Brasil defende longa invencibilidade contra o Uruguai



Romário estava na Seleção em 2001 (Foto: Divulgação)

Romário estava na Seleção em 2001 (Foto: Divulgação)

Marcos, Cafú, Cris, Roque Júnior e Roberto Carlos; Emerson, Rivaldo, Juninho Paulista e Euller; Romário e Jardel. Técnico: Luiz Felipe Scolari. Essa foi a escalação do Brasil na última derrota da Seleção para o Uruguai. Os países voltam a se enfrentar nesta quinta-feira.

Foi no dia 1º de julho de 2001, em Montevidéu, para mais de 60 mil espectadores. Os uruguaios venceram os brasileiros por 1 a 0, gol de Federico Magallanes, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002 – que seria vencida pela equipe de Felipão.

Desde então, foram oito jogos, com três vitórias do Brasil e cinco empates. No último duelo, noa no passado, ainda sob o comando de Dunga, empate em 2 a 2.

Defendendo um longo tabu contra o rival, o time de Tite surge como favorito nas casas de apostas esportivas. Mesmo atuando fora de casa.

De acordo com o site OddsShark.com/br, um triunfo brasileiro pagará R$ 2,15 para cada R$ 1,00 investido. Esse valor sobe para R$ 3,20 em caso de empate ou vitória uruguaia. Um lucro garantido superior a 100%.

Veja todas as cotações das Eliminatórias em OddsShark.com/br.



MaisRecentes

Veja como ficou a Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2017 após os jogos de domingo



Continue Lendo

Estatísticas de Atlético-PR 3×1 Vasco



Continue Lendo

Estatísticas de Atlético-MG 3×0 Coritiba



Continue Lendo