‘Missão Libertadores’: Vasco tem excelente retrospecto contra a Ponte no Rio



Juninho esteve em campo na vitória do Vasco em 2012 (Foto: Divulgação/Vasco)

Dependendo apenas de si para ir à Libertadores da América de 2018, o Vasco terá pela frente, neste domingo, a já rebaixada Ponte Preta. E com um retrospecto quase impecável contra a Macaca jogando no Rio de Janeiro, pelo Brasileiro, o Cruzmaltino entra em campo como favorito.

Nas 12 partidas disputadas entre os clubes em terras cariocas, os donos da casa venceram seis, empataram cinco e perderam apenas uma vez. Um aproveitamento de 63,8%. O único insucesso, porém, ocorreu exatamente no último duelo entre os times em São Januário: 3 a 0, em 2015.

O primeiro encontro no Rio, pelo Brasileirão, aconteceu em 1978. Sob o comando de Roberto Dinamite e Paulinho, o Vasco virou pra cima da Ponte, que saiu vencendo com gol de Dario. O placar de 3 a 1 foi construído com dois tentos de Roberto e outro de seu companheiro de ataque, que terminaria como artilheiro geral da competição, com 19 gols.

O êxito vascaíno mais recente em seu estádio sobre o clube de Campinas aconteceu em 2012, mesmo ano em que o time disputou a Libertadores pela última vez. Com gols de Alecsandro, Éder Luís e Diego Souza, a equipe de São Januário venceu por 3 a 2. Roger, que nesta temporada defendeu o Botafogo, fez os tentos da Macaca.

VASCO X PONTE PRETA NO BRASILEIRO
– Jogos com mando do Vasco

09/04/1978 – Vasco 3×1 Ponte Preta
15/04/1981 – Vasco 0x0 Ponte Preta
11/09/1999 – Vasco 3×1 Ponte Preta
20/08/2000 – Vasco 2×1 Ponte Preta
13/11/2002 – Vasco 2×0 Ponte Preta
23/05/2003 – Vasco 1×0 Ponte Preta
31/10/2004 – Vasco 2×2 Ponte Preta
22/09/2005 – Vasco 0x0 Ponte Preta
31/08/2006 – Vasco 2×2 Ponte Preta
30/06/2012 – Vasco 3×2 Ponte Preta
08/08/2013 – Vasco 1×1 Ponte Preta
03/06/2015 – Vasco 0x3 Ponte Preta



MaisRecentes

Números da Bola ganha novo espaço no LANCE!



Continue Lendo

Cristiano Ronaldo atinge seu primeiro recorde na Itália



Continue Lendo

Fluminense traz Fernando Diniz mas perde seus maiores passadores



Continue Lendo