O talento está (ainda) entre nós. Aproveite!



Imaginei um anúncio, em momento de fascinação. Ele seria fixado em postes, outdoors, e constaria em panfletos distribuídos nos semáforos. Mais: estaria em inserções nos intervalos das novelas da Globo ou de reality shows, desses milhares que se espalham pela grade televisiva. Aproveitem essa chance incomum, brasileiros e brasileiras! A ela não estamos acostumados. Um talento que brota e exibe sua arte em campos tupiniquins é uma graça que, muito raramente, um anjo torto nos deixa escapar. Vá ver Neymar! Compre ingressos para jogos do Santos e vá prestigiar essa atração que ainda circula por nossas bandas.

Propagandear isso é prestar uma homenagem ao futebol. Pois agora não há mais dúvidas de que temos um diamante em nossa jazida boleira. Até quando, não sabemos. Mas enquanto pudermos desfrutar devemos fazê-lo. Ele está entre nós! Nas últimas semanas, o adolescente com rendimento adulto esteve com a corda toda. A inspiração coincidiu com sua aparição na lista de 23 jogadores que concorrem ao troféu de melhor do mundo. Isso aos 19 anos de idade.

O talento de Neymar vem recebendo colaboração decisiva de sua gana. E isso merece também celebração. Não deixou-se seduzir pela marra, que no início parecia beliscá-lo, e passa o tempo todo correndo, buscando a bola, sem acomodar-se nos arredores do que chamamos casualmente de banheira.

A fome de jogar, mesmo quando seu time não tem pretensões, mostra que Neymar conhece o prazer de uma vida, ainda pouco vivida, ungida pelo talento. Ele sabe que sua técnica sobrepõem-se à dos “mortais” e botá-la para funcionar é um êxtase. Imagino que tenha no gramado o prazer que tinha o austríaco Mozart quando, aos cinco anos, já compunha pequenas peças musicais.Por isso, aproveitemos!



MaisRecentes

Rica em talentos, França rompe com paradigma recente



Continue Lendo

Espanha morre abraçada ao ‘tiquitaca’ odiado por Guardiola



Continue Lendo

Em cartaz na Rússia: ‘El secreto de sus Rojos’



Continue Lendo