Os últimos dias do ‘Mundo da lua’



Sempre que Arnaldo Tirone dá entrevista eu me lembro de Lucas Silva e Silva. O leitor que viveu sua infância no início dos anos 90 lembrará do menino da série “Mundo da lua”, dirigido pelo ótimo Cao Hamburger. Com um gravador que era um trambolho perto das pulgas eletrônicas atuais, o personagem vivido por Luciano Amaral criava historietas fantasiosas e iniciava dizendo: “Alô, planeta terra chamando! Esta é mais uma edição do diário de bordo de Lucas Silva e Silva falando diretamente do mundo da lua, onde tudo pode acontecer”. O presidente, que caminha para a última semana de (des)mandato, pareceu sempre viver em dimensão fora da realidade. Antes das respostas, porém, sempre omitiu a introdução devida: “… este é mais um diário de bordo de Arnaldo Tirone, falando diretamente do mundo da lua…”

Seus dois anos de (des)gestão geraram congestão nos palmeirenses e crises de risadas nos rivais. Uma coleção de trapalhadas e frases lunáticas que se refletiram na queda da equipe para a Série B. Queda que foi classificada por ele, num dos episódios do “Mundo da lua”, de “acidental”. Em outro, em 2011, disse que o Verdão contava com bom conjunto (leia-se elenco) e usou como álibi desempenho em clássicos.

A fleuma de Tirone é constrangedora. Parece que nada o afeta. Tanto é que trocou a lua pelo sol ao ir à praia um dia depois de legiões de palmeirenses chorarem o rebaixamento. Causaria inveja a Meursault, protagonista do clássico livro O estrangeiro, de Camus, que vivia indiferente a tudo, num conformismo de cair o queixo até dos mais ingênuos. Com alguém de perfil assim no comando, o resultado só poderia ser frustrante. Olhando em retrospectiva, é mais fácil acreditar em acidente no título da Copa do Brasil que no rebaixamento. Tirone deixa o Alviverde pela porta dos fundo, na surdina, com a cabeça na lua, para alívio de palmeirenses que sonham com dias solares.



MaisRecentes

Recortes do precário futebol brasileiro



Continue Lendo

Rica em talentos, França rompe com paradigma recente



Continue Lendo

Espanha morre abraçada ao ‘tiquitaca’ odiado por Guardiola



Continue Lendo