Brasil e Suíça já se enfrentaram oito vezes na história; vantagem é brasileira



Sócrates marcou duas vezes contra a Suíça (Foto: CBF)

Começa neste domingo a caminhada do Brasil em busca do hexacampeonato mundial. O adversário de estreia será a Suíça, equipe que a Seleção já enfrentou oito vezes na história. E com equilíbrio.

O primeiro duelo ocorreu exatamente em uma Copa do Mundo. Em 50, no Brasil, os times empataram em 2 a 2, com Alfredo II, do Vasco, e Baltazar, do Corinthians, marcando os gols brasileiros. Jacky Fatton, ídolo do Servette, fez os tentos suíços.

Em 56, um novo empate: 1 a 1, em um amistoso. A primeira vitória verde e amarela aconteceria apenas em 80, com Sócrates e Zé Sérgio construindo o placar de 2 a 0.

O confronto seguinte aconteceria às vésperas da Copa de 82, e mais uma vez seria um jogo duro. Zico marcou o gol do Brasil no empate em 1 a 1, no Estádio do Arruda, em Recife. No ano seguinte, novo triunfo brasileiro em um amistoso: 2 a 1, com Sócrates e Careca balançando as redes.

Em 89, a primeira vitória suíça sairia com um gol de pênalti marcado por Türkyilmaz, atacante com passagens por Bologna, Brescia, Servette e Galatasaray. Na época, a Seleção era comandada por Serbastião Lazaroni, e contava em campo com nomes como Renato Gaúcho, Dunga, Taffarel, Ricardo Gomes, Branco e Geovani.

Já nos anos 2000, um triunfo para cada lado. Em 2006, vitória brasileira por 2 a 1, gols de Kaká e do zagueiro Luisão. Maicon, contra, fez para a Suíça. No último encontro, em 2013, porém, melhor para os suíços: 1 a 0, com outro gol contra anotado por um lateral brasileiro, dessa vez, Daniel Alves.

HISTÓRICO DE BRASIL X SUÍÇA

8 jogos
3 vitórias do Brasil
2 vitórias da Suíça
3 empates
10 gols do Brasil
8 gols da Suíça



MaisRecentes

Diego Souza entra no top 10 dos artilheiros do Brasil em 2018; Gabigol dispara



Continue Lendo

Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2018 após os jogos deste domingo



Continue Lendo

Diego Souza é o 14º jogador a atingir a marca dos 100 gols no Brasileiro desde 1971



Continue Lendo