Maioria dos jogadores que lideraram estatísticas no Brasileirão 2016 disputarão o campeonato novamente este ano



Arão, Dudu e Juninho lideraram estatísticas em 2016 (Fotos: Arquivo LANCE!)

Arão, Dudu e Juninho lideraram estatísticas em 2016 (Fotos: Arquivo LANCE!)

Como nos dois anos anteriores, o Números da Bola acompanhará mais uma vez as estatísticas do Brasileirão rodada a rodada, com dados do site Footstats. Tanto as individuais, quanto as coletivas.

Em 2017, alguns nomes que lideraram os números nos últimos campeonatos seguirão na briga. Entre os 12 que formaram a Seleção das Estatísticas de 2016, montada aqui pelo blog, oito estarão em campo novamente.

Entre os quatro que se destacaram em 2016 e não participarão deste ano está Cléber Santana, uma das vítimas do trágico acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense, em novembro do ano passado. O jogador foi o líder em inversões de jogo certas na temporada passada.

Gabriel Jesus, maior finalizador do campeonato e atualmente no Manchester City, William, que irá disputar a Série B com o Internacional, e Marinho, líder em dribles certos e vendido ao futebol chinês, completam a lista dos ausentes.

Dos oito do selecionado que atuarão em 2017, apenas um mudou de clube: Reinaldo. O lateral-esquerdo foi o atleta de sua posição com mais cruzamentos certos, atuando pela Ponte Preta, e agora defenderá a Chape.

Seguem ainda no campeonato deste ano Vanderlei, do Santos, goleiro com mais defesas em 2016, Vitor Hugo, do Palmeiras – mas que interessa à Fiorentina -, e Juninho, do Coritiba, zagueiros com mais rebatidas, Willian Arão, do Flamengo, líder em desarmes, Scarpa, do Fluminene, meia com mais assistências para finalização, Dudu, do Palmeiras, o principal garçom, e Diego Souza, do Sport, um dos artilheiros junto com Fred, do Atlético Mineiro, e William Pottker, da Ponte, mas que defenderá o Inter a partir deste semestre.

O mais curioso é que todos os líderes de estatísticas do Brasileirão de 2015 estarão na Série A este ano. Alguns após retornarem do exterior, como são os casos de Jadson, do Corinthians, e Bruno Henrique, do Santos, por exemplo. Veja como ficaram as seleções dos dois anos anteriores nos links abaixo:

>> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2015
>> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2016



  • Espero que isso eleve o nível do campeonato…

MaisRecentes

Alvo do Corinthians, Sidcley teve boas estatísticas no Brasileirão 2017



Continue Lendo

Feito de Martín Silva foi inédito na história do Vasco na Libertadores



Continue Lendo

Estatísticas de Ituano 2×1 São Paulo



Continue Lendo