2010 e 2011, respectivamente, Neymar, do Santos, em 2012, e Jô, pelo Atlético-MG, em 2013.

Em números gerais, Luizão é o maior goleador brasileiro. Com as camisas de Vasco, Corinthians, Grêmio e São Paulo, o centroavante balançou as redes 29 vezes. Confira a galeria com o top 20:

 



MaisRecentes

Números da Bola ganha novo espaço no LANCE!



Continue Lendo

Cristiano Ronaldo atinge seu primeiro recorde na Itália



Continue Lendo

Fluminense traz Fernando Diniz mas perde seus maiores passadores



Continue Lendo