O bem que Paulo André já fez



Paulo André já fez muito bem ao futebol brasileiro. Trouxe um bocado de vitalidade crítica a um meio acostumado a ser cordeiro, a abaixar a cabeça para os patrões e lamber suas botas. Os jogadores brasileiros pouca voz tiveram e têm, ainda. Culpa de um país onde a educação é a enésima prioridade.  Nossa cultura da bola é aquela em que o cartola paternaliza e oprime, que faz as normas sem pensar em quem por elas é atingida diretamente. O bom zagueiro e ótima cabeça que agora deixa o Corinthians para jogar no extremo oriente deu a cara a tapa ao colocar sua massa cinzenta a serviço de causas legítimas e urgentes. Um calendário que privilegie condições racionais de trabalho e, por tabela, torne o ‘produto futebol’ por aqui algo decente. Todos se beneficiariam (ou se beneficiarão, porque, ao contrário da atmosfera pessimista, acho que as mudanças virão), talvez exceto alguns pútridos cartolas que só veem sentido no odor do poder a qualquer preço. Para estes, a mudança, a democratização do comando, é um tiro no peito.

Sofrendo muita resistência, inclusive em meio a jogadores, que parecem conspirar contra a própria profissão,  Paulo André resolveu agir. Uniu-se às cabeças pensantes do esporte estigmatizado pelas respostas pasteurizadas e sem reflexão e começou a bater bumbo. Fundou um movimento, provocou gestos e estendeu faixas antes dos jogos, cutucou a alta corte, trouxe o debate.  Aos 30 anos, o zagueiro que escreve, pinta e pensa deu um sopro por aqui. Sua obra já está feita. Se não tem o carisma de Sócrates, um ícone do jogador politizado e indignado com o estado de coisas e o mandonismo da Casa Grande, produziu barulho.

Paulo André para, ouve, reflete e fala. Não muda o tom. Tem sabedoria. Chutar a bola não anula neurônios. É possível conciliar o jogo com a reflexão e o espírito crítico. Nesses meses de “tomada da Bastilha” teve a seu lado figuras de raciocínio. como Juninho Pernambucano, Alex e Rogério Ceni. Gente madura, instruída e que não quer ser feita de boba. Gente que abraçou a iniciativa e percebeu que algo precisa ser feito. Que os artistas não podem ser manipulados pelos homens que tricotam em salas geladas suas perpetuações no poder.

Vai para a China encher as burras, um direito seu, uma oportunidade que lhe apareceu. Interessa aqui o que fez em prol do coletivo. Que novos Paulos Andrés surjam nestes tristes trópicos mentais.



  • Paulo Pontes

    Que bom que um jornalista, tenha coragem de colocar as palavras certas no momento certo, pois nosso futebol, só será como antes, respeitado, quando aparecerem novos Paulos Andrés, sempre apoiei o Bom Senso e se este estado de coisas que veem acontecendo no futebol brasileiro, e aí incluo, CBF, STJD, Rede Globo de Televisão e regulamentos que dão margem a uma série de maracutaias, não tomarem um novo rumo, vamos continuar patinando sem sair do lugar. Parabéns.

  • natalino

    tu é um fanfarrão neto, achar q paulo andré fez bem ao futebol, é como achar que fernando collor que abriu o livre comercio que desenvolveu o país, achar que o brasil desenvolveu com Lula e dilma crescendo 1,5% ao ano enquanto chile cresce o dobro, achar que o maranhão é uma maravilha como diz os sarneys, é achar que o crescimento previsto pelo economista do governo vai acontecer…………seja curintia como dizem vcs. ……………somos bobos quando se fala de futebol mas tbm não exagera.

  • Luiz

    Querem transformar esse Paulo André num revolucionário de qualquer forma, da única vez que o vi num debate foi humilhado pelo Eurico Miranda. Sou a favor de mudanças no futebol brasileiro, mas o que esse Paulo André fez além de fugir pra China? Se fosse um idealista mesmo teria ficado, mas não é mais que um pseudo intelectual, marionete do Sanches, achou que por jogar no Corintians teria aprovação, mas esqueceu que é um clube com uma rejeição muito maior que o tamanho da sua torcida.

  • Breno

    OPINIÃO DO GALVÃO…….Como jogador de futebol, medíocre. Perguntem ao Paulo André e aos demais adeptos do “Bom Senso” se eles concordam em jogar apenas uma vez por semana, em horários mais adequados (20:00 por exemplo), porém, recebendo a metade das fábulas de dinheiro que ganham entre salários, prêmios, etc.

    Querem melhores condições, com menos jogos, menos viagens, porém com os mesmos rendimentos. Se não estão satisfeitos, saiam do meio do futebol e tentem a sorte em outros segmentos, arrisquem-se a trabalhar 8 horas por dia, com enorme concorrência e salários pífios em relação ao que atualmente é praticado no futebol.

  • herrera

    Não sou corintiano, mas esse Paulo André é o cara. O futebol brasileiro deve muito a ele, principalmente com as mudanças que o futebol sofrerá.
    Parabéns Paulo, torço para seu sucesso, você merece!!!!

  • lupuz

    Sem duvida(kkkkkkkk),marionete dos intelectualoides,os mesmos da lei edson arantes do nascimento,lei safada e sem vergonha que entregou nosso futebol a:”agentes e empresários”

  • Alvaro

    Neto, bom dia.

    Parabéns, perfeito o seu comentário, o Paulo André foi e é algo diferenciado no meio.
    E você com o seu comentário também, pois já li em outros sites, jornalistas cobrando a ida dele para a China, perguntando se este é um papel do líder. Ora, o cara vai acertar a vida dele, tem uma carreira de no máximo quatro anos pela frente, pelos padrões do futebol atual, tem que se preocupar com ele também. Deixa uma situação que está incomodando os pseudos donos do futebol,, e esperto que Fernando Prass, Juninho, Alex, Rogério Ceni, Dida e tantos outros envolvidos não deixem a idéia morrer, pois o Bom Senso já é um fato, que o diga Marin, Del Polo, Eurico Miranda, os ainda coronéis do nosso pobre futebol. Pobre fora do campo..

  • Cristiano

    Concordo com você em tudo, só falta pra ele aprender a jogar bola.

  • toninho

    voce so pode estar de brincadeira amigo.

    Paulo andré ja fez muito para o futebol??

    que absurdo cara

  • Danilo Henrique

    Uma pena um jogador com esse pensamento e ainda bom de bola, ir embora de nosso futebol.
    Fico agora a pensar…será que tudo que ele fez em pró do futebol brasileiro foi em vão?
    E o Bom Senso vai continuar?
    Parece que jogadores profissionais nesse país, não são bem vindos, cito um por exemplo, o goleiro Rogério Ceni, nem sua própria torcida o aprova…Mas você já viu algum escândalo de fora dos gramados?
    Precisamos de mais jogadores com cabeças pensantes, inteligêntes e não dançarinhos de leque…leque e beberrões da noite!

  • Jurandir Silva

    Bela cronica…

    concordo com td o que vc argumentou… principalmente as criticas veladas… se é que foram veladas…

  • MARIO

    É o “Bom Senso FC” sem o seu principal articulador protagonista, infelizmente vai virar ‘Bom Vento”, o vento q passou. Assim é a vida, gente boa acaba sempre indo embora, ou o Senhor leva pr si.

  • Robson Pacheco

    Perfeito!!! Que apareçam mais Paulos Andrés, que se não era uma sumidade tecnicamente, deixou claro que jogador de futebol não precisa ser alienado, que pensar não faz mal a ninguém, muito menos reivindicar o que entende ser o certo. Sei que muitos discordam das bandeiras levantadas pelo Bom Senso FC, por entenderem que jogadores ganham demais e trabalham de menos, como se os caras só trabalhassem às 4ªs e domingos, não treinassem nos outros dias, ficassem longos períodos longe das famílias, jogassem em estádios ridículos, com gramados péssimos e torcidas com o comportamento que vemos nas Libertadores da vida.
    Muitas dessas críticas vêm por questões clubísticas ou por puro recalque, inveja mesmo,pois boa parte delas vem acompanhada por um “me paga o que ele ganha…” ou “pelo salário deles eu jogaria todo dia”, enfim…
    Boa sorte Paulo André e obrigado pela sua colaboração ao Corinthians enquanto esteve em campo e ao futebol brasileiro enquanto esteve fora do campo. Quem sabe um dia tenhamos dirigentes como você na CBF e aí ela deixe de ser chamada de Casa Bandida do Futebol.

  • geraldo lourenço

    Srs.

    O Paulo André como jogador, nunca foi um cracaço, mas joga bem.
    Como cidadão, é um cara inteligênte, culto, articulado e pensa.
    Se não bastasse isso, já valeria pela luta (Bom Senso).

    Agora esses que o criticam, pode ver, são esses fortinhos de merda, que vão aos estadios para se embebedar/drogar e brigar.

    Vão procurar uma mulher.

    Esse otário também do Galvão Bueno, pergunta para ele, se ele quer reduzir o seu salário.

  • SEBASTIÃO FERREIRA DIAS

    Como somos carentes de heróis e verdadeiros idealistas, infelizmente vivemos de mitos e fantoches, senão vejamos; querem transformar o Paulo André num herói, muito pelo contrário se comportou como o pior dos políticos, todos sabemos que para um político vislumbrar um cargo ou disputa de qualquer outro pleito este tem que desincompatibilizar do cargo, para ele se envolver com política ou empunhar uma bandeira deveria se desligar da INSTITUIÇÃO CORINTHIANS, e não ficar recebendo altos salários e ficar fazendo igrejinha no clube,como que o Paulo André cospe no prato que comeu, esse atleta teve problemas de saúde e se tratou no CORINTHIANS, se projetou também neste clube.
    O que temos que entender é que o CORINTHIANS é uma empresa, ele é funcionário do clube, ele não pode jamais usar este clube como PALANQUE POLÍTICO, ou mesmo QG de sindicato, esta instituição merece respeito, seria de bom tom se ele agisse politicamente após se desligar da empresa que presta serviço, não ficar desviando o foco dos demais atletas do grupo. Outra coisa, esses falsos revolucionários na hora de assinar contrato, pedem uma fortuna, agora não querem jogar para cumprir os contratos com cifras astronômicas que assinaram. Esta turminha ai tem pro labore maior que o dono da CASAS BAHIA e do GRUPO PÃO DE AÇÚCAR. Até hoje ninguém viu LUAN SANTANA e outros artistas que ganham altos valores mensais, chegando a fazer mais de trinta shows, por mês.
    Senhores da imprensa parem de bajular estes senhores que se mostram bons moços, que aparecem de vez em quando tentar atrapalhar e dar prejuízos pras instituições, vamos respeitar quem dá emprego, e não quem suga até a última gota de leite das belas tetas dos nossos clubes – Ops, fique esperto na hora de fazer política no quintal dos chineses, lá o buraco é mais em baixo. SEBASTIÃO FERREIRA DIAS, EMPRESÁRIO, ADVOGADO DIRETOR JURÍDICO

  • Francisco Roberto

    E O QUE DE FATO FEZ DE BOM O PAULO ANDRÉ? ABSOLUTAMENTE NADA! NADINHA! PIOR, TEVE CHANCE, POIS O SEU CLUBE FOI INVADIDO, HUMILHADO NO SEU DIA E HORÁRIO DE TRABALHO, BATERAM NA CARA DE UMA DOMÉSTICA, NO MÉDICO, SÓ NÃO BATERAM NELE PORQUE ELE SE ESCONDEU, DIGA-SE CORRETAMENTE, SENÃO TERIA LEVADO CUSPE NA CARA, TAPA,PORRADA… PRONTO!!!!!!! A GRANDE CHANCE DE MOSTRAR O MARAVILHOSO REVOLUCIONÁRIO QUE ELE É… E AI??? AI???…NADA!!!!… DEPOIS DE LER QUE O SR. EDSON ARANTES DO NASCIMENTO ATRAPALHA O PELÉ…AGORA LEIO ESSA..KKKKKKKKKK…. ACHO QUE VC DEVERIA ESCREVER JUNTO COM DOMENICO, TIÃO, PHBUENO E DOQUINHA…É SÓ PRA RIR…PQ PELO JEITO VC NÃO GOSTA DE ESCREVER NADA SÉRIO NÉ????

  • Alex Viana

    Nossa, até que fim um colunista e um texto no lance que seja realmente interessante. Concordo em tudo, sem tirar nem pôr.

MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo