Seleção das estatísticas do Paulistão: time tem nove mudanças em relação à 1ª rodada



Gabigol já marcou duas vezes no Paulistão (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

Gabigol já marcou duas vezes no Paulistão (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

Com os jogos do meio de semana encerrados pelo Paulistão – São Paulo, Água Santa, XV de Piracicaba e Rio Claro ainda não atuaram -, o Números da Bola traz a atualização da Seleção das Estatísticas do campeonato. Usando dados do Footstats, o blog vem montando a cada rodada um selecionado com os atletas que possuem os melhores números até então na competição.

No gol, por exemplo, ficará com a camisa 1 o goleiro que tiver realizado a maior quantidade de defesas. Quando dois ou mais empatarem, a segunda estatística analisada será os gols sofridos. Se a igualdade persistir, entrará na seleção do NdB o arqueiro com mais rebatidas (bolas tiradas da área, de soco, por exemplo).

O time montado após as rodadas levará em conta as estatísticas gerais do Estadual e não apenas a do último jogo. A ideia não é montar a equipe supostamente ideal, mas sim destacar os jogadores com os melhores números em suas posições.

Nas laterais, os melhores cruzadores. Na defesa, os que mais rebateram bolas de suas áreas. No meio, um volante que desarma, outro que lança, um meia garçom e outro que cria. Na frente, um atacante goleador e outro finalizador.

Após a 1ª rodada, a escalação da Seleção do NdB estava com: Roberto, Régis, Leandro Almeida, Heitor e Gilson; Hudson, Elias, Rogerinho e Michel Bastos; Ytalo e Ricardo Bueno. Dos onze, apenas dois se mantiveram no topo das estatísticas.

Para tentar melhorar os critérios de seleção, algumas alterações foram feitas quanto a prioridade de cada estatística. A ideia é escalar o maior número de atletas líderes dos quesitos, não levando em conta apenas gols e assistências, por exemplo. Foi acrescentado na Seleção também um “12º jogador”, normalmente um atacante de velocidade, que entra no fim das partidas para incendiar o jogo. Coube a ele o título de “Rei do Drible”. Veja o sistema de escalação:

– Estatísticas utilizadas para a escolha de cada jogador:

1 – Goleiro – +defesas realizadas/-gols sofridos/ +rebatidas
2 – Lateral-direito – +cruzamentos certos/+desarmes/+assistências para finalização
3 – Zagueiro – +rebatidas/+desarmes/+gols marcados
4 – Zagueiro – +rebatidas/+desarmes/+gols marcados
5 – Volante – +desarmes/+passes certos/+assistências para finalização
6 – Lateral-esquerdo – +cruzamentos certos/+desarmes/+assistências para finalização
7 – Meia – +assistências para finalização/+assistências para gols/+gols
8 – Volante/Meia – lançamentos certos/+desarmes/+passes certos
9 – Centroavante – +gols/+finalizações certas/+assistências para finalização
10 – Meia – +assistências para gols/+gols/assistências para finalizações/+ dribles
11 – Atacante – + finalizações certas/+gols/+assistências para finalização
12º jogador – + dribles/+assistências para gols/+gols

Veja como está a seleção após duas rodadas disputadas:

1 – Daniel – Mogi Mirim – 10 defesas realizadas/ 4 gols sofridos /6 rebatidas
2 – Régis – São Bento – 5 cruzamentos certos/5 desarmes/2 assistências para finalização
3 – Leandro Silva – Capivariano – 31 rebatidas/5 desarmes/0 gols
4 – Leandro Almeida – Palmeiras – 29 rebatidas/1 desarme/0 gols
5 – Betinho – Oeste – 10 desarmes/51 passes certos/0 assistências para finalização
6 – Paulinho – Novorizontino – 4 cruzamentos certos/7 desarmes/1 assistência para finalização
7 – Rogerinho – Linense – 8 assistências para finalização/3 assistências para gols/0 gols
8 – Robinho – Palmeiras – 16 lançamentos/3 desarmes/72 passes certos
9 – Roger – Red Bull Brasil – 3 gols/4 finalizações certas/2 assistências para finalização
10 – Thiago Galhardo – Red Bull Brasil – 1 assistência para gol/0 gols/6 assistências para finalização/1 drible
11 – Gabigol – Santos – 4 finalizações certas/2 gols/1 assistência para finalização
12º jogador – Cañete – São Bernardo – 4 dribles/0 assistências para gol/0 gols



  • claudinei silva

    Leitoas de plantao querem me convencer o parmera e grande pode se comparar ao arapiraca recordam aquele de alagoas!!! Time com complexo de grandeza.rudiculo

    • Fábio

      “Rudículo” é esse seu linguajar…

      • claudinei silva

        Ridiculo todo parmerista e fraco serie acabou respeito s camisa s Mundial inquilino do chiquero.isto n e ridiculo se bosta!!!!!

  • Jerry

    Esse Lance! é uma piada, L. Almeida na seleção do Paulistão/16 é pra chorar de rir.

MaisRecentes

Dribles, finalizações e assistências: veja os números de Guilherme, novo reforço do Botafogo



Continue Lendo

De volta? Relembre os números de Jadson em sua passagem pelo Corinthians



Continue Lendo

As estreias de Muriqui e Escudero no Vasco



Continue Lendo