Quando tamanho de torcida é documento



torcida verdão Verdão assumiu segundo lugar em ranking de sócios-torcedores (FOTO: Ari Ferreira)

O tamanho da torcida é documento no botequim, na praia entre caipirinhas, no escritório ou no churrasco em família. Quando sai uma pesquisa, o sujeito pode gabar-se de que seu clube tem mais fãs que o do vizinho, do primo de segundo grau, do cunhado ou do jornaleiro. O fato alimenta autoestima, dado que quantidade, volume, é um fetiche da modernidade. Mas a massa, a nação, significa o que além do status? Esse patrimônio não faz sentido por si só, precisa ser explorado. O apaixonado por um time – não custa lembrar que entre os milhões que se dizem torcedores de dada agremiação há parcela que são simpatizantes – precisa ser consumidor dele para que os ganhos sejam práticos. Se o sujeito contribui para a estatística de um clube, mas não para seus cofres, é um desperdício. Essa, ao menos, é a lógica óbvia do futebol imerso no mundo capitalista.

Parece, então, que os clubes brasileiros acordaram para o tal potencial inexplorado. Algo que gigantes europeus já fazem há um bocado de tempo enfim começa a entrar no receituário por aqui. Dois são os exemplos mais fortes: os programas de sócio-torcedor e os novos estádios. São duas árvores frondosas cuja raiz são os seguidores. As ações de fidelização, que rendem um agitado ranking de adesão – os palmeirenses comemoraram no fim de semana o posto de vice-líderes no quesito, só atrás do Inter –, injetam milhões nos cofres não só com a possibilidade de o aderente ter abatimento no preço dos ingressos como receber mimos que acarinham sua condição de apaixonado.

De certa forma, o torcedor passa a ser responsável direto por boa parte do sustento do clube e mantenedor de sua grandeza. O dinheiro dos direitos de transmissão na TV e patrocínio de camisa são obtidos, claro, em função do prestígio de um clube, de sua visibilidade, o que é diretamente proporcional a seu número de fãs. Porém, os novos passos têm vínculo mais direto, pois os recursos saem do bolso do fã para a conta do clube. Tanto os programas de sócio-torcedor quanto estádios com melhor estrutura propõem a relação direta com o público.

Essa realidade abraçou todos os grandes clubes do país, ainda que os modelos sejam adaptados. Os cariocas ficam à mercê do consórcio do Maracanã e não veem o mesmo horizonte de receita no tópico de estádio em comparação com o Trio de Ferro paulista, por exemplo. O Flamengo, dado seu explosivo potencial, consegue mandar jogos em outras localidades, como Manaus, e faturar com o fato de ter torcida expressiva em qualquer canto do mapa nacional. O Cruzeiro, que também tem que se dobrar às exigências dos controladores do Mineirão, conseguiu rechear seus bolsos com sócio-torcedor, programa apontado como principal responsável pelo sustento do time que conquistou o bicampeonato brasileiro.

O futebol local caminha para um inegável novo estágio, com o torcedor tendo papel ativo nas receitas. Diante disso não custa sonhar com o dia em que os clubes passem a não perder jogadores para países da periferia da bola.



  • Ric

    vasco e Botafogo usam a federação como laranja. como vocês acham que eles recebem o dinheiro do Guaravita.

  • Alessandro

    Maior torcida só se dá através de números reais, pesquisas são falsas, ate em eleições erram feio, imagine em futebol.
    Nunca vi ou ouvi falar q alguém foi entrevistado nessas pesquisas e outra, a pessoa do instituto q ta entrevistando torce p/ algum time e se quiser colocar votos para o time dele, coloca, esse negocio de pesquisa é bem fútil, não dá p/ acreditar.
    Pra ter um base mais real, tem q contar o numero de torcedores em redes sociais, media de públicos dos últimos campeonatos brasileiros e índices de audiências em TV aberta.
    Isso são números bem mais reais q “pesquisas”.

  • joao de deus da costa rabelo

    Nao adianta ninguem mais ninguem falar nada que a maior e mais preparada torcida do
    mundo a do mengao queridao nao tem igual no mundo, nos somos diferenciado das outras
    primeiro pela cores segundo pela nossa maior massa do mundo, nos somos os maiores e
    mais inspirados torcedores do mundo inteiro.

  • Nelson

    Entre os times Brasileiros quem neste ano vai sofrer e muito é o fluminense assim como o Corinthians o Flu deverá perder vários jogadores, já o Corinthians fez o absurdo de pagar uma quantia astronômica para um técnico ruim, o Cruzeiro vendeu seus melhores jogadores, agora o PALMEIRAS por enquanto do meio para frente é um time muito rápido com jogadores que sabem muito bem oque fazer no ataque e o menino Gabriel Jesus é rápido inteligente e finaliza muito bem e os zagueiros são bons com introzamento o PALMEIRAS irá se tornar 1 time a ser batido……………….

  • ed vieira

    esta é uma grande verdade,não adianta ter 30 milhões de torcedores supostamente,quando 99% desses torcedores além de não ajudarem o clube em nada ainda contribuem com a pirataria comprando camisas,bandeiras,bonés etc….

  • O que adianta ter 30 milhões de torcedores no Brasil se no Rio de Janeiro tem pouco mais de seis milhões de habitantes? São todos torcedores do Flamengo? Nessa de sócio os paulistas são os maiores.

  • Giorgio

    Engraçado o ilustre jornalista falar de programa sócio torcedor e não citar a Sociedade Esportiva Palmeiras que no presente mês bateu todos os recordes de filiação com mais de 20 mil novos torcedores. Aproveitou o sucesso do Palestra mas não o gratificou. #Textopobre!

  • Ruan Santos

    O importante é ter torcida com qualidade e não quantidade.

  • Anderson

    Número sem qualidade tem pouca valia.
    O Verdão é o 5º maior consumidor de produto Addidas no mundo.
    A importância só é menor que o amor pelo clube.

  • Reinaldo Stein

    A “lógica capitalista do futebol” não se restringe apenas à relação torcedor/clube, ela alimenta uma indústria do lazer, onde além de jogadores, comissões técnicas e funcionários do clube, outras categorias são beneficiadas pelo torcedor consumidor, tais como jornalistas, fotógrafos, comentaristas, apresentadores, dentre milhares de funcionários dos meios de comunicação subsistem em seu seio… O torcedor na verdade é o consumidor final, pois é ele o alvo de patrocinadores, órgãos de comunicação, marqueteiros, enfim, uma gama de “investidores capitalistas” do mundo do futebol. Tudo que se escreve sobre futebol, por exemplo, é consumido por torcedores, sem que os cofres do clube sejam alterados, pois a imprensa “futebolista” (que inclui este artigo), vive dos recursos de propagandas anexadas aos seus produtos, que muitas vezes são pagos pelos próprios clubes, como forma de manipular o conteúdo das informações que serão ofertadas ao torcedor…
    Assim sendo, falar de capitalismo na relação torcedor/clube por quem vive desta relação, tira seu sustento de forma sistemática da paixão do torcedor, chega a ser engraçado… Falo isso pela adoção de uma imagem “alienada” do torcedor, que se despreende do texto, como se fosse um tolo manipulado por “mimos”… É uma matéria que veladamente ironiza a paixão de quem adere ao programa sócio-torcedor pela sua passionalidade e sua fragilidade emocional, que pode render fortunas aos clubes… E os jornalistas que recebem para escrever sobre o futebol, também não vendem algo? Não são capitalistas? Tudo isso esta em voga por um único motivo: o AVANTI PALMEIRAS está alterando o status de poder no futebol, e tem muita gente incomodada com isso, então atacar a paixão do torcedor, ironizá-la, diminuí-la, tem como objetivo refrear o crescimento do programa de sócios do Palmeiras… O torcedor é apaixonado, mas pensa caro jornalista, talvez mais do que vocês gostariam…

  • tito

    Também há que se levar em conta a renda média da torcida. Te muito time que se vangloria de ter as maiores torcidas do Brasil, porém com grande parcela destas nas classes D e E, ou seja, com potencial de consumo bem menor. Caso do Internacional demonstra bem isto….

  • Leandro

    Alessandro:

    Isso não é uma pesquisa, e sim dados de cada sede do seu sócio torcedor!
    Pesquisa sobre tamanho de torcida eu também não acredito, até porque fizeram uma ano passado e disseram que a torcida do Vasco é maior que a do Palmeiras.
    detalhe que a pesquisa foi feita 60% no Rio.

    Referente ao sócio torcedor, não tem erro!
    Somos a 2° maior do Brasil e 11° do mundo, POR ENQUANTO!

  • Eduardo

    O São Paulo é o típico clube com muitos simpatizantes, especialmente mulheres, e poucos torcedores.
    Tirando o público da Libertadores a arrecadação do time costuma ser baixo.

  • LEONARDO TOZELLI

    Torcida tem que ter qualidade e não volume, porque senão fica sem sentido, observamos os maiores clubes da Europa, mesmo não tendo a maior torcida são os mais ricos, o que manda é a qualidade do torcedor, que vai ao estádio todo jogo, que gasta com produtos oficiais, esse sim é torcedor…, esse sim podemos dizer que tem maior torcida o clube que mais arrecada, e observamos que o clube que tem qualidade na torcida são os que mais recebem investimentos de empresas internacionais e nacionais, tudo com pesquisas de marketing.

  • pedro tavore

    bom dia isso e fato maior torcida e aquela que enche estadio e maior numeros de socio torcedor o resto e idiotas conversando agua e bebados em butecos.

  • Quero parabenizar essa matéria: o jornalista foi imparcial, não foi tendencioso, coisa rara nos dias de hoje. Quiçá fossem todos assim, dessa forma o esporte e perincipalmente o futebol ganharia muito com esse tipo de reportagem. Enfatizando, parabéns!!!

  • Bush

    As pesquisas de torcida são feitas através de amostragem portanto não podem ser levadas em consideração. O que realmente importa para o time são os torcedores que colaboram financeiramente com este, seja frequentando estádios, aderindo aos programas de sócio-torcedor ou consumindo de fato algum produto do time. O que adianta ter milhões de torcedores sendo que não se importam com o time? se perde ou ganha dá igual ou ficam sabendo só porque o amigo do escritório brincou? Se é torcedor de verdade que coloque seu dinheiro no clube.

  • Roberto Donizetti Zanotti

    Parabens pela matéria , ilustrativa , inteligente e momento oportuno.

  • William

    O numero de torcedores é uma falsa estimativa de renda, vemos o flamengo e o corinthians as 2 maiores torcidas do Brasil, e nenhum dos dois clubes estão no top 3° de socio torcedores , o Palmeiras vende mais camisa OFICIAL que o corinthians e o flamengo… cadê os 30 milhoes de torcedores ? HAHAHAHA

  • jorji

    Em clubes brasileiros talvez, mas em clubes da Europa o que vale é ter um grande investidor.

  • candango

    continuando assim o verdão que já é gigante daqui uns 2 anos vai ser o clube mais rico do brasil e vai ser campeão de tudo! escreve isso ai…

  • Saudação a nação do gigante verde!!! A torcida do palmeiras está mostrando o seu real tamanho e fanatismo….Avanti PAlmeiras

  • TRIHEXA

    NÃO ADIANTA FALAR DE TORCIDA VEJAM OS CASOS DE FLAMENGO E CURINTIAN. DOIS CLUBES QUE EM NADA USUFRUEM COM SUAS TORCIDAS. FUTEBOL É GESTAO ,PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO. SE NÃO VEJAMOS: O FLAMENGO DESDE 1981 NÃO GANHA LIBERTADORES E NEM MUNDIAL.BRASILEIRO ENTÃO GRAÇAS A UM JOGADOR CHAMADO ZICO QUE O ELEVOU A GANHAR 03 SE NÃO ATÉ HOJE NA FILA. O CURINTIAN ESSE ENTÃO PRECISOU DE 100 ANOS PARA GANHAR 01 LIBERTADORES (PARA PARTICIPAR DE CAMPEONATO MUNDIAL SÓ ATRAVES DA LIBERTADORES) O BRASILEIRO SÓ COMEÇOU A GANHAR A PARTIR DE 90.
    HOJE TEM UM ESTÁDIO COM DINHEIRO DO ESTADO E DA PREFEITURA E ESTÁ VENDENDO O ALMOÇO PARA PAGAR O JANTAR É SÓ VER AS ULTIMAS NOTÍCIAS, NEM O DÉCIMO SALÁRIO TINHA DINHEIRO E POR AI VAI.

    TORCIDA É UM COMPLEMENTO DE TODA UMA ESTRUTURA DE ORGANIZAÇÃO. POR QUE NÃO AJUDAM OS SEUS CLUBES COMO SÓCIOS TORCEDORES?

    PORQUE NÃO COMPRAM OS PRODUTOS OFICIAIS? NAO SÃO MAIORES DO MUNDO? A ULTIMA PESQUISA DE PRODUTOS LICENCIADOS( OFICIAIS) A DIFERENÇA É MUITO PEQUENA ENTRE OS 03. FLA, CURINTIAN E O SÃO PAULO.

    É COMO SEMPRE EU DIGO SE TORCIDA GANHASSE JOGO TODO ANO SERIAM CAMPEÕES DE BRASILEIRO E NÃO PASSARIAM TANTO TEMPO NA FILA PARA GANHAR O TÍTULO MAIS IMPORTANTE. A NÃO SER QUE CARIOCÃO E PAULISTÃO SEJAM TÍTULOS INTERNACIONAIS.

  • JORGE

    O Londrina Esporte Clube, o Tubarão campeão paranaense de 2014 e recém promovido à Série C do Campeonato Brasileiro, está em primeiro lugar, na Região Metropolitana de Londrina, em número de sócios-torcedores! Está com aproximadamente 1200 sócios!

  • emilio

    Os torcedores santistas, como todos os demais, são fanáticos pelo seu time. Apenas com uma diferença capital! Os santistas acostumados à vitórias, gols, títulos e futebol bonito, há mais de 100 anos, sempre cresce ouvindo dos mais velhos as glórias do SFC. Basta ler sua história. E isso traz uma consequência- Exigem das diretorias times bons tecnicamente, competitivos e jogando no ataque! É o Time que mais fez gols no mundo! Quando isso acontece, lotam qualquer estádio! Basta ver o público do Pacaembú em 2011 na Libertadores, ano em que foi campeão! E basta ver o público do Morumbi em 2012, na final do Paulista contra o Guarani!, ano que conquistou o tri! Jogos de uma só torcida, a santista e record de público em ambos os estádios, naquele ano!
    Portanto para o SFC, mais do que para os demais clubes, é fundamental ter time de craques. Aí a torcida já provou que comparece! Neste Paulista, se o técnico não inventar moda na escalação, com certeza lotará estádios! Mas é claro que em qualquer situação – Robinho- Elano- Ricardo Oliveira- Renato- Gabriel- Gustavo Henrique e Caju tem que jogar sempre!

  • ANTI X IMPÉRIO DO SMALL

    pal m eiras esta muito badalado pela mídia mas contratou de baciada e é um time comum nada demais o santos vai surpreender com Robinho, lucas lima, Ricardo oliveira ,elano, assim como o palmeiras tem um técnico meia boca enderson assim como o palmeiras Osvaldo estes caras numca chutaram uma bola e são chamados de professor o Doriva do ituano pos este mané do Osvaldo no bolso o ano passado com um time bem inferior

  • Boa noite Palestrinos!

    O Palmeiras, queiram ou não, já é uma referência em gestão desportiva com estrutura empresarial. Felizes somos nós que denominados como Academia de Futebol, somos agora no presente uma forte referência de como gerir um clube.
    No tocante ao número de torcidas por clubes, estamos em uma realidade que se define por qualidade e não por quantidade. Quanto ‘as diretrizes executivas adotadas pelo Palmeiras, nota-se um recalque imenso da imprensa gambá. Exemplo claro nesta semana, demonstrado de forma muito contundente pelo Sr Juca Kifouri (não sei se o sobrenome deste infeliz se escreve deste modo), deu declarações em discursos e em blogs demonstrando o quanto está recalcado.
    Mas enfim, no tocante ‘a torcida com qualidade, devo mencionar o comentário do colega Reinaldo Stein, que em minha opinião, se saiu bem melhor do que o próprio comentário deste blog. Sei que pelo tom do comentário, talvez não haja dúvidas, mas acho que o Reinaldo é um legítimo Palestrino.

    Aqui é Palestra!
    Octo Campeão BR, Primeiro Campeão Mundial de Clubes e ainda Campeão do Século XX.

  • ponta esquerda

    sócio-torcedor é um idiota a serviço das máfias… vai alimentar inescrupulosos inimigos do seu time de coração que se dizem torcedores, que torcem mesmo o pescoço do torcedor, engasgando-os… nosso SantosFC é a mais bem acabada tese desse crime na atualidade… o futebol acabou!

  • Claudinei Buccioli

    Boa matéria, o que acho mais interessante, é que nossa imprensa costuma valorizar o que a Europa faz, mas esquece de ressaltar quando aqui se faz e bem feito! Toda esta reviravolta financeira do Palmeiras, tem o mérito e a coragem do Sr paulo Nobre e o projeto do Sr Brunoro, não podemos esquecer que foram eles que forma quase execrados pela mídia e correram sério riscos para o Verdão chegar à este nível!!!

  • tri-libertadores

    O futebol brasileiro está muito atrasado, como o país. Nós precisamos consumir produtos oficiais dos clubes para sermos grandes. Esse negócio de comprar produtos de torcidas organizadas vai levar esses times, ditos , grandões a falência. Comprem as camisas oficiais de seus clubes para engrandece-los. Deixem os piratas no acostamento.

MaisRecentes

No bipolar Brasileirão, o futebol é obra inconclusa



Continue Lendo

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo