Tem de haver apetite pelo G4



Antes dos jogos contra Cruzeiro e Figueirense, o discurso em General Severiano era o de que o time bucaria alguns pontos nestes dois difíceis duelos, fora de casa. “Alguns pontos”, nas entrelinhas, seria a equipe se dar por satisfeita com empates, por exemplo? Pouco. Muito pouco.

Se a meta era alcançar alguns “pontinhos” longe de casa, o Botafogo já conseguiu mais do que imaginava com a vitória sobre o Cruzeiro. Por que não, agora, querer mais? Ninguém entra em campo querendo perder ou empatar, embora muitas atuações deixem claro que a falta de vontade faz com que a vitória fique bem distante. É tudo o que o Alvinegro não pode ter hoje.

Se o time quer mesmo figurar entre os grandes do Brasileiro e, consequentemente, lutar por um lugar no seleto grupo de elite, a gana pela vitória precisa ser a maior meta. Não importa se o triunfo do último sábado deu uma certa tranquilidade. É preciso mais: ter ambição de vencedor, mostrar que é verdadeiramente grande, sufocar o adversário. O jogo em Florianópolis pode dar ao Botafogo um retrospecto com três vitórias consecutivas, o suficiente para a equipe passar a ser vista com mais respeito.

Portanto, vencer é o objetivo óbvio. Mas, para isso, a ambição no campeonato tem de estar presente o tempo todo. A busca incessante pela vitória precisa alimentar os jogadores o jogo inteiro.



  • phelipe mira

    Concordo com vc Marcelo mas vai falar isso pro Caio JR. treinador q fika feliz com empate agora com o plantel completo tem SIM que ter fome de vitórias pois só ela trará pra GS titulos e a tão falada vaga pra liberta 2012.
    VMS FOGÃO CACHORRADA COM FOME DE VITÓRIAS!

    OBS:ATE O MP PREJUDICA O BOTA FRANCAMENTE!!!!

    • 2 a 0 figueira … nos somos botafoguenses de merda SIm !

  • phelipe mira

    SO PRA COMPLETAR NÃO Q O MP ESTEJA ERRADO MAS PODERIA SER APENAS UMA ADVERTENCIA., O BACALHAU VAI SE SENTIR EM CASA NO DOMINGO FALA SERIO…

  • thyago farias

    O fogão tem que ter ambição de vencer todos os jogos!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Venho repetindo isto, caro Thiago, há um bom tempo! Uma outra coisa que o Botafogo precisa encarar, sem dúvida, é o fato de o seu time sempre vacilar nos momentos em que todos achamos que agora ele vai engrenar! É este fato que tem afastado a nossa torcida dos estádios! Desde àquela final contra o Juventude, em 99, que a nossa torcida não mais acreditou no time para valer! E com uma certa razão! Já tá virando lugar comum os nossos vacilos na hora H! Esperamos que hoje contra o Figueirense o espírito que incorpore a nossa equipe seja aquele determinado a lutar pela vitória até o apito final! O empate ou a derrota terá o poder de fazer cair por terra toda a confiança que a nossa torcida acumulou em razão dos dois últimos resultados!

      • amigo paulo,

        sou aqui de Vitoria -ES e fui na final de 99, fiquei muito puto, porem acho que o time atual e bom e hoje no brasil esta tudo equilibrado, inclusive o Tite falou que o bota e cadidaTO ao titulo, vamos dar este credito.

        abraços

    • FIGUEIRENSE X BOTAFOGO – 1º TEMPO: – Chegamos ao fim do primeiro tempo e o placar aponta 2×0 em favor do Figueirense! O gol inicial do Figueira saiu de uma falha do Jeferson que saiu mal, como sempre, do gol! Tivesse ele ficado no gol, teria feito uma defesa fácil! Saiu mal e atrasado, e tudo que lhe ficou nas mãos foi a cabeça do zagueiro Edson Silva! O Botafogo a partir de então passou a rodar a bola sem qualquer objetividade. Tanto que nem ou quase chutou a gol durante todo primeiro tempo! O segundo gol do Figueira nasceu de um pênalti que só o árbitro viu: o Júlio César se joga dentro da área depois de disputar e perder uma bola com o Antônio Carlos! Ele cobrou forte e rasteiro! O Jeferson pulou certo, mas atrasado! A bola lhe passou por sob seu corpo! Pelo que vi, e diante de o Botafogo pouco chutar a gol, acho improvável que consigamos superar o nosso obstáculo de hoje! No entanto, como no futebol tudo é possível, resta-nos a esperança de que o Botafogo, uma vez mais, não contribua para que se confirme a crença, entre nossa torcida, de que basta querermos lhe acreditar, que ele nos decepciona! Uma certeza porém nos fica de momento: se não conseguirmos mudar o resultado do jogo, a culpa terá sido de todo o time e, particularmente, do goleiro Jeferson! Esperemos o final do jogo e continuemos torcendo, apesar do Jeferson!

    • E a bola segue rolando como uma maltratada a quem ninguém lhe aponta uma direção objetiva! Insistimos em ter a posse da bola como se fôssemos os seus únicos donos! Só que para mantê-la sob domínio não a chutamos em direção ao gol de jeito algum! Eu chego a raia de entender porque acabamos vaiando o time, sempre! O Botafogo do Caio Jr não joga futebol, ele só cozinha o galo! Ou seja, ele mantém o domínio da bola para não deixar que os fundamentos principais do futebol sejam realizados! Não chutamos à gol! Não somos ofensivos! Não temos outro objetivo senão vermos o tempo passar contanto que mantenhamos o domínio da bola! Nestas horas, a termos um domínio de bola inútil, eu preferia quando rifávamos depois de abrirmos o placar! Pelo menos tínhamos em mente que, no futebol, só ganha o jogo quem chuta a bola para frente! Agora, nem isso! Só sabemos trocar passes para os lados! Chegamos aos 35 minutos do segundo tempo! Desde os 20 minutos que estamos com um homem a mais (o Edson Silva fora expulso por conta de uma falta no Herrera) e nada! Insistimos em trocar passes para os lados e não chutamos umazinha que seja! O juiz marcou um sobre passo do goleiro do Figueira. O Elkeson bateu e isolou a bola! Já não creio que esse time consiga reverter ou empatar o jogo! E se não chutamos, pelo visto, nem o chamado golzinho do honra conseguiremos! Infelizmente, vamos continuar fiel à sina de time que tira dos ricos para dar aos pequenos! De Robin Hood não temos nada! Será que temos tendência para irmã Dulce e não sabemos? Ainda assim, amigos, vou continuar torcendo, apesar do Jeferson

    • Vendo o time atual do Botafogo jogar, eu acabo entendendo a razão, amigos, porque somos tão críticos em relação ao que ele produz em campo! Juro que chega a me dar uma imensa raiva ver o time rodando a bola sem qualquer objetividade outra senão a de ver o tempo passar! De que nos vale ter o domínio da bola, na maioria dos jogos, e não traduzir tal domínio em gols? No primeiro tempo do jogo contra o Figueirense, pasmem, enquanto este tudo fazia para logo definir a jogada em pouco tempo, o Botafogo trocava cerca de 15 passes para ir do meio campo à área do adversário, inutilmente! O Botafogo esqueceu que, no futebol, só ganha jogo quem chuta a gol! Hoje, nem o Loco lembrou-se disto, a contento! O time do Caio Jr, amigos, gasta tanto a bola em campo, que ela chega a ficar quadrada! Ou seria quadrado o futebol do seu time? E pior, não a chuta em direção do gol, nem para nos tirar uma dor de cabeça, que seja! Enquanto chutamos, ao todo, 3 vezes, em todo o 1º tempo, o Figueira chutou 8 ou 9 vezes! Que diabo de domínio de bola é este, gente, que não se traduz em resultado no placar? Chega de tantos passes trocados para nada! Perdemos o jogo ainda no primeiro tempo por culpa de uma mau saída do gol do Jeferson, mais uma vez! É só pensarmos que vamos e tudo que vemos é ver a coisa ficar preta! Agora só nos resta continuar torcendo pelo time, no próximo domingo, apesar do Jeferson!

  • FOGO RACIONAL

    Acho que realmente o botafogo anda carente de ambição, isso dentro de campo. E de fato tal sentimento é inerente a qualquer tipo de sucesso futuro. Mas acho q essa ambição se ganha aos poucos não é imediata, é perceptivel que o ambiente ainda não é de todo o conforto em general severiano, ainda vivemos uma fase com mtas nuvens passado a ultima turbulencia. Acho que o jogo de hoje é mto importante e dificil pois ainda falta segurança aos nossos atletas e caso venha a vitoria (estou acreditando mto nela) teremos um time bem diferente no domingo. Como li um comentario de um outro ilustre torcedor se não me engano no post anterior que; “o botafogo ganhando as duas proximas ninguem segura”. Acho q que é por aí o caminho. É evidente que nós como torcedores pedimos aos jogadores que vejam o jogo com uma decisão, um mata mata em todos os jogos, mas de forma racional sabemos que não é bem assim.

    Quanto à decisão do MP, não entrando no mérito jurídico e sim como torcedor, dou um aidéia relevante. De acorodo com o mencionado, a torcida esta proibida de entrar trajando instrumentos ligados à FURIA. Assim, como é de conhecimento de todos, acho que se todos os integrantes de nossa torcida fossem de camiseta básica inteira preta, seriam facilemente identificados mas nao proibidos de entrarem. Assim a torcida não perderia força e faria de quebra um protesto (luto) quanto à referida decisão do Ministério Público, acredito ainda q isso seja válido tb para os bandeiroes, inteiros de preto!

    botafogo sempre

    • A ambição que o time e o clube devem ter, amigo, deve ser originada da força e da disposição da nossa torcida! Será nossa ânsia por títulos e conquistas que poderão nortear tanto o clube quanto sua diretoria nesta direção! Se deixarmos que a diretoria ambicione por nós, sua ambição ficará limitada ao orçamento do clube! O Flamengo tem uma dívida tão grande quanto a nossa, mas, nem isso é motivo para que o clube e a torcida da Gávea se conformem com pouco! Se não fôssemos tão soberbos, quanto a nos achar melhores que os outros, poderíamos tomar o comportamento daqueles como um exemplo a seguir em relação as nossa ambições!

      • FOGO RACIONAL

        Até concordo contigo Paulo. Mas convenhamos as coisas não são tão faceis assim. É claro que só pq tal intento seja um tanto quanto complicado não devemos esmerecer. Ocorre que, para essa mudança mencionada por vc acontecer, precisamos falar de maneira mais ampla. Falarmos do Botafogo como um todo, políticas, prioridades, orçamentos, responsabilidade economica e afins. Acho q essa ambição que vc menciona não se mostrará frutifera até que essa ideia, principalemente da torcida, não chegue ao clube de forma eficaz. E como isso ocorreria? Com a representatividade efetiva dos socios torcedores atravez do voto paritario. Não há como se comparar flamengo c o botafogo, existem diferenças de proporcionalidade consideraveis!

        botafogo sempre

  • J Carlos

    – Vencer ou vencer tem que ser o lema do Clube, do time, dos jogadores, do Técnico.

    – Jogar por jogar, para cumprir seu papel é coisa de perdedores.

    – Eu abomino os empates com todas as forças e paixão que tenho pelo meu Botafogo!

    – Empates, não levam a lugar algum!

    • É isso aí, J Carlos! É uma pena que a nossa diretoria não tenha uma ambição tão grande quanto a soberba que é achar que a conquista de uma simples vaguinha para um torneio, mesmo a Libertadores, seja tudo quanto queremos nós torcedores!

      • J Carlos

        – Caro Paulo WS Barretoo

        – Parece-me que a Diretoria vive um dilema em Administrar o Clube com equilibrio, ou investir em jogadores de renome, que se vingarem podem elevar o nome do nosso Botafogo.

        – O mesmo equilibrio citado é o que falta ao nosso time, principalmente ao nosso Técnico, que está agindo como outros anteriores, com extrema teimosia, visto que o elenco atual , pode ser bastante competitivo com os jogadores que se tem a disposição.

        – Thiago Galhardo, Lucas, Alex, Bruno Thiago (parece que está contundido), João Filipe (nesse caso um 3-5-2, visto que esse ano temos Alas), jogadores que podem entrar para mudar o panorama durante o jogo, caso não se esteja alcancando os objetivos .

        – Ouvir opiniões, filtra-las, adota-las não dimininuiriam a capacidade do nosso Técnico, pelo contrario seria sabedoria da sua parte, haja vista, que ningúem é dono da verdade.

  • João Fogão Tubarão-SC

    Meu Botafogo está acima de tudo, e quem diz isso é meu coração que carrega uma gloriosa estrela alvinegra !!! Pra cima deles Fogão !!! Pra cima deles Fogão !!! Pra cima deles Fogão !!! FOOOOGOOOOOOO !!!
    Tem de haver apetite sim, mas pelo título… queremos ser CAMPEÕES !!!

  • antonio henrique gov valadares

    temos que vencer hoje porque não podemos deixar os mulambentos se distanciarem, espero que o prof. pardal não dê uma das suas, temos condições de vencer o figueirense e brigar na ponta da tabela, agora, quanto a reclamação do engenhão pelos sem terra, aconselho as florzinha a jogar em xerém, e os sem dente a ir pra rua bariri.

  • stadium rio

    Não querem jogar no engenhão??

    Que joguem na gávea, em laranjeiras, em moça bonita, na praia de copacabana, no ninho do urubu.

    Mauricio Assumpção, PARA DE EMPRESTAR O ENGENHÃO PARA ESSES MAL AGRADECIDOS SEM ESTÁDIO!!

    O botafogo tem o estádio mais moderno da américa latina e tem que ficar com o estádio esburacado por causa desses sem-teto.

    Abre o olho fogão!!

    • eduardo

      Ô meu amigo o nosso Presidente não está emprestando nada eles estão pagando para jogar ali, e eu sou a favor de ganharmos grana em cima de FLA-FLU sim ainda mais que o Maraca vai ficar 2anos ainda fechado. Tem essa não temos que ver o lado financeiro do clube sim e isso é um tipo de receita para nós pow, ou você acha que FLA-FLU jogam no nosso estadio de graça.

    • francesc acosta

      isso ai mesmo,.. os caras não tem aonde jogar e ainda reclamam,… e a imprensa abre todos os microfones e seus jornais e divulgam isso com uma proporção enorme….

      todos gostam de tirar onda com a nossa cara,…

      • francesc acosta

        e esse marquinhos do flu jogou aonde para reclamar??? wembley !!!!!!!!!!

        o ultimo tecnico deles sai relamando que tinha ratos passeando por la…….

        botafogo de futebol e regatas, o meu maior orgulho é:

        CARREGAR A TUA BANDEIRA.

  • Jean

    Meu deus, só foi eu que achei aquela camisa cinza e preta feia? Nosso departamento de marketing e design está deixando muito a desejar D:

    Espero que não seja igual aquela camisa que jogamos contra o vasco.

    Sobre o time, nos ganharemos fácil do Figueirense, minimo 2 x 0 (pelo menos 1 gol do Loco Abreu) xD

    Ainda estou frustado com a advertência contra a organizada, tá cheirando a sacanagem de rivais. Não poder levar bandeiras do clube e nem pode vestir a camisa do clube? Putz é o mesmo que não deixar a pessoa de beber água ou respirar.

  • Fabbiano

    Venceremos tenho certeza confio no time,nosso elenco é superior a muitos outros no brasileiro e se continuar desse jeito vamos sim entrar no G4 e partir em direção ao titulo.
    O BOTAFOGO não tem medo de ninguém e vamos engolir o Figueira hj
    FOGÃO rumo ao titulo
    SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!!

  • Um grande clube não pode entrar num campeonato como o Brasileirão pensando em ficar entre os quatros primeiros! Um grande clube quererá sempre mais! E a grande ambição possível para o grande clube terá quye ser a conquista do título! Quem almeja o título e o conquista, tem a vaga para a Libertadores garantida! Por que então só pensar em termos da tal vaga! A alternativa de todo grande clube é primeiro o título! Tudo o mais será conseqüência disto!

  • O BOTAFOGO JA É GRANDE POIS É RICO EM TRADIÇÃO, TEM QUER GANHAR MAIS NÃO TEM ESSA DE “MOSTRAR QUE É GRANDE” ATÉ PORQUE JÁ É, E MUITO!!!

  • bergem

    Ai moçada! to gostando de ver, todos dando forças sem criticas! Amem ou deixem! Vamos amar com tudo! ti amo fogão!! E o mp q va pro inferno

  • Rafael Ferreira Miranda

    e tem que busca vitórias fora de casa porque perdeu pontos dentro de casa ( perdeu para o Corinthians e empatou com o atlético GO)

  • henriqui reina

    O tempo tem desfeito em minha memória impressões de todos os gêneros, porém nunca terá fôrça de delir da minha mente os dribles que Garrincha deu na seleção da Russia em 1958 na Suécia. Nelson Rodrigues disse que Garrincha em 3minutos, em 3 minutos mesmo, acabou com a seleção Soviética e que o jôgo acabou. Era DIVINO ver o Mané jogar, que Deus o guarde bem. Jamais veremos um jogador igual a ele , quem viu foi agraciado. Bem, ganharemos hoje de 2×0 do Figueira

  • João Fogão Tubarão-SC

    Vamos fazer hoje a partir das 19:30 em homenagem a nós Botafoguenses 90 minutos de barulho, pra mostrar a todos o que é o Botafogo e quem são seus apaixonados torcedores de verdade !!!
    FOOOOGOOOOOOOOOOOOOOOOOO !!!

  • MARCELLO AFFONSO GOMES

    GENTE VAMOS DEFENDER NOSSO CLUBE DOS ABUTRES : ACABARAM DE PUNIR NOSSA TORCIDA DA BRIGA CONTRA OS ”anjinhos”” DOS FLAMENGUISTAS … SO OS NOSSOS TORCEDORES É QUE FORAM PUNIDOS … AGORA O STJD QUER PUNIR O ENGENHÃO CONTRA O APAGÃO … O GRAMADO NÃO PRESTA PARA FLA X FLU PORQUE ELES NÃO VAO JOGAR NO ESTÁDIOS DELE ???? ALVINEGROS DE PLANTÃO VAMOS DEFENDER NOSSO CLUBE AMADO !!!!!!!!!

  • Senhor Peter, a vida tem nos provado que, nem sempre reagimos assim às críticas! Ninguém gosta de recebê-las, se as julga imerecidas! Ninguém tem obrigação de entender as razões porque um doente vai a um show, ou a um jogo de futebol, apenas imbuído do desejo de vaiar ou criticar o que ver! Quem deve crescer é o othário que faz críticas sem sentido, e sem razão de ser! Ninguém tem obrigação de corresponder ao que terceiros desejem! Cada indivíduo reage ao seu modo aos apupos e às vaias! Entre os jogadores há os que reagem a isto fazendo corpo mole nas divididas, ou, simplesmente, não jogando com a mesma determinação dos que são aplaudidos! Se quisermos um time coeso e trabalhando junto por aquilo que queremos, haveremos de aplaudi-lo e incentivá-lo sempre! Não é pelo fato de sermos regiamente pagos por nossos serviços que qualquer patrão poderá nos impingir o que não nos é possível ou que seja ilegal ou desumano! Suposta humilhações, amigo, só o trouxa que não sabe que a Justiça estar atenta a isto e cobra caro de quem a pratica!

  • O botafogo tenque ser ambicioso por vitórias siim mas nao pra conseguir uma vaguinha na libertadores tenque ser ambicioso pra ganhar o titulo brasileiro Saudações alvinegras

  • Charles

    O problema do Botafogo é os jogos em casa……………ele é capaz de ganhar de São Paulo e Cruzeiro fora , ao mesmo tempo que empata em casa com Atlético/GO.

    Por a culpa na torcida por maus resultados em casa , é uma tremenda mentira………………..se partir prá cima do adversário , seja ele qual for………………..mostrar que em casa quem mandamos somos nós……………..pode até acontecer de perder a partida , mas a torcida vai saber reconhecer o esforço feito.

    Torcida vaia é quando o outro time toma conta do jogo , e o Botafogo fica olhando tudo passivamente.

    • Charles, não vê o óbvio quem não quer! Diante da nossa torcida, o nosso time teme vacilar e este temer é que o faz vacilar de fato! O nosso time teme a torcida por ver o quanto a mesma é intolerante, intransigente e impaciente! Antes mesmo que o time entre em campo as vaias da nossa torcida já são ouvidas! Que jogador se sente bem e tranqüilo ante isto? Não é a toa que é mais fácil para ele jogar com mais confiança e tranquilidade quando joga longe da torcida! Até o técnico parece errar menos em suas substituições quando o jogo não é no Engenhão! Se soubéssemos torcer, de fato, a primeira coisa que garantiríamos sempre, ao time, seria todo apoio, incentivo, aplauso e tranquilidade para o jogo! Façamos disto uma práxis contumaz e a vitória estará sempre conosco!

  • MERLIN

    Jornalista Setorista Marcelo Benevides.

    Senhores Botafoguenses

    Marcelo, retorno do almoço e hospedado na Pousada dos Chás, aguardando a hora do jogo, me deparo com esta sua matéria.
    Espero que me permita discordar da sua leitura do posicionamento “do Botafogo” (sic.), quando fazes referência ao “discurso em General Severiano” de que o time buscaria alguns pontos.
    E, com tal comportamento, a equipe estaria satisfeita com meros empates.
    Do supra-sumo do texto parece que o time não estaria vocacionado para a vitória, ou melhor, não estaria vocacionado para “liquidar”, “estraçalhar”, “aniquilar” as equipes adversárias.
    Necessário estrema cautela com a forma de redação que pode posicionar a já tão tresloucada e inconsequente torcida, ainda mais, contra a equipe.
    Se o teu objetivo redacional foi esse (indispor a torcida contra a equipe)… acredito que o alcançaste.
    Entretanto, considerando se tratar de jornalista esportivo, setorista, experiente, bem sabes que há anos vigora como “procedimento politicamente correto” discursos que evitam menosprezar as equipes adversárias.
    E tal discurso “politicamente correto” não é restrito ao meu Botafogo e se tornou “obrigatório” para todos os times.
    Inicialmente sempre se destaca a dificuldade do próximo embate e o adversário, mesmo que fraquíssimo, é enaltecido como um “grande e difícil adversário”.
    Da mesma forma, todos os técnicos, sem exceção, têm cautela em tecer comentários sobre o técnico do time adversário sendo preferível a forma de destacar o profissionalismo do técnico opoente.
    Trata-se de fenômeno da globalização esportiva.
    Poucos atletas depreciam a equipe adversária, pois sabem que com o atual “gira mundo” do futebol, amanhã, com grande probabilidade, poderão estar vestindo o uniforme do adversário e necessitarão de bom acolhimento por parte daquela torcida, mesmo que isso só venha ocorrer na fase do declínio profissional quando terão de aceitar jogar em equipes de qualquer divisão (B, C ou D).
    Mesmo proceder é verificado com relação aos técnicos.
    O “politicamente correto” é o elogio rasgado ao “colega”, ressaltando a capacidade profissional do técnico adversário.
    Novamente, no “gira mundo”, o atual técnico do Botafogo amanhã poderá depender de uma oportunidade única e, portanto imperdível, no Íbis Sport Club.
    As Diretorias dos clubes, em decorrência a fatores diversos, precipuamente em razão da união para ver assegurado direitos corporativos, união em negociações com emissoras de televisão, dependência econômica dos patrocinadores que apadrinham diversas camisas, também adotaram linguagem “politicamente correta”.
    Nenhum time pretende “estraçalhar” o oponente. Essa imagem de “destruidor” dos demais competidores foi substituída pela singela figura de “amealhar alguns pontos”.
    Como você sabe, esta é a linguagem obrigatória no Botafogo, no Flamengo, no Vasco, no Fluminense, no Santos, no São Paulo, no Cruzeiro etc …
    Traçando um paralelo com a atual atividade do jornalista esportivo, hoje bacharel, relembro que a imagem do jornalista “politicamente correto” é idêntica a de um “anjo” ou a de um ser “assexuado” que não tem preferência e nem torce por time algum.
    É um ser esportivamente indiferente, sem qualquer vocação para torcedor.
    Sou, entretanto, ainda bem, de uma época em que jornalistas esportivos torciam descaradamente, sem, contudo, perderem a imparcialidade.
    Sabíamos para qual time torcia cada jornalista.
    Em transmissões pelo rádio AM, a gaita de sopro em um inconfundível “frui, frui” que vinha pelas ondas identificava um radialista torcedor do América do Rio.
    Comentarista podia ser tricolor das Laranjeiras, como o era Nelson Rodrigues.
    Comentarista de arbitragem torcia e dizia que ia descer das cabines do Maracanã, entrar em campo e dar porrada no arbitro da partida porque era ladrão …. com todas essas letras.
    E ninguém duvidava porque, além de ex-arbitro, também tinha sido componente da Polícia Especial de Getúlio Vargas que batia sem dó e piedade.
    João Saldanha era Botafoguense.
    Léo Batista é Botafoguense.
    Provavelmente o maior jornalista profissional e exemplo em todas as mídias brasileiras, professor de muitas e muitas gerações, Armando Nogueira, nunca escondeu ser um Botafoguense apaixonado.
    Entretanto, atualmente, raros são os jornalistas esportivos que têm a coragem para dizer para qual time torcem.
    Poderemos então dizer que os jornalistas esportivos atuais, da nova geração, adotando uma linguagem “politicamente correta”, com medo de exposição, procuram conquistar tão somente “alguns pontos”, se dando por “satisfeitos com empates”, traduzidos como uma espécie de assexualidade como torcedores, que lhes assegura, como armaduras, a desnecessidade de demonstrar capacidade e realeza profissional.
    De fato, torcer, sendo, entretanto, imparcial e também ser respeitado, como profissional, por todas as torcidas, não é matéria que conste da grade universitária.
    Constata-se que Diretorias de Clubes, técnicos de futebol e jornalistas esportivos graduados foram guinados, de forma impositiva, a adotarem uma “linguagem politicamente correta”.
    Jornalista graduado não torce, não tem ambição de ver resultados, estão sempre em cima do muro, não podem mostrar preferência pela equipe “A”, “B” ou “C”. Hoje cobre o Botafogo, amanhã poderá estar cobrindo o Flamengo e, daí … “alguns pontos” e um “empate” é sempre um bom resultado.

    Bem vou para o estádio, minha carona está chegando.

    Saudações alvinegras de cinco pontas.

    Merlin
    A bordo do Botafogo desde 1534

    • Tem total razão o Merlin quando fala desse fenômeno chamado politicamente correto no futebol! Com a globalização de tudo nos dias de hoje o futebol perdeu aquela característica de definia muito o carater de ontem: a rivalidade, ainda que sadia, que existia tempos atrás! Nos dias de hoje quando o ídolo de hoje é ídolo de todos o futebol perdeu um pouco do seu quixotismo! Essa coisa de politicamente correto faz com que não mais se dê o nome ao boi nem se possa falar da cor que o bicho tenha! Sem panos quentes, essa história de politicamente correto apenas fez maior a hipocrisia em que todos estamos a viver! Será politicamente correto vermos padres e pastores irem às ruas para exigir o direito de ofender a terceiros? Será politicamente correto vermos um deputado federal fazer uso de sua imunidade parlamentar para ofender a outros pelo que eles fazem em suas intimidades?

      • MERLIN

        Prezado Paulo Wilson,

        Agradeço pela mensagem.
        Não sou partidário da linguagem do “politicamente correto” no esporte.
        Entretanto, temos de reconhecer que ela está sendo obrigatória e, até, inevitável, em várias áreas do esporte.
        Nós dois sabemos que o que é realmente falado, entre dentes e de boca semiaberta, nos vestiários de General Severiano, não é o que realmente chega à imprensa por completa impropriedade.
        Minha preocupação foi quanto à possibilidade do texto transmitir ao torcedor alvinegro, reconhecidamente temperamental, como bem assinalas em seus bem lançados e apropriados textos, a idéia que existe uma espécie de apatia oficializada em no time do Botafogo em atuar de forma indolente.
        E sabemos que não é bem assim.
        Basta trafegarmos em outras modalidades e variações esportivas, que não necessitam de empregar tal empobrecida linguagem, que os atletas alvinegros querem mais é o sangue dos adversários (no bom sentido é claro).
        Só que a linguagem verdadeira não pode ser levada à mídia e essa, infelizmente, é o único meio de comunicação entre o Clube e a torcida.
        Ora um texto que transpareça que o time joga apenas por jogar, uma espécie de cumprir tabela, alcança, como bem sabes, uma torcida eternamente angustiada como a do nosso Botafogo, de forma contundente.
        Andei visitando o blog do Flamengo, recém lançado pelo LanceNet, Grito da Nação, inclusive para onde foi transferido o Claudio Portella.
        Talvez por reconhecida e notória implicância minha para com o Flamengo e para com a mídia flamenguista, constatei alguma diferença na forma editorial, inclusive quanto à rapidez e liberação dos textos.
        O blog do Botafogo serviu como um espécie de laboratório para o lançamento do Grito da Nação.
        E a torcida do Botafogo, cada vez mais, está torcendo contra o time.
        E se a mídia jogar mais lenha na fogueira … fica difícil.
        Aqui, no estádio, de onde estou escrevendo esta, via celular, com possíveis erros de digitação, até agora a torcida do Botafogo não apareceu …
        Tem uns gatos pingados …
        Sem pressão o time deve jogar bem.
        Vamos que vamos …

        Saudações alvinegras de cinco pontas

        Merlin
        A bordo do Botafogo desde 1534

    • henriqui reina

      Caro e Incontestável Merlin, caberia a palavra hibridos para os que escondem a paixão por determinado clube?

    • LOCOMOTIVA N.I.

      Tá coberto de razão,Merlin.DÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ´-LHE FOGÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!

  • Concordo que o Botafogo é um clube que tem ambições pequenas. É assim desde sempre. Meu pai me levava a General Severiano e Maraca para ver Garrincha, Nilton Santos, Didi, Quarentinha, Zagallo e Amarildo entre outros cracaços de bola e era assim. Depois tivemos a geração d eouro Gerson, Jairzinho e cia. E foi assim. Levantamos muito poucos canecos na década de 60, a nossa era áurea. O Santos de Pelé papou tudo a nível nacional e por aqui na terrinha do Cristo Redentor, ganhamos os campeonatos de 61-62 e 67-68. Mais nada. O Flamengo de Fio e Oswaldo Ponte Aérea, o Vasco de Fontana, O Fluminense de Ubiraçi e Mickei, dividiram os outros títulos. Até o Mequinha faturou em 60. Um sarro em cima do timaço de Garrincha. É assim porque? Porque não temos respeito próprio e ambição. Nos contentamos com pouco. A direção e a torcida.
    Fomos campeões brasileiros em 1995 e no ano seguinte no qual iríamos disputar a Liberta, o Montenegro vendeu Sérgio Manoel, Donizete, e Leandro Ávila. Contratou, Bentinho, Sorato e Uidemar. Nós aturamos Alessandro titular por 4 anos…Preciso dizer mais alguma coisa?
    Se não temos respeito próprio, quem terá? A mídia? as federações? os árbitros? Os adversários?
    Trancrevo aqui matéria do Lancenet que é a prova da falta de respeito que existe pelo Botafogo, por culpa do próprio Botafogo que não se faz respeitar:
    ¨A novela não acabou. Após ser indiciado pela queda de energia no Engenhão durante a partida entre Botafogo e Grêmio e sair vitorioso em primeira instância, o Alvinegro voltará a ser julgado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O tribunal recorreu da decisão e na próxima quinta-feira, a partir das 13h30, o caso será julgado pelo pleno, de acordo com o site “Justiça Desportiva”. O estádio corre o risco de ser interditado pelos auditores do STJD.¨
    Em Procuradoria, leia-se Sr. Paulo Schmitt( o mesmo dos episódios de perseguição do julgamento do jogo com o Avaí, no qual ele deu efeito suspensivo para os caras do Avaí jogarem, mas não deu para os do Bota. O mesmo do episódio da denúncia das reclamações sobre o penalt marcado na decisão com o Flamengo).
    E aí? Tem que ter APETITE para engolir esses flamenguistas anti-botafoguenses…

    • Ao Osvaldo Machado e à toda Torcida Botafoguense! – Com relação à discussão da posse do Engenhão pelo Botafogo, temos a dizer-lhe o seguinte: O argumento que os nossos adversários diretos pelo Engenhão (Flamengo e Fluminense), podem apresentar é que, em razão de os nossos jogos serem sempre deficientes, em termos de presença da nossa torcida, é o de que um bem público como o Engenhão não pode ser tão mal aproveitado! E aí dirão que, por terem mais torcedores dispostos a freqüentá-lo que nós, que, o Engenhão, estaria melhor nas mãos deles! E o Ministério Público, composto por uma maioria absoluta deles, pode dar fôlego a esta tramóia, com certeza! De repente, será a presença da nossa torcida de forma mais massiva que pode afastar de vez as tais armadilhas dos nossos invejosos adversários! Nossa torcida se quiser se orgulhando de termos o Engenhão terá que justificar esta nossa posse mediante sua massiva presença! Não podemos permitir que nossa omissão tire do Botafogo o seu estádio! Vamos cerrar fileira por sua defesa e posse! E a melhor maneira de fazermos isto é frequentando o Engenhão com mais assiduidade e de forma massiva!

  • O time poderia melhorar ainda mais e muito mais se excluíssem o inútil, medíocre, incompetente, omisso do Alessandro.
    Vamos lá FOGÃO !
    Mesmo com 10, vamos com tudo.
    Um time nao consegue jogar e ganhar com 10 jogadores, pode ate acontecer, mas e difícil.
    FORA ALESSANDRO ! FORA ALESSANDRO ! FORA ALESSANDRO !

    • LOCOMOTIVA N.I.

      TÚ DEVE SER UM BELO DE UM FLAMENGUISTA SAFADO!!VÊ SE AJUDA O TIME,TORCENDO,PÔ!!!!!

  • alô, um passo de cada vez. o ultimo titulo foi em 1995 com jogadores que sempre vai ser idolatrado, pela responsabilidade de usar este manto. eles provarão que merece respeito de todos botafoguense, o time do momento bem trabalhado tem grande chance de conquistar o titulo. para que isso aconteça, eles devem tomar como exemplo o grupo de 1995. apezar do pouco tempo de entrozamento do elenco. confio muito neste grupo. e com uma vantagen. quase todos jogadores impotante tem contrato com longa duração, assim começa um time campeão. eu acreditôôôôôôôôôôôôôôô.! saldações torcida alvinegra.!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • concordo com todas colocações. amigo osvaldo,

  • Não é de hoje que o flamenguista Paulo Schmitt nos persegue! Se as coisas no STJD forem feitas como são feitas as demais coisas neste país, não duvido que o objetivo desse tal procurador seja o de tirar dinheiro do clube mediante tais ameaças e perseguições! Como pode um procurador exercer suas funções em razão tão somente de suas preferências pessoais? Pior, tendo se dito flamenguista, como pode ele procurar o que incomode ao seu clube? Que fez ele em relação aos jogadores do Flamengo que conbinaram forçar a barra para tomarem cartão amarelo? Isto não é anti-esportivo e não estaria mais dentro de suas atribuições? Por que ele nada procura contra o Flamengo? Desconfio que ele tenha objetivo políticos futuros! Só isto explicaria seu desejo em aparecer tanto!

  • Vendo o time atual do Botafogo jogar, eu acabo entendendo a razão porque somos tão críticos em relação ao que ele produz em campo! Juro que chega a me dar uma imensa raiva ver o time rodando a bola sem qualquer objetividade outra senão ver o tempo passar! De que nos vale ter o domínio da bola na maioria dos jogos e não traduzir tal domínio em gols? No primeiro tempo do jogo contra o Figueirense, enquanto este tudo fazia para logo definir a jogada em pouco tempo, o Botafogo trocava cerva de 15 passes para ir do meio campo à área do adversário inutilmente! O Botafogo esqueceu que no futebol só ganha jogo quem chuta a gol! Hoje nem o Loco lembrou-se disto a contento! O time do Caio Jr gasta tanto a bola em campo que ela chega a ficar quadrada! E pior, não a chuta em direção do gol nem para nos tirar uma dor de cabeça! Enquanto chutamos, ao todo, 3 vezes em todo o 1º tempo, o Figueira chutou 8 ou 9 vezes! Que diabo de domínio de bola é este que não se traduz em resultado no placar? Chega de tantos passes trocados para nada! Estamos chegando aos 15 minutos do segundo tempo e pelo que estamos vendo, a coisa vai continuar preta! Mas, vamos continuar torcendo, apesar do Jeferson!

  • Sergio Luis

    Onde estão os “especialistas” que defendem esse time do Botafogo? Mais uma vez o time jogou mal e praticamente não ameaçou o Figueirense! Jeferson falhou em outra saída do gol, embora novamente os atacantes estivessem livres para cabecear, mas ou sai para decidir ou fica no gol e tenta defender. O meio de campo continua sem inspiração ofensiva: Maicosuel cisca muito e produz pouco e Elkeson parece que acomodou-se, não tem mais aquele fulgor dos primeiros jogos. Herrera, ele jogou? Alessandro, ridículo, chutou uam bola para o alto na defesa e matou uma boa jogada no ataque pois não sabia o que fazia com aquele ser estranho, redondinho, a sua frente… O “técnico” Caio Jr colocou seu amigo Alexandre Oliveira, só no Botafogo acontece isso, que não corre, não marca, não chuta, não faz nada! É dessa falta de ambição de que sempre falo: contratar jogadores meia bomba, investir pouco, almejar classificações ao invés de títulos… Precisamos de pessoas com mentalidade vencedora, desde o técnico até o presidente! O time parece que entra em marcha-lenta, não tem disposição para vencer, se contenta com pouco. Será que a culpa é só do técnico que não consegue passar um espírito guerreiro para os jogadores? Será que a diretoria e comissão técnica não vêem que jogadores como Alessandro, Herrera, Somália, Alexandre Oliveira e outros não estão à altura de um clube como o Botafogo? Ou tem algo pior por trás disso? Apesar de meu nome estar incluído em uma lista de suposta oposição não pertenço a nenhuma corrente política, fui associado em 1977 quando tinha 10 anos de idade, depois virei apenas mais um torcedor apaixonado pela Estrela Solitária.Tudo que espero é que quem comande o clube tenha paixão e a grandeza proporcional ao clube. Quando Bebeto de Freitas assumiu, senti que o Botafogo estava salvo de ser apequenado, pois o mesmo colocou seu prestígio e seu passado de família botafoguense à serviço do Botafogo, e mesmo assim essa diretoria cometeu a ingratidão de expulsá-lo do quadro social. A minha esperança é de que um dia Bernardinho venha a assumir a presidência e transforme o Botafogo em um clube com espírito vencedor! SAN

MaisRecentes

A verdadeira história sobre o atacante Ortega



Continue Lendo

Botafoguenses devem se orgulhar do título da Série B



Continue Lendo

OPINIÃO: Torcedores do Botafogo pagaram e têm todo direito de vaiar o time



Continue Lendo