Danilo e Paulinho, os silêncios decisivos do Timão



No Corinthians ganha-tudo destes anos que correm dois caras merecem menção especial. Danilo e Paulinho são casos sérios, meus amigos. Aplausos para estes sujeitos. Decidem muito, propagam pouco. São os come-quietos da bola em uma era em que a imagem é a mãe de todos. Repito, sem precisar de megafone: eles decidem. São pragas para os adversários. São bálsamo para os fieis corintianos. São a pedra de toque desse time que vem enfileirando títulos. A iminente saída do volante deveria fazer os apaixonados cantarem: “O que será da minha vida sem o seu amor?”. O meia, que parece corcunda e lento, é a precisão dos gramados. Se for jogo decisivo chama o cara e esquece os problemas. É garantia de solução. E ele nem parece ter a presunção disso tudo, com jeito caipira, na fala mansa que quase dorme.

Assusta como estão sempre resolvendo paradas. Dão respostas nos jogos prenhes de interrogação. Tá difícil, mas existem eles. Pato tem a fama, eles têm a manha. Não há equações que os compliquem, reparem. O volante surge, de repente, como atacante. Troca de pele, larga o meio e situa-se na área. O meia dá as costas para tela, protege a bola e, quando a bola sobra, propõe a ela curvas muito específicas. São esfinges: anula-me ou te devoro! E, no final, são os adversários devorados. Quantas decisões têm nos seus pés? Eles decidem, já disse, para irritação dos goleiros.

Nos times de sucesso coletivo sempre há os corações individuais. Essa dupla inscreve-se no quesito. É o tatibitati desse Corinthians. Muita gente, intrigada com a facilidade que alguns têm de acessar a Seleção, não entendem como Danilo é esquecido sempre nas listas brasileiras. Tem razão estes. Tanta gente amorfa já vestiu a amarelinha. Um cara que tanto decide, que conclui destemido, que toma o jogo para si sem alarde, não merecia os tais testes? Paulinho, nesse assunto, não permite injustiças. É figura carimbada nas convocações. Há algum juizo nessa estrada, pois…

Paulinho está na infância da carreira. Danilo já caminha no trecho final. Eis uma diferença a se assinalar. O primeiro encorpa-se para um futuro europeu e na Seleção. O segundo acumula títulos e silêncios. Ambos fazem jus à deferência das arquibancadas alvinegras. Deram muito ao clube de multidão.



  • Érico Massoli

    Belo texto, Neto!!!
    Temos aí dois grandes símbolos dessa era vitoriosa!!!
    Ambos merecem o reconhecimento e a admiração pelo o que jogam dentro e fora de campo!!! A discrição e o trabalho continuam sendo receitas infalíveis pra qualquer situação!!! Além de grandes jogadores, são líderes, exemplos de conduta e valores na vida real!!! A eminente saída de Paulinho deixará um duplo vazio difícil de ser preenchido no curto e médio prazo! Afinal, ídolo não se colhe todos os dias, pois é preciso muito cultivo e seleção para encontrar cidadãos raros!!!

    Abs,

  • Belo texto, Neto!!!
    Temos aí dois grandes símbolos dessa era vitoriosa!!!
    Ambos merecem o reconhecimento e a admiração pelo o que jogam dentro e fora de campo!!! A discrição e o trabalho continuam sendo receitas infalíveis pra qualquer situação!!! Além de grandes jogadores, são líderes, exemplos de conduta e valores na vida real!!! A eminente saída de Paulinho deixará um duplo vazio difícil de ser preenchido no curto e médio prazo! Afinal, ídolo não se colhe todos os dias, pois é preciso muito cultivo e seleção para encontrar cidadãos raros!!!

    Vai Curintia!!!!

    Abs,

  • Silva

    Brilhante Texto

  • TEM UM VELHO NO TIMECO DO SANTOS QUE SEMPRE FALA MERDA SOBRE MEU TIME.
    ELE DISSE QUE NOSSA TORCIDA E DE RODOVIARIA ,MAS ELE ESTA MUITO ENGANADO NOS INVADIMOS O JAPAO E FOMOS AVIAO E TBM GANHAMOS O MUNDIAL .

    ADIVINHA QUEM E ESSE VELHO.

    XUUUUUPAAAAA LEO
    XUUUUUPAAAAA LEO

  • TEM UM VELHO NO TIMECO DO SANTOS QUE SEMPRE FALA MERDA SOBRE MEU TIME.
    ELE DISSE QUE NOSSA TORCIDA E DE RODOVIARIA ,MAS ELE ESTA MUITO ENGANADO NOS INVADIMOS O JAPAO E FOMOS AVIAO E TBM GANHAMOS O MUNDIAL .

    ADIVINHA QUEM E ESSE VELHO.

    XUUUUUPAAAAA LEO

  • Maria Rita

    Nada a acrescentar, senão, um muito obrigada aos dois de todos os corinthianos.

  • PAULO ROBERTO

    Que texto é esse em !!! Parabéns pelas palavras … corretas palavras !! Danilo e Paulinho …. são o profissionalismo em pessoa … são o respeito em pessoal .. são craques em pessoa … esses dois cidadãos podem ser realmente chamados de Jogadores de Futebol !!! não tem o que falar … vocês honram o manto sagrado .. com perfeição !!!! estarão pra sempre em meu coração

    vaiiiiiiiiii corinthianssssss

  • Marcos Lima

    Excelente texto, Neto. Se junta ao magnífico texto do André K. sobre Danilo. O mineiro de São Gotardo, cujo desejo de contratá-lo pelo ex-presidente Andrés Sanchez era criticado inclusive internamente, calou seus críticos e fez demonstrar algo que é comum para as equipes vencedoras: o seu equilíbrio tático, tateado pela sua frieza e paciência enervantes aos adversários e o comportamento ilibado, que se casa à coerência do seu Adenor. Danilo tem a técnica refinada de Sócrates, mas não seu discurso inflamado: ostenta um quê de silêncio dourado, sem se comprometer com a polêmica. Como a vida de Paulinho está começando, espero que esteja a ouvir o que o sábio Zidanilo tem a lhe passar, com a consagrada experiência de quem, por duas vezes e por rivais (algo inimaginável ser reconhecido por ambos), conquistou o local e o internacional sem contestações ao seu trabalho. Pois críticos míopes hão de haver, mas que após as conquistas se rendem ao jeitão do caipira, que caminha tranquilo por sobre as pedras do caminho que leva a estas, porque já passou por ali diversas vezes. Enquanto os que querem ignorar esse caminho buscando atalhos fáceis, tropeçam comicamente com seus egos nessas mesmas pedras. Um abraço.

  • Texto excelente !

    Tomara que o Paulinho fique mais tempo no Corinthians.

  • Donizeti – SP

    Quando o Paulinho chegou quieto no Timão em 2010, me lembro muito bem, na primeira entrevista que ele deu para a imprensa, falou:

    – meu estilo de jogo é parecido com o do volante Vampeta.

    Pensei eu: que pretensão desse jogador desconhecido, comparar-se com o velho Vamp, que formou um dos melhores meio de campo com o colombiano Rincon !

    Hoje, depois de quase 3 anos de Paulinho titular absoluto do meio campo do Timão, com seu parceiro Ralf, vejo que me enganei completamente.

    O futebol do Paulinho não é igual ao do nosso ex-ídolo Vampeta, é muito melhor, mais equilibrado na marcação e mais técnico no ataque !

    Espero que para o bem do Timão e nosso, torcedores do Timão, Paulinho fique mais uns 2 anos no Corinthians, ele é o dínamo que faz rodar nosso meio de campo.

    Fica Paulinho, aqui é sua casa.

  • Donizeti – SP

    Quanto ao Danilo, é o jogador mais come-quieto que já existiu no futebol, não faz propaganda, mas resolve, e como.

  • Sandro Luis

    Este texto se faz jus ao momento em que vivem esses dois talentos do Futebol Brasileiro. Danilo, o mesmo que já vestiu a camisa do rival São Paulo, e digamos com muito profissionalismo e competência, novamente demonstra o verdadeiro profissional que muitos ditos ” craques ” não conseguem fazer. Veste a camisa com garra e determinação e que importância tem o clube que ele torçe e admira, mas tem sim a importância da determinação e responsabilidade em que ele respeita as tradições e a História do clube pelo qual ele joga. O que precisa-se falar do Paulinho se as imagens já dizem tudo. Sua performance nos remete ao passado quando tinhamos grandes meias que eram o coração do time. Verdadeiros mestres na arte de criar e alguns como nosso querido Galinho de Ouro ( para aqueles que não o conheçem assim, estou falando de Zico ) que era um camisa 10 criador e finalizador como muitos deixaram de ser no Futebol Atual. A paixão pelo futebol pareçe ter dado lugar a fama e transformou o craque em mercadoria, tirando o verdadeiro foco do jogador que envolto em $ milhonárias, deixou de lado o prazer de se jogar futebol pelo amor á bola, mas pelo amor ao que o dinheiro lhes pode proporcionar. Parabéns ao Danilo e Paulinho, por nos fazer por mais que sejam só 90 minutos, relembrar-nos de como era prazeiroso e apaixonante o verdadeiro futebol arte que está cada dia mais ficando apenas em nossas lembranças.

  • Hartman

    Primeiro otimo texto…
    Segundo ta ai uma coisa que eu pouco consigo compreender no futebol, Tanto o Danilo quanto o Paulinho, falam muito menos que o Neymar, são de midias muito discretas, mas ja conquistaram mais titulos do que o “Salvador da Patria da Copa em 2014”, é tanto Lobby para esse jogador, que sem brincadeira nenhuma, fica complicado entender o futebol hoje em dia…
    Como diz o craque Neto: “Ou ta tudo errado ou eu não entendo porra nenhuma de Futebol”

  • flavio

    São dois ótimos jogadores. Porém eu acho que suas performances só são possíveis graças ao melhor jogador deste time do Corinthians que chama-se RALF. Este trata-se do melhor primeiro volante do futebol brasileiro disparado. Sua técnica na marcação é impressionante e faz com que os demais jogadores consigam ter a tranquilidade necessária para poder jogar. Volante que comete pouquíssimas faltas. Infelizmente o Corinthians caiu de produção este ano porque o RALF também caiu de produção, pois não estava mais aguentando marcar com tamanha desenvoltura como no ano passado. Este é o chamado pulmão do time. Que tiver alguma dúvida observe o melhor jogo do Corinthians ess ano que foi contra o TIJUANA. Prestem atenção no volume de jogo do RALF naquele jogo e verão do que estou falando. Contra o santinho de neymar deu até dó. Em todos os jogos a cobertura do RALF, tanto nas laterais quanto no meio foi impressionante. Razão pela qual o tal de neymar nunca conseguiu jogar contra o Corinthians. Pessoal prestem mais atenção nos jogos e passem a observar quem realmente jogo futebol. Este RALF é um dos melhore primeiros volantes que eu já vi jogar!!

  • oriede couto

    A acrescentar ao brilhante texto do Neto, só isso: a história do Danilo em relação à selecinha (seleção?) lembra a de outro grande injustiçado, se é que existe justiça no futebol: Ademir da Guia, o lento mais rápido que vi no futebol. Em cabeça de técnico e bolsa de mulher, cabe tudo!

  • kamika sccp

    Valdomiro , não conhecia seu blog , mas fiquei satisfeitíssimo pela qualidade e isenção. Li tb. alguns “posts” antigos e mantive a mesma opinião == Lerei com mais frequência e , inclusive achei seus leitores com um nível melhor ( não sou elitista não ) . PARABÉNS !!!! == E , VAI CORINTHIANS !!!! === CORINTHIANO, MALOQUEIRO E SOFREDOR ,..GRAÇAS A DEUS !!!!!

MaisRecentes

Um Dérbi sob o signo da invencibilidade



Continue Lendo

Ceni e Mancini, vítimas de cartolas inconvictos



Continue Lendo

Cristiano Ronaldo, uma máquina de obstinação



Continue Lendo