Neymar e Chera não são os mesmos



neymar e chera

Esta semana, ao ser questionado pelo repórter Silvio Barsetti sobre sua vida fora de campo, Neymar evocou seus legítimos direitos individuais no mundo da fama e da fortuna e perguntou:

– Se você tivesse 24 anos, tivesse tudo que eu ganhei e tudo que eu tenho, você seria o mesmo?

Questões do tipo poderiam também envolver Jean Chera. Mas não envolverão! Aos 21 anos, depois de passar por uma dezena de clubes, o jogador teve contrato rescindido com o Santos e avisou que vai abandonar precocentemente a carreira. Ele que, como Neymar, foi cultivado no Santos com adubo de astro viu sua carreira degringolar. Quando tinha 13 anos, vivia rotina de garoto prodígio. Foi personagem do programa “Profissão Repórter”, da Rede Globo – o vídeo é facilmente encontrável na internet. Revê-lo hoje é um exercícios de contrastes, quase um choque térmico entre a alta temperatura das expectativas e o inverno da realidade. É alarmar-se com a tamanha desproporção entre aquilo que o passado prometeu e o que o futuro reservou. Na reportagem, entre imagens dos dribles mágicos que aplicava em outros garotos, o pequeno Chera dá autógrafos, fala sobre o assédio das meninas e o sonho de jogar uma Copa do Mundo pela Seleção.

Talvez a pergunta que Neymar fez ao jornalista pudesse ser adaptada por Chera a qualquer um de nós: “Se vocês tivessem 21 anos, passado por tudo que eu passei, seriam os mesmos?” Mal conhecia a vida e era tratado como suprassumo. Neymar também era. Para um, o fado sorriu. Para o outro, fez careta.

Muitas podem ser as explicações em um mundo ávido por elas. Algumas de ordem prática, outras bastante subjetivas. Desde a condução da carreira até a capacidade de reproduzir entre homens o talento exibido entre garotos. Os holofotes que se passou a dar às categorias de base, o excesso de flashes e assédios, fez com que promessas passassem a experimentar vida adulta. Mas e a blindagem funcionaria? Tudo relativo! O Inter tentou proteger Pato ao máximo e sua carreira não se desdobrou na equivalência das promessas.



MaisRecentes

Documentário mostra diálogo entre sociedade e futebol francês



Continue Lendo

Documentário mostra diálogo entre sociedade e futebol na França



Continue Lendo

O protagonismo estrangeiro no futebol brasileiro



Continue Lendo