A divina comédia de Carpegiani



Loucura, loucura, loucura, diria famoso apresentador bem casado! Paulo Cesar Carpegiani viveu dias de insânia pura. Em dois meses pisou os pés no inferno, escapuliu para o céu e foi recapturado para as labaredas infernais sem passagem pelo purgatório. Poucas vezes viu-se tal salto na divina comédia que é o futebol. Na ponta do precipício após eliminação para o Avaí na Copa do Brasil, ganhou sobrevida e cinco jogos seguidos de inspiração, simulando campanha faminta no Brasileirão. Mas a paz durou pouquíssimo e logo veio uma borrasca mais firme, no formato de três derrotas seguidas e a falta de perspectivas, de clima, toda aquela coisa típica desse mundo tresloucado do esporte do povo.

Esse batimento irregular em tempo curto fez o São Paulo estranhar-se, tendo de apalpar o chão em busca de sua velha identidade. Clube acostumado a estabilidades, o flerte com a oscilação tem sido uma constante. Dizem as más linguas que preocupações outras do presidente Juvenal Juvêncio, tais como a obsessão pelo Morumbi na Copa e as dribladas no estatuto para se reeleger, fizeram o Tricolor perder a direção. O curioso é Carpegiani ter supostamente obedecido ao “chefinho”, para lembrar antiga brincadeira infantil. Colocou um punhado de jogadores nascidos nos campos de Cotia como desejada há tanto tempo o grão-duque são-paulino. Rezou na cartilha determinada e afogou-se em suas folhas. O rumo foi o do samba, sendo pago com a ingratidão após ter dado a mão.

É verdade que Carpegiani, campeão mundial pelo clube de maior torcida do país há 30 anos, viveu três décadas às expensas desse único, e grandioso, triunfo. Se com o Flamengo de Zico partilhou um início glorioso, pastou anos a fio costurando o rótulo de inventor, como uma Penélope a esperar seu Ulisses. E assim tornou-se o pardal dos pardais, ao menos no conceito massificado. Nesta passagem melancólica pelo São Paulo, viveu com dinamites invisíveis. Às turras com Dagoberto, a quem chegou a chamar histericamente de “bobalhão”, não conseguiu resgatar o jogador do limbo (apesar de sabermos que o atacante parece preferir viver à margem do protagonismo). Com Rivaldo não comungou interesses mínimos, não soube aproveitar nem caldos de sua experiência e um tantinho assim de talento que ainda lhe resta. Até que o veterano meia colocou a boca no trombone ao dizer-se “humilhado” por tal situação. Quem veio defender o treinador em algum desses momentos? Quais seus apoiadores inequívocos? Você sabe, você viu?

Com a tripulação sem sintonia com o comandante a nave perdeu altura sem ter chegado a voo de cruzeiro. A diretoria tentou apertar os cintos até o limite e a respiração acabou. Tudo em pouco tempo, em dois relâmpagos meses.



  • Luis by Rica Prr

    Lembra quando lançou Titanic no cinema? Falaram tanto do filme que todos iam assistir sabendo que, no final, o Di Caprio morria. Talvez fossemos pela curiosidade de saber a história, o drama, a forma. Mas a m0rte era certa e, ainda assim, pagamos pra ver.

    O São Paulo passou longos meses assistindo Titanic.

    Alguém tinha dúvida? Sejamos sinceros, práticos, pouco educados se necessário.

    Alguém realmente achava que o Carpegiani voltaria a fazer um grande trabalho desde o seu último, que foi em 1981, logo agora?

    O cara é um ruim. A gente respeita o sujeito, sua história no futebol, etc. Mas ele é um técnico fraco, e está tentando provar isso há 30 anos.

    No São Paulo ele colocou a prova não apenas sua mínima gordura de prestigio como também a sua auto-estima.

    Perdeu as duas.

    Uma porque fez um trabalho de razoável pra ruim. A outra porque se submeteu a ser um técnico demitido pelo presidente que ficou no cargo porque não acharam nada melhor.

    Onde fica a vergonha na cara nessas horas?

    O presidente diz publicamente que procura outro técnico, ou seja, ele caiu. E depois muda de idéia, já que não achou nada.

    E o Carpegiani aceita e fica lá?

    Com que moral um técnico desses fica perante o grupo?

    O que mantém Carpegiani na lista dos técnicos “contratáveis” dos grandes clubes do país?

    Ele é técnico há 30 anos. Venceu tudo no Flamengo, em seu primeiro ano na profissão. Depois disso, simplesmente não ganhou nenhum título.

    Ah, desculpa! Ele foi campeão baiano com o Vitória.

    Poxa, com todo respeito… o que o Juvenal queria? Dizer pras pessoas da oposição que ele tinha razão quando achava que só o Muricy servia?

    De lá pra cá contratou Ricardo Gomes, Baresi e Carpegiani. Qual a chance disso dar certo?

    A história foi longa, o final previsível.

    Carpegiani volta a viver do que fez no Flamengo há 30 anos e o SPFC volta a procurar o tal “técnico com perfil”.

    Nos últimos anos o perfil é simples: Não ser um grande treinador. Por isso, Dorival Junior o tricolor paulista te espera.

  • CPF NA NOTA?

    AH, QUE É ISSO, ELAS ESTÃO DESCONTROLADAS! O MAIS ENGRAÇADO É LEMBRAR DO ATUAL VEREADOR (ELEITO PARA TENTAR LEVAR A COPA PARA O PANETONE, O QUE NÃO CONSEGUIU), AINDA ENQUANTO DIRIGENTE, FALANDO NA OPORTUNIDADE EM QUE O LEÃO SAIU DO COMANDO TÉCNICO, QUE LÁ NÃO SE MANDAVA EMBORA, LÁ ERAM OS TÉCNICOS QUE PEDIAM PARA SAIR, POR TEREM SIDO MUITO VALORIZADOS TREINANDO A EQUIPE! TAMBÉ MUITO ENGRAÇADO, É VER QUE MURICY GANHOU A LIBERTADORES E RICARDO GOMES A COPA DO BRASIL (REALMENTE, O ERRO LÁ NO PANETONE É DOS TÉCNICOS). O QUE MAIS SOBRA LÁ É SIMPLICIDADE, A ARROGÂNCIA PASSA LONGE.

  • Vinícius Zarpellon

    Dorival? quer apostar quanto que o Cuca vem pra cá? udo bem, tem a briga com o Rogério, mas o que o JJ quer, parece ser lei no São Paulo. não vou dizer que eu não gosei do trabalho dele no BR do ano passado. considerando o elenco que tinha, foi até bem, pelo menos jogava mais pra frente. agora, nesse ano foi triste. eliminado pro Avaí? 5×0 pro Corinthians? 2×0 pro BOTAFOGO em casa? é, já havia passado do prazo de validade há muito tempo. finalmente, o JJ decidiu desligar as máquinas que mantinham esse projeto de treinador respirando.

  • EU ACREDITO QUE A BRIGA COM O RIVALDO FOI EM HORARIO PROIBIDO ESTE FOI O CASO MAIS PREOCUPANTE DO CARPEGIANE EU NAO ACREDITO NO RIVALDO SUA IDADE E PREOCUPANTE SO ISTO NADA MAIS

  • TRITURADOR DE TRAVECÕES DA FIEL

    EMERSON LEÃO

  • Raphael Luciano

    Outra burrada da diretoria do SPFC meu time de coração, mandaram outro técnico embora, e agora o que será que o Carpegiane vai ganhar? o brasileiro com outro time? Só pode pq os dois últimos técnicos levantaram a taça, o problema do Sampa esta na diretoria que não quer investir no próprio clube e se isso não mudar o próximo técnico vai entrar com dias contados para sair pq se depender desse aff..
    E para a galinhada bando de marginal, que vive de curintia e não de títulos, podem ganhar o brasileiro pq libertadores e para time de verdade e não para time que chega lá e peida, falta vergonha nesse time, que prova que joga bem contra brasileiros agora libertadores abrem as pernas, e ainda vem falar do SPFC.

  • darcio

    ESSE PALHAÇO QUE DIZ PANETONE, NÃO TEM TÍTULO, ESTÁDIO,TIME É UM SEM TETO DO FUTEBOL.A UNICA COISA QUE TEM É INVEJA DO TRICOLAÇO QUE FATUROU 3 LIBERTAS E 3 MUNDIAIS E ESSES BORRA LINGUIÇAS FORAM DERROTADOS PELO TOLIMA.
    TOLIMA O BRASIL TE AMA

  • Neil Azevedo

    Carpagiane seria um bom dirigente… educado, conhecedor do futebol, honesto…. agora… vai treinar mal lá na marginal sem numero… que isso….

  • LEDO ENGANO ESSE BOM COMEÇO DE CAMPEONATO BRASILEIRO DO SÃO PAULO !!!!!

  • O Cuca não é técnico para o São Paulo. É um cara frouxo, sem pulso para controlar uma equipe, principalmente nesse momento em que é necessário que o técnico seja firme, e não um chorão como o Cuca sempre mostrou ser.

    Desde que vi o Carpegiani colocar o time inteiro na defesa depois de marcar apenas 1×0, já sabia que não ia dar muito certo a ideia de mantê-lo no Maior do Mundo.

    E que o Carpegiani dê mais sorte nos times menores, porque para o São Paulo ele, com certeza, não volta mais.

  • otavio

    Realmente este presidente nao esta com nada. So contrata mal. Se tivesse mandado ricardo gomes embora na hora certa poderia ter ganho a libertadores e o mundial, mas perdeu o bonde e o trem passou. Nao deveria ter ganho a eleiçao e, deveria ir junto com quem contratou.

  • bruno

    tudo seria diferente se o jj tivesse cumprido o estatuto e saido no final do seu mandato,e com as glorias dos três titulos brasileiros. ja vimos nos rivais oq da o continuismo,acho que ja está na do jj ir pra casa e nos recomeçarmos do zero, voltarmos e o são paulo de sempre a onde não ha viradas de mesa e sim um clube q ja foi referencia em organização e estrutura, voltamos a pensar só em nós e não nos outros ou em copa do mundo,pq pra nos torcedores a unica coisa que realmente importa é o SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE.

  • Paulo Eduardo

    Senhores, bom dia !!!!!!!!

    O Carpegianni, é o fim de uma ópera bufa, dirigida pelo insano Juvenal Juvencio.
    O novo ditador do futebol brasileiro, agarra-se ao poder como um mosca em um monte de bosta.
    O SPFC, que sempre foi um espelho para os outros clubes, na administração do Coronel Juvencio, colocou-se na mesma altura de um anão de circo mambebe.
    Talvez, o senil Juvencio, insista em perpetuar-se no poder do tricolor do Morumbi, na esperança de colocar sua foto, de uma possível abertura da Copa do Mundo, na sala de jantar de sua casa, para que os netos, bisnetos e tataranetos se orgulhem de tal fato.
    Essa insolência psicologica, a nós torcedores do SPFC, não interessa.
    A sua capacidade administrativa, das coisas do futebol, juntamente com seus Blue Caps, beira ao risivel, estapafurdio e grotesco.
    E o pior é que sua eleição foi por unanimidade. Como dizia Nelson Rodrigues, unanimidades, normalmente, são burras !!!!!!!!!!!!! ora Juvenal, vá aproveitar sua aposentadoria, na beira de um rio.
    Dê espaço para gente competente. E isso, nunca faltou ao mais querido.
    Contratações de tecnicos incompetentes, pós Murici. Contratações de jogadores, que são verdadeiros pés de ratos. Sera que o SPFC, têm dinheiro para jogar aos ventos ?????
    Infelizmente, na administração Juvencio, no SPFC, não precisa de lona para virar circo.
    O atual “dirigente” do SPFC, deve ter feito MBA, com o professor Belluzo, e curso de palhaçadas com o Sanches Mala.
    Juvenal, atende o telefone e sai de mansinho…………
    O SPFC, é infinitivamente maior que sua megalômania. Os Contursis, os Euricos, os Dualibis, tal qual o senhor, também tiveram seus momentos ditatoriais e levaram sus times aonde o senhor conheço.
    Espero que antes que isso ocorra, o senhor acorde e perceba, que não têm mais idade para brincar com fogo.

  • Sérgio Bernardi

    Consequências!… A vida é feita de consequências… Quando o desejo de poder sobe à cabeça dos humanos, tudo pode acontecer… Tudo o que ocorre no São Paulo, hoje, são consequências do desejo megalomaníaco do Sr. Leco… Deseja ser o futuro “imperador” (pois “rei” já temos, e fazendo mais lambanças que o “orgulho” possa levar o homem a cometer) do Morumbi e, passou como um rolo compressor por cima do Muricy, despediu o melhor treinador brasileiro e deu no que deu… Com a visão turvada pelo ambição do poder, contratou o Carpegiani, que sempre remou e morreu na praia… Ganhou pouquíssimos títulos, mas o Sr. Leco achou que estava dando a cartada original, e deu no que deu… Quem sabe se o Sr. Leco assumir o cargo de treinador as coisas melhorem!…

  • Edmilson Ramos

    Tudo bem que o Carpegênio gosta muito de inventar, que não tem esquema tático definido, e outras coisas mais, porém um time que tem Xandão (ridículo), Carlinhos Paraíba (só joga pra tras), fernandinho, que põe a bola na frente e sai correndo, pelo amor de Deus, né!

  • Jose Luiz Flaminio

    Enquanto a arrogncia do Sr. Rogerio, j.juvencio e milton cruz, estiverem no time da cidade leonor, achando que são os todo-poderosos, todos os treinadores sofrerão pressão no trabalho.Alis faz qto tempo que não se ganha nada no time da cidade leonor. Agora eu pergunto? A letra do Hino diz, as suas glorias vem do passado ou ficaram no passado? Time mediocre

  • Galinha sem casa

    ow sem casa, fica na sua, cpf é só pra quem compra, não é seu caso “cpf na nota”, kkkkkk
    pega sua manta que vc pegou na kombi da prefeitura, toma uma e vai deitar debaixo do viaduto, kkkkkkkkkkkkkk
    vai cúrintia!!!!

  • Antonio Ornellas Almeida

    Tomara que o novo treinador não mantenha Marlos (queridinho do Carpa) e Dagoberto, dois “atacantes” fominhas e pipoqueiros que em noventa minutos de jogo nao acertam um chute no gol. Rivaldo com 200 anos e uma perna só é melhor que os dois.

  • \\\Nação em três cores///

    Posso estar muito equivocado, mas na minha singela opnião a unica forma do tricolor entrar nos trilhos da vitoria novamente é ser realmente radical… e contratar Carlos Bianch, argentino, tetra campeão da libertadores… E QUE A CINCO ANOS NÃO TRABALHA EM NENHUM CLUBE!!! Afinal o São Paulo contratou um cara que esteve a TRINTA anos sem ganhar nada, então o Binach tá novinho!!!
    Mas falando sério, acredito que Bianch pode mudar o São Paulo!
    Se bem que o que precisa mudar hoje não é o futebol e sim o clube, está sem espirito, no comando de um bebado que não sabe mais o que fazer… Juvenal, quem não respeita o estatuto, não respeita o clube e muito menos sua torcida… Por favor Juvenal, você foi o autor das coisas mais desagradaveis que aconteceram no clube em toda a sua historia, você perdeu o morumbi como estadio da copa e a tres anos o futebol não ganha nenhum titulo, o senhor é incapaz e só ganhou os três brasileiros por ter herdado um excelente time do saudoso e muito competente Marcelo Portugal Gouveia… Por favor Juvenal, deixe o clube e porfavor nunca mais volte… Afinal o senhor nao respeitou o estatuto, o seu clube e muito menos a sua torcida…. FORA JUVENAL… CACHACEIRO!!!

MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo