Maioria dos jogadores que lideraram estatísticas no Brasileirão 2016 disputarão o campeonato novamente este ano



Arão, Dudu e Juninho lideraram estatísticas em 2016 (Fotos: Arquivo LANCE!)

Arão, Dudu e Juninho lideraram estatísticas em 2016 (Fotos: Arquivo LANCE!)

Como nos dois anos anteriores, o Números da Bola acompanhará mais uma vez as estatísticas do Brasileirão rodada a rodada, com dados do site Footstats. Tanto as individuais, quanto as coletivas.

Em 2017, alguns nomes que lideraram os números nos últimos campeonatos seguirão na briga. Entre os 12 que formaram a Seleção das Estatísticas de 2016, montada aqui pelo blog, oito estarão em campo novamente.

Entre os quatro que se destacaram em 2016 e não participarão deste ano está Cléber Santana, uma das vítimas do trágico acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense, em novembro do ano passado. O jogador foi o líder em inversões de jogo certas na temporada passada.

Gabriel Jesus, maior finalizador do campeonato e atualmente no Manchester City, William, que irá disputar a Série B com o Internacional, e Marinho, líder em dribles certos e vendido ao futebol chinês, completam a lista dos ausentes.

Dos oito do selecionado que atuarão em 2017, apenas um mudou de clube: Reinaldo. O lateral-esquerdo foi o atleta de sua posição com mais cruzamentos certos, atuando pela Ponte Preta, e agora defenderá a Chape.

Seguem ainda no campeonato deste ano Vanderlei, do Santos, goleiro com mais defesas em 2016, Vitor Hugo, do Palmeiras – mas que interessa à Fiorentina -, e Juninho, do Coritiba, zagueiros com mais rebatidas, Willian Arão, do Flamengo, líder em desarmes, Scarpa, do Fluminene, meia com mais assistências para finalização, Dudu, do Palmeiras, o principal garçom, e Diego Souza, do Sport, um dos artilheiros junto com Fred, do Atlético Mineiro, e William Pottker, da Ponte, mas que defenderá o Inter a partir deste semestre.

O mais curioso é que todos os líderes de estatísticas do Brasileirão de 2015 estarão na Série A este ano. Alguns após retornarem do exterior, como são os casos de Jadson, do Corinthians, e Bruno Henrique, do Santos, por exemplo. Veja como ficaram as seleções dos dois anos anteriores nos links abaixo:

>> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2015
>> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2016



  • Espero que isso eleve o nível do campeonato…

MaisRecentes

Dybala pode igualar marca de Tevez com a camisa da Juventus no Italiano



Continue Lendo

Rodada do Brasileirão pode dar lucro superior a 500% em casa de aposta



Continue Lendo

Top 20: maiores finalizadores do Brasileirão



Continue Lendo