Alvo do Fluminense, Patrick foi um dos maiores ladrões de bola do Brasileirão 2017



Patrick fez um bom Brasileiro pelo Sport (Foto: Pablo Kennedy)

Um dos nomes que conseguiram se destacar individualmente na fraca campanha do Sport neste Brasileiro, Patrick vem despertando a atenção de outros clubes. Após dois anos e meio defendendo o Goiás, o volante foi contratado pelo Leão, já com a Série A em andamento, e teve boas atuações. Agora, o jogador interessa ao Fluminense.

Em 32 jogos no Brasileirão, o camisa 88 realizou 92 desarmes corretos, de acordo com o Footstats. Foi o terceiro maior volume de roubos de bola da competição, ficando atrás apenas de Jean, do Vasco, com 114, e Jonas, do Coritiba, com 94. Nenhum dos dois,porém, teve tanta participação ofensiva quanto Patrick. Além de mostrar um forte poder de marcação, Patrick se mostrou útil também no ataque, se apresentado para finalizar e servir.

O meia do Sport marcou três gols no campeonato, contra apenas um do vascaíno e dois do cabeça de área do Coxa. Com 23 assistências para finalização, o alvo do tricolor carioca também superou os números de seus ‘rivais de desarmes’. Entre os volantes, foi 9º que criou mais chances de gol, sendo superado somente por Bruno Silva (36), do Botafogo, Luiz Antônio (31), da Chapecoense, Maycon (31), do Corinthians, Wendel (29), do Fluminense, Rodrigo Lindoso (27), também do Glorioso, seu companheiro de Sport Rithely (26), Juninho (25), do Bahia, e Jucilei (24), do São Paulo.

Confira a galeria com os maiores ladrões de bola do Brasileirão 2017:



MaisRecentes

Patrick aparece novamente na Seleção das Estatísticas do Brasileirão 2018



Continue Lendo

Maxi López fica perto do top 20 dos maiores artilheiros estrangeiros da história do Brasileirão



Continue Lendo

Olho nele: Michael, atacante do Goiás



Continue Lendo