Rossi, Girotto e Reinaldo: os destaques individuais da Chapecoense na Recopa



Reinaldo é peça fundamental da Chapecoense (Foto: AFP)

Reinaldo é peça fundamental da Chapecoense (Foto: AFP)

Chapecoense e Atlético Nacional enfim se enfrentaram. Após a tragédia que assolou o clube catarinense, no fim do ano passado, as equipes se encontraram na decisão da Recopa Sul-Americana.

O clima de emoção e homenagens antes – e depois – da partida, porém, mudou quando a bola rolou. Após o apito inicial, os clubes fizeram um grande jogo, com ambos os times procurando o ataque. A Chape acabou levando a melhor, vencendo por 2 a 1.

Individualmente, e estatisticamente, alguns atletas se destacaram. Curiosamente – ou não -, em fundamentos que já haviam sido contundentes no ano passado.

Reinaldo, lateral-esquerdo com mais cruzamentos certos no último Brasileirão, manteve o pé calibrado. Além do gol marcado, de pênalti, fez o levantamento para Luiz Otávio – 13º em rebatidas na Série B 2016 pelo Luverdense – anotar o da vitória.

Mais que isso: o camisa 6 foi também o jogador que mais acertou cruzamentos (3), assistências para finalização (3) – junto com Macnelly Torres – e arremates no gol (3) na partida contra os colombianos, de acordo com os números do Footstats.

Além de Reinaldo, outros dois atletas se destacaram: o volante Andrei Girotto foi o líder de desarmes do jogo, com 5, e Rossi, um dos jogadores mais contundentes da equipe, ficou em 1º nos dribles certos, com 3. Na Série B do ano passado, pelo Goiás, o atacante havia ficado em 3º no ranking de fintas da competição.

Será que os números são tão frios como dizem?



MaisRecentes

De volta ao Flamengo, Ronaldo apresenta bons números neste início de temporada



Continue Lendo

Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Paulistão 2018 após a 2ª rodada



Continue Lendo

Estatísticas de Santos 0x1 Bragantino



Continue Lendo