Líderes das estatísticas do Brasileirão 2015 disputarão o campeonato novamente em 2016



Pratto, Geromel e Ricardo são alguns dos destaques do Brasileirão (Fotos: Arquivo LANCE!)

Pratto, Geromel e Ricardo são alguns dos destaques do Brasileirão (Fotos: Arquivo LANCE!)

Se destacar no Campeonato Brasileiro muitas vezes é a ponte do jogador para o exterior. Na última janela de transferências, muitos trocaram o Brasil pela China, além de algumas negociações para a Europa. Apesar disso, a grande maioria dos atletas que lideraram estatísticas positivas no último Brasileirão estarão em campos nacionais novamente nesta edição.

Artilheiro do último campeonato com 20 gols, Ricardo Oliveira foi sondado pelos chineses no início do ano mas permaneceu no Santos. Em contrapartida, Vagner Love, segundo maior goleador da competição trocou o Corinthians pelo Monaco, da França.

Além do goleador santista, quem foi bem na última temporada foi Lucas Pratto, do Atlético Mineiro. O argentino foi quem mais acertou finalizações em 2015, com 52 arremates no alvo, e promete brigar pela artilharia novamente este ano.

> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2015
> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Paulistão 2016
> Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Carioca 2016

Na defesa, os jogadores que tiveram os melhores números também permaneceram no futebol brasileiro. Weverton, goleiro do Atlético Paranaense, foi quem mais realizou defesas (108) e segue no Furacão. O zagueiro Pedro Geromel, campeão de rebatidas, com 375, também ficou no Grêmio. Na lateral-direita, uma mudança de camisa: Nino Paraíba, autor de 48 cruzamentos certos no BR-15 pelo Avaí, agora defende a Ponte Preta. Vice-líder no fundamento com 37 acertos, atuando pelo outro lado, Egídio continua no Palmeiras.

No meio-campo, a precisão de Rafael Carioca também segue servindo ao Atlético Mineiro. O volante do Galo foi quem mais acertou passes no último Brasileiro, 2025. Uma das revelações de 2015, o volante Otávio, do Atlético Paranaense, é outro que estará nesta edição. O jogador foi o líder nos roubos de bola ano passado, com 132.

Na criação das jogadas, as únicas ausências. Jadson, líder em assistências para finalização (91) e para gols (12), deixou o campeão Corinthians para defender o Tiajin Quanjian, da China. Maior driblador do Brasileirão passado, com 29, Bruno Henrique foi outro que deixou o país. O jovem atacante foi bem no Goiás e hoje atua pelo Wolfsburg, da Alemanha.

* Dados do Footstats



MaisRecentes

Goleiro do Coritiba iguala marca de Vanderlei, do Santos, no Brasileirão



Continue Lendo

Contra o Coritiba, Palmeiras teve um de seus melhores desempenhos em desarmes neste Brasileirão



Continue Lendo

Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2017 após a 24ª rodada



Continue Lendo