Mesmo como visitante, Flamengo tem bom retrospecto contra o Vitória



Romário brilhou no Barradão em 1998 (Foto: Reprodução)

Antes da final da Copa Sul-Americana, contra o Indepediente, da Argentina, o Flamengo encara outra decisão: pelo G8 do Campeonato Brasileiro. Atualmente na 6ª colocação, o rubro-negro precisa vencer o Vitória, que luta contra o rebaixamento, no Barradão, para não depender de nenhum tropeço de seus adversários para ficar com uma das vagas para a Libertadores de 2018.

E apesar de decidir fora de casa, em Salvador, o fator campo pode não ser um ponto negativo para os cariocas. Isso porque, além dos baianos serem os piores mandantes da competição, com apenas três vitórias em 18 jogos, o Fla tem um retrospecto positivo como visitante no confronto direto.

Nas 20 partidas oficiais entre Vitória e Flamengo com mando dos baianos, o time da Gávea venceu nove, empatou cinco e perdeu seis. Nos sete duelos mais recentes, na Bahia, foram três vitórias cariocas, três empates e apenas um triunfo do Leão.

A maior vitória ocorreu em 1998, quando o Rubro-Negro, comandado por Romário, goleou por 4 a 1. Com três gols, o Baixinho foi o dono do jogo. Cleison completou o placar, enquanto que Petkovic, até então ídolo baiano, descontou para o time da casa. Na mesma temporada, entretanto, o Vitória também goleou: 5 a 0, pela Copa do Brasil.

Mesmo com o histórico favorável ao visitante, é o Vitória o favorito nas casas de apostas. De acordo com site OddsShark.com/br, um triunfo carioca pagará R$ 3,55 para cada R$ 1,00 investido, dando um lucro de 255%. Esse valor cai para 93% – R$ 1,93/R$ 1,00 – caso os baianos consigam os três pontos.

Veja todas as cotações do Brasileirão em OddsShark.com/br.



MaisRecentes

Mesmo com declínio dos times da América do Sul, brasileiros seguem sendo destaques no Mundial de Clubes



Continue Lendo

Após recorde, futebol brasileiro vive debandada de estrangeiros



Continue Lendo

Por que Pablo era um risco alto demais para o Flamengo?



Continue Lendo