Brasil defende longa invencibilidade contra o Uruguai



Romário estava na Seleção em 2001 (Foto: Divulgação)

Romário estava na Seleção em 2001 (Foto: Divulgação)

Marcos, Cafú, Cris, Roque Júnior e Roberto Carlos; Emerson, Rivaldo, Juninho Paulista e Euller; Romário e Jardel. Técnico: Luiz Felipe Scolari. Essa foi a escalação do Brasil na última derrota da Seleção para o Uruguai. Os países voltam a se enfrentar nesta quinta-feira.

Foi no dia 1º de julho de 2001, em Montevidéu, para mais de 60 mil espectadores. Os uruguaios venceram os brasileiros por 1 a 0, gol de Federico Magallanes, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002 – que seria vencida pela equipe de Felipão.

Desde então, foram oito jogos, com três vitórias do Brasil e cinco empates. No último duelo, noa no passado, ainda sob o comando de Dunga, empate em 2 a 2.

Defendendo um longo tabu contra o rival, o time de Tite surge como favorito nas casas de apostas esportivas. Mesmo atuando fora de casa.

De acordo com o site OddsShark.com/br, um triunfo brasileiro pagará R$ 2,15 para cada R$ 1,00 investido. Esse valor sobe para R$ 3,20 em caso de empate ou vitória uruguaia. Um lucro garantido superior a 100%.

Veja todas as cotações das Eliminatórias em OddsShark.com/br.



MaisRecentes

Números da Bola ganha novo espaço no LANCE!



Continue Lendo

Cristiano Ronaldo atinge seu primeiro recorde na Itália



Continue Lendo

Fluminense traz Fernando Diniz mas perde seus maiores passadores



Continue Lendo