Dentro e fora do alçapão?



vila vila vilaVila Belmiro

Um dos versos de “Leão do Mar”, marchinha do Carnaval de 1956 alçada a hino, diz: “Santos sempre Santos, dentro ou fora do Alçapão”. O estádio Urbano Caldeira, no bairro da Vila Belmiro, é orgulho para os santistas e comumente visto como amplificador das chances do time. Pequeno, seja para os antigos padrões de praças para multidões, seja para estes tempos de arenas modernosas, foi apelidado de alçapão por ser uma armadilha para os rivais. Ao mesmo tempo, a história alvinegra está coalhada de feitos magistrais longe de seus domínios. As lembranças da era de ouro, nos anos 60, remetem a uma versão do Santos cosmopolita, que assenhorou-se de estádios maiores, como Pacaembu e Maracanã, pela arte do seu jogo. Ainda assim, nessa época de Pelé e Pepe, a Vila foi reduto de proezas e temor para quem a visitava. A célebre goleada por 11 a 0 no Botafogo-SP, com oito gols de Pelé, por exemplo, aconteceu no local.

As gestões do Santos ainda não conseguiram lidar com o caráter sui generis do clube, o único grande do país que não tem raízes em uma capital. Uma evidente vinculação excessiva do Santos à Vila “mais famosa do mundo” é apontada por especialistas em gestão esportiva e jornalistas como obstáculo para o Santos ser competitivo financeiramente nesta era de capitalismo exacerbado. Para usar uma metáfora dos pontos corridos, o clube sempre ronda o Z4 quando o assunto é média de público e arrecadação de bilheteria.

Mesmo com a predominância de seus torcedores na capital, o Peixe pouco joga na parte de cima da Serra do Mar, não contempla seus fãs paulistanos. As razões são políticas também. Mas o item técnico é o mais esgrimido. Emblemático o que acontece agora. Desde que Dorival chegou, são nove vitórias consecutivas no estádio. A arrancada tem relação direta com a Vila. O treinador já externou sua predileção por atuar no litoral. Paralelamente, o Pacaembu passa por processo de licitação e imagina-se que o consórcio vencedor terá no Santos sua “menina dos olhos”.

O aspecto técnico não pode ser colocado de lado. Ao mesmo tempo, o bolso é fundamental. Equilibrar os dois é possível. E a história mostra que “dentro ou fora do alçapão” o Santos foi e é grande. Vide 2002, quando saiu da fila. Derrotas para Ponte e Lusa na Vila quase enterraram o sonho, e triunfos sobre São Paulo e Grêmio, no mesmo estádio, abriram caminho para a final. Na primeira fase e na decisão, venceu três vezes o Corinthians na capital. Nas finais dos três títulos da Libertadores, o Peixe levou o título na Bombonera, no Monumental de Nuñez e no Pacaembu.



  • Tuco Salamanca.

    Não atribuo grandes feitos a estádios, e sim a jogadores, planejamento, foco, competência, é normal que os jogadores se sintam mais a vontade, mais confiantes no local onde jogam mais vezes, mas a história do SANTOS mostra que mesmo no quesito “técnico / esportivo” nunca existiu “viladependência”, como citou no seu texto Neto, os momentos mais gloriosos e vitoriosos do SANTOS foram longe da vila (eu incluiria na lista o primeiro jogo da final da libertadores de 62, quando o SANTOS ganhou do boca por 2 a 1 no pacaembu).
    Partindo desse princípio, o UNICO argumento que poderia ser favorável a manutenção do uso da vila belmiro, que são os resultados e desempenho no campo esportivo É ANULADO, o que sobra configura a vila belmiro como COMPLETAMENTE INVIÁVEL para o SANTOS FC, essa é uma realidade obvia, clara, possível de ser provada praticamente em todos os jogos do SANTOS FC em “casa”.
    De 2000 pra cá, quando voltou a disputar finais com frequência e conquistar titulos, estimo que a vila belmiro tenha causado prejuizo na casa dos 250 milhões ao SANTOS FC, uma média de 16 milhões por ano a menos nos cofres do clube, o numero parece exagerado, mas na verdade é MODESTO, subestimado, pois por ano, o SANTOS joga, PELO MENOS, 15 ou 20 jogos COM POTENCIAL para grandes publicos , se enquadram nessa lista de jogos os classicos regionais, as fases finais de campeonatos estaduais e copa do brasil e alguns classicos nacionais.
    Até o momento em 2015, o SANTOS foi mandante em 7 classicos e jogou duas vezes no horário da moda, que é as 11 da manhã.
    os classicos não decisivos , como os dois da primeira fase do paulista, ou os dois válidos pelo campeonato brasileiro, tinham potencial para publicos na casa dos 25 mil pagantes …
    4 x 25 mil = 100 mil que vezes 40 reais (valor médio dos ingressos) = 4 milhões …
    outros 3 classicos foram decisivos, semifinal e final do paulista, oitavas da copa do Brasil, esses teriam potencial para 35 mil pagantes … 3 x 35 mil = 105 mil x 40 reais = 4,2 milhões …
    Os dois jogos das 11 horas tinham potencial para no minimo 25 mil pagantes cada um (na vila ficou gente sem ingresso em ambos os jogos) 2 x 25 mil = 50 mil x 40 reais = 2 milhões …
    estamos no começo de setembro, com duas das três competições disputadas pelo SANTOS em 2015 ainda em andamento e o “custo vila belmiro” para o SANTOS já foi de aproximadamente 11 milhões ….
    Ainda temos, pelo menos, mais um confronto de mata mata na copa do Brasil, e 2 classicos como mandantes (sccPT e seP), ou seja, uma demanda de aproximadamente 80 mil torcedores, que x 40 reais iriam gerar mais 3,2 milhões …
    E não estamos falando de um ano onde o SANTOS disputa o titulo brasileiro (como em 2002, 2003, 2004 e 2007), ou da libertadores (2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2011) , fatores que poderiam tranquilamente aumentar o valor dos ingressos, mantendo a procura e duplicando as receitas … estamos falando de um ano “comum”.
    E nem estou considerando o prejuizo a IMAGEM do clube, que passou a ser associada a publicos ruins, receitas ruins, algo inaceitável para um clube que jamais deixou de figurar entre as 10 maiores torcidas do Pais e atualmente empata tecnicamente com a 4ª maior, esse prejuizo é incalculável, afeta dezenas de outras possíveis fontes de receita do clube, mas fiquemos por ora apenas nos numeros mensuráveis, que podem mostrar com clareza o quanto a vila belmiro é inviável para o SANTOS FC.

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    SOU PEQNO E VICE DO ITUANO POR ISSO SOU S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Dr. Karl

    A diretoria é omissa e os conselheiros provincianos. Vão insistir com a Vila até que não tenha mais como solucionar a questão financeira. O time tem que jogar onde o torcedor está, o Santos precisa mudar de casa. Na Vila jogarão as Sereias e os Sub-20, etc.

    Os clubes perceberam que o programa de sócio-torcedor com promoção de ingressos garante estádios cheios todos os jogos. Agora como o Santos vai fazer programa de sócio torcedor para a Vila se na porcaria do estádio cabem 12.000 e os torcedores estão em sua maioria na capital?

    Só não vê quem não quer…

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    VICE DO ITU SO TU S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Jader Miguel

    Time do Santos tem fama mundial não é atoa, agora querem jogar só na Vila?
    Negativo, ganhamos a libertadores de 2011 no Paca. O Paca tb é nossa casa, vamos jogar e vencer em qq lugar. Chega de bairrismo, saiam da Vila um pouco. Ela é muito pequena para o Santos.

  • Ricardo

    É complicado pensar dessa forma, pois se perder, ou deixar de se classificar para Libertadores, o lado financeiro vai piorar ainda mais. É faca de dois gumes

  • disqus_1KPk65ygML

    o santos fc tem que se mudar para a capital paulista onde só a capital tem mais de dez milhões de habitante,, tem que vender a vila belmiro, ct rei pelé, e arrendar o pacaembu,,,,,,,,,,,,, ou então se tornará uma portuguesa da vida.

  • Jader Miguel

    Não tem que vender Vila porra nenhuma. Tem que ter mais de um lugar para jogar. Não pode ser time de apenas um estádio, tem que jogar bem, e conquistar os torcedores , como em várias épocas, inclusive pós era Pelé. Todas as gerações de meninos da Vila jogaram bem fora da Vila, e inclusive o time da época do G10, Giovanni. Essa mentalidade de só jogar na Vila é muito pequena . Tem que jogar bem no Paca, Maraca, Morumba, Mineirão, Beira Rio , no Lixão de Itaquera, no estádio da W TORRE. etc.

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    MEU CT TA PENHORADU MINHA VILINHA MIMOSA TA PENHORADU SOU VICE DO ITUANO MAS SOU S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • ahmed

    Tem q fazer uma parceria a longo prazo e arrendar o Pacaembu para se tornar a nova arena do Santos , certeza q além dos torcedores da grande SP iria atrair muitos de outros estados ….questão de logistica

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    SOU PEQNO VICE DO ITUANO SOU S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    SOU MENOR Q O CHAPECO E VICE DO ITUANO SOU S@N7X1 KKKKKKKKKK

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    SOU MENOR Q O CHAPEKO E VICE DO GRANDE ITUANO MAS SOU S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • O DONO DO MUNDO SEM FAX

    ESTÁDIO PARA O SAN7OS TEM QUER CAPACIDADE PARA 7 MIL IDOSOS NO MAXIMO E QUE CAIBA NO ESTACIONAMENTO PELO MENOS 100 PERUA KOMBIS KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • O DONO DO MUNDO SEM FAX

    PARA A SUA TORCIDA DE IDOSO COLOQUE 10 MIL NO PACAEMBU EM JOGOS NO MEIO DE SEMANA, O INGRESSO PARA APOSENTADO TEM QUE SER DE GRAÇA E O RESTANTE PAGA $5 REAL KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • O DONO DO MUNDO SEM FAX

    O ÚNICO JEITO DO SAN7OS LOTAR UM ESTÁDIO PARA 10 MIL IDOSOS É NÃO COBRAR O INGRESSO DE APOSENTADO! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • O DONO DO MUNDO SEM FAX

    TORCIDA JOVEM SÓ NA FAIXA DA TORCIDA, É TUDO VELHOTE E APOSENTADO DA DILMA! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Santista Honesto

    vc tem pai, ou deve ter sido cagado?

  • Santista Honesto

    pacaembu já!!!!

  • Mario

    Infelizmente o peixe é o clube certo fundado na cidade errada. Tem q urgentemente a pensar em alguma solução, pois a cada ano q passa fica mais difícil arrumar bons patrocinadores, e infelizmente a bilheteria na cidade de Santos é muito baixa, causando constantemente até prejuízos. E mais a revelação e venda de jogadores da base cada dia fica mais complicada, pela forte concorrência q apareceu nos ultimos anos e também pelos milhares de empresários q se multiplicarem pelo esse país afora. Trazer jogos pr o Pacaembu seria uma solução, mas o problema é q qdo o mando é do peixe jogar contra o trio de lata aqui na Capital é dar ouro pr o bandido, e qdo o peixe quer jogar no Pacaembu contra outros times se tem programado outro jogo na Capital a PM bloqueia o jogo do peixe. Portanto não tão fácil como pensamos, mas tem q se arrumar uma solução, pois não querendo ser pessimista, se a receita não começar aumentar,não sei não o q pode acontecer com o peixe.

  • noroberto paulo sobrinho

    meu caro Ahmed respondi o seu comentário.mas esses bolhas do lancenet,não pubricaram.concordo com voce.o pacaembu tem que virar a arena do SANTOS,sou de S.J.C,aqui tem muitos santistas,pra ir ate sp so 90km se for pra santos +72km ai fica compricado,com certeza a galera santista do vale do parayba,marcaria presença,tinha que ter alguém dentro do S.F.C com essa mentalidade e idea boa,como a sua,parabens.desculpe por opinar nessa pagina,

  • Edmar

    PACAEMBU FICA MUITO DIFÍCIL É LUGAR PRA TIME GRANDE MAS ESTOU AQUI PRA AJUDAR A SARDINHA COM ALGUMAS IDÉIAS, VEJAMOS:
    1. DIVIDIR COM PORTUGUESA DE DESPORTOS O CAMPO JÁ QUE A LUSA TÁ NA TERCEIRA DIVISÃO;
    2. PEDIR PRA USAR O PACAEMBU SEM PAGAR (APRESENTANDO ATESTADO DE POBREZA)
    3. ALUGAR A FAZENDINHA DESDE QUE PAGUE ADIANTADO E COM GARANTIAS QUE NÃO VÃO ROUBAR NADA (DA ÚLTIMA VEZ QUE JOGARAM EM ITAQUERA ROUBARAM ATÉ PAPEL HIGIÊNICO).

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    SOU MENOR Q A MACAC3 SOU PEQNO S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • MODESTO PANGAREEEEEEEEEEEEEEEE

    SOU MENOR Q A MACAC3 SOU DO INTERIO E PEQNO SOU S@N7X1 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

MaisRecentes

Um Dérbi sob o signo da invencibilidade



Continue Lendo

Ceni e Mancini, vítimas de cartolas inconvictos



Continue Lendo

Cristiano Ronaldo, uma máquina de obstinação



Continue Lendo