Mais respeito à vaia do fígado, senhor Blatter! Cadê o fair play?



A vaia é a manifestação do fígado. Brasileiros estão tão fartos de políticos e cartolas que o fígado clama. Um suíço, na pose europeia remissiva aos tempos de colonização, tentou repreender: “Cadê o respeito e o fair play”, em português com sotaque. Então veio a vaia mais altissonante, rebelde. Um uuuuuuuuuuuuuu, lá das cavernas figadais. Até senti pena da dona Dilma, um ex-militante judiada pela repressão, uma presidente bem intencionada, mas… Mesmo que a vaia parta de coxinhas, como dizem por aí, ela representa insatisfação.

O brasileiro gosta de bagunça, repete o senso comum, dando às vaias a coloração da baderna. Não é isso não. Prefiro apostar no velho “basta”. Um país, que, após viver duas décadas de podre ditadura e vive uma redemocratização a passos lentos, acostumado a ler e ouvir sobre corrupção em escala desproporcional. Não há gente de terno e gravata que se salve. Juntou multidão em eventos e discursos protacolares, bem típicos das aberturas de eventos da Fifa e de comitês olímpicos – lembremos as vaias a Lula no começo do Pan – vem a tiracolo o urro do cansaço.

Ao tentar domesticar as massas com a repreensão, o presidente da Fifa acabou bancando o ridículo. O professor europeu não entendeu que não conversava com alunos. De seu escritório em Zurique não conhece a alma brasileira e sua rotina, seu cotidiano. As vaias foram o som de tanto desmazelo. Que ele não conhece, mas nesses anos de (des)organização para as copas deve ter ouvido falar. Se bem que ele vem de um paraíso fiscal, um país que abriga muitas contas que buscam a liberdade de impostos e fugir dos olhos das autoridades nacionais.

A vaia dos milhares de fígados coléricos deve ter deixado o figado de Blatter desgostoso. Claro, ele quer palmas. Ele dirige a entidade que se orgulha de ter mais filiados que a ONU (quantas vezes ele, e seu agora proscrito antecessor, não repetiram isso?) e espera aplausos. Mas os brasileiros, com estádios financiados com dinheiros público e a provável falta de obras de mobilidade urbana prometida e o caos do dia a dia estão pra isso pouco se lixando.

A vaia de bêbado pode até não valer, como cantou Tom Zé em apoio a João Gilberto, vaiado em show de inauguração anos atrás. Mas a vaia da exaustão, de tanto espólio, é digna. Pode ser um pouco espírito da galhofa. Mas junto a ele vem o recado: “Não estamos satisfeitos com o país!”



  • CRISTIANO PEREIRA BARBOSA

    Excelente artigo!! Parabéns Valdomiro Neto. Pelo menos pessoas como você que têm o poder da escrita e de poder fazê-la chegar aos nosso computadores não se cala frente a isso e não engrossa a massa ridícula de jornalistas que querem apenas comemorar o evento sem ponderá-lo. As vaias aconteceram porque o público era composto de pessoas que trabalham e ganham seu dinheiro honestamente e se sentem injustiçados por um governo que rouba o seu dinheiro em obras supervalorizadas entregando-o a grandes empresas multinacionais e aos seus próprios bolsos. Não haveria vaia alguma se a maioria dos brasileiros que elegem esta corja gatuna do PT (Lula e Dilma e tantos mais) tivesse ganhado o Vale ingresso ou um Bolsa estádio ou fizessem parte de um financiado esquema de MSI (neste caso Movimento Sem Ingresso) que seria primo primeiro do MST, para poderem aplaudir e dizerem que nunca na história deste país houve um governo que colocasse tantos pobres em um estádio. Mas como não deram o ingresso e quem poderia pagar este preço abusivo é quem sua muito para trabalhar e poder comprar, tenha certeza que jamais aplaudiriam. Ali naquele estádio estava uma elite intelectual mas que infelizmente por conveniência e conivência do PT não vai passar de ser uma elite de minoria de votos no Brasil.

  • Fabio

    Eu também não estou satisfeito Neto, nem um pouco e achei pouco a vaias pra Dilma. Acho que sobrou um pouco pro Blatter também… Tomara que criemos vergonha na cara e damos um basta nisso tudo afinal, a esperança é a última que morre!

  • José Alexandre Ramos

    Faloooooooooooooooooooooooouuu!!!!

  • paulo

    Caros amigos esse nosso pais é infelizmente o pais da impunidade, das oligarquias que sugam a séculos o sangue é o suor do povo, hoje e desde algum tempo temos assistido uma nova turma de gatunos e sanguessugas, a turma do PT que como uma nuvem de gafanhotos cobrem o céu desde nosso belo pais com uma nuvem vermelha que infelizmente creio que demorará muito a passar, enquanto houver os bolsas familias da vida que é a nova versão do coronelismo agora numa versão eletrònica carreará a eles uma massa de milhões e milhoões de pessoas que não pensam e não estão preocupados em com esforço próprio galgar uma melhor posição na vida, para que se o governo lhes da como diria a boa frase do latim “panes et circus” a diversão e o alimento e assim turba-se a capacidade de pensar e questionar, infelizmente a classe média sempre representativa e formadora de opinião calou-se ou foi coptada pela essa doença que é o petismo, rogo aos ceus que as pessoas abram os olhos enquanto há tempo, pois sinto dizer que o tempo urge e se porventura não abrirmos os olhos logo seremos uma versão gigante da aprazível Venezuela ou do verdadeiro paraíso que deve ser Cuba, que eu seja como uma mãe Dinah e erre meus prognósticos. Em tempo, alguém em sã consciência imaginava que a copa do mundo agora e a Olimpiada em 2016 era para enaltecer o esportista brasileiro. Quanta ingenuidade se assim pensaram, pois a única marca que ficará para a historia será os recordes de roubo ao erário público o que se traduz no roubo ao seu bolso, o rescaldo que ficará de tudo isso será ricos mais ricos ainda e novos ricos de estrela no peito.

  • Julio Cezar

    Valdomiro Neto, parabéns por eu artigo. Excelente!!! ESpero que teu exemplo seja seguido por muitos jornalistas que rompam os grilhões com o poder público e se coloquem a serviço da população, informando e denunciando as malas práticas governamentais. Que sejam realmente, os informadores e fiscalizadores do bem comum… Precisamos de gente assim, de muita gente assim, que temos, apenas falta que se posicionem contra tudo de mal que esta sendo feito neste abençoado país. Forte abraço. Permita-me compartir, divulgando este texto exemplar e sério.

  • george

    Se ele pagasse tanto imposto, igual a nós, se ele ou a mãe dele dependesse do SUS, e se ele fosse aposentado; o seu instinto nazista ia não só vaiar.

  • Milton Groppo

    Valdomiro, excelente comentário. As vaias vem do fígado, como os aplausos sinceros vem do coração. O representante de uma das mais influentes organizações do mundo (FIFA), mas com tantos escândalos nas costas, não sabe nada do momento do Brasil. As vaias não eram para ele, mas para Dilma e tudo o que ela representa (justa ou injustamente). Chegando à Europa ele farará: “aqueles macacos brasileiros não tem jeito, não serão educados nunca”. Bom, no momento atual prefiro passar por macaco do que alienado. Abs.

  • Joao Miguel

    “Amigos do futebol brasileiro, onde estão o respeito e o fair-play, por favor?”

    Sr. Joseph Blatter,

    como cidadão brasileiro, sugiro que o senhor também faça algumas outras perguntas. Vou citar apenas algumas para ser breve. Por exemplo, onde estaria o fair-play dos gestores públicos na hora de fraudar licitações e fazer farra com o dinheiro público? E o fair-play no desvio de verba? Cadê? Sr. Blatter, os amigos do futebol trabalham 150 dias no ano somente pra pagar impostos pro governo… tem fair-play nisso? E na PEC 37, que tira o poder de investigação do Ministério Público? E o respeito com os professores? E o fair-play na fila dos hospitais, no transporte público caro e caótico?

    É justamente isso, Sr. Blatter! É esse fair-play ao que o senhor se refere que nós brasileiros estamos procurando. #VempraRua

    Abs!

  • ROBLEDO MAXIMINIANO

    ESSES LARAPIOS NAO TEM VERGONHA NA CARA. TUDO VAGABUNDO, QUE SE MANTEM NO PODER APENAS PARA ENRIQUECER. PARA O POVO SO IMPOSTO,IMPOSTO. CRIARAM OS BOLSAS VOTO PARA SE PERPETUAREM NO PODER, PORQUE QUEM RECEBE SEMPRE IRA VOTAR NESSA CORJA. NAO HA EXCESSAO NA POLITICA,TODOS, EU DISSE TODOS, SAO CORRUPTOS E APROVEITADOES. FORA CAMBADA DE LADRAO!

  • Roberto Raposo

    A RESPOSTA VIRÁ NAS URNAS NOVAMENTE, COMO FOI COM O LULA NA ABERTURA DOS JOGOS PANAMERICANOS. ESSA BURGUESIA PERDEDORA NÃO SE TOCA QUE VÊM PERDENDO A 10 ANOS.

  • Roberto Raposo

    Eu entendo e aceito quem pensa diferente de mim. Não xingo ninguém de corja e ladrões, sem prova. Mas, não aceitar a vontade da maioria, não é democrático e quem aceita essa falta de educação, vista pelo mundo, não tem moral para criticar ninguém.

  • Sousa

    Vai se acostumando Blatter, falta de respeito e educação são características de uma parte relevante da sociedade brasileira. Ainda tem coisa pior por vir !!!

  • Bruno Gama

    A elite resolveu vaiar…
    Os “pobres” e “sofridos” brasileiros que assistiram o jogo, afinal qualquer um pode pagar 150 reais no mínimo por um ingresso, expressaram o “retrato do povo brasileiro”. Será?
    Certamente não. O povo, a maioria, os assalariados, não estava lá.
    Parte deles estava levando bombas do lado de fora do estádio, e sendo chamados de “oportunistas” pelos organizadores da copa, pessoas da estirpe e “vulto” moral de ronaldinho “fenômeno” e cafú… seria engraçado se não fosse irônico.
    Outra parte deles estava juntando os cacos e retirando as balas de borracha de seus corpos, recuperando seus pulmões e podendo portar o “perigoso” vinagre livremente novamente, após mais uma demonstração de autoritarismo do governo paulista. Isso não é novidade.
    Não Dilma, eles nunca gostarão de você. Alguns fingem, outros não. O curioso é que o discurso do PT se esqueceu “das elites” sic, depois que

  • Bruno Gama

    A elite resolveu vaiar…
    Os “pobres” e “sofridos” brasileiros que assistiram o jogo, afinal qualquer um pode pagar 150 reais no mínimo por um ingresso, expressaram o “retrato do povo brasileiro”. Será?
    Certamente não. O povo, a maioria, os assalariados, não estava lá.
    Parte deles estava levando bombas do lado de fora do estádio, e sendo chamados de “oportunistas” pelos organizadores da copa, pessoas da estirpe e “vulto” moral de ronaldinho “fenômeno” e cafú… seria engraçado se não fosse irônico.
    Outra parte deles estava juntando os cacos e retirando as balas de borracha de seus corpos, recuperando seus pulmões e podendo portar o “perigoso” vinagre livremente novamente, após mais uma demonstração de autoritarismo do governo paulista. Isso não é novidade.
    Não Dilma, eles nunca gostarão de você. Alguns fingem, outros não. O curioso é que o discurso do PT se esqueceu “das elites” sic, depois que entrou no poder, será que eles deixaram de existir?
    O grande erro do PT é tentar agradar a elite nacional, e nada melhor para isso do que uma Copa, uma organização deste vulto, para que promotores e outros engravatados possam levar suas famílias aos estádios e ensinar aos seus filhos como xingar presidentes e narradores esportivos… É na verdade vergonhoso…
    A vergonha não é ser vaiado pelas pessoas que estavam no estádio, certamente não representativos da população brasileira… É não ter feito uma copa realmente inclusiva, com ingressos mais baratos…
    A vergonha é ter aprendido com os velhos partidos do poder brasileiro, seu jeito cínico, autoritário, siglas como PSDB, DEM, PMDB… Não espero nada destes, já mostraram o que são…
    O PT não representa mais o povo, e hoje é tão elitista quanto os direitistas desta nação…
    Vergonhoso também é o duplo padrão, principalmente da imprensa brasileira, quando jovens protestam por que seus salários estão sendo consumidos por um transporte “público” caro e ineficiente, eles são “baderneiros”, “arruaceiros”, “vândalos”… Já os pobres coitados da “revolta da coxinha” que estavam no estádio em brasília, são o “fiel retrato da legítima indignação dos brasileiros”… poupem-me…
    O mais triste é perceber que não há terceira ou quarta via, ou votamos no azul ou no vermelho, PSDB ou PT que tem sido tão parecidos ultimamente… sem falar dos outros, tão iguais que parecem irmãos gêmeos…
    Enquanto continuaremos vivendo num país mal-educado, dividido, extremamente desigual (de acordo com o índice GINI somos o 13 mais desigual), e principalmente hipócrita…

  • CRISTIANO PEREIRA BARBOSA

    Roberto Raposo e Bruno Gama, não temos as mesmas idéias mas entendam que com o PT o Brasil se tornará uma Venezuela, Cuba ou Bolívia. O poder e o dinheiro concentrado na mão do governo e não de uma classe alta do capitalismo que é em sua maioria de patrões, que se encontra numa saia justa com mão de obra ruim e impostos gordurosos. A classe pobre que vocês pensam estar fazendo justiça diminuindo a tal pobreza da nação, não melhora em nada pois saúde e educação só piora. Da classe pobre o seu PT só quer o voto comprado permissivamente pelas centenas de Bolsas desorganizadas e sem critérios mas com enorme volume que garantirá à corja Petista anos e anos de re-eleição pois cada cidadão tem direito a um voto.

MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo