Sem tempo para comemorar



Por aqui não se saboreia necas! Não há mais deleite na era do futebol industrial. O domingo é de carnaval pelo título e na quarta-feira as cinzas se espalham. Nesse dia, já há que se botar as barbas, assim como as glórias, de molho. O nosso calendário é uma espécie de bedel a advertir os campeões: “Nada de bagunça, seus meninos levados! Tratem de se concentrar para mais provas!”. E assim, caro Quincas Borba, os vencedores ficam com as batatas quentes de um precoce novo desafio.

A festa dos campeões estaduais dura tanto quanto aquela rapidinha no elevador, em que o sexo, prazer supremo, perde o braço de ferro para o horário do expediente. O torcedor vê seu time derrubar um rival, encarnado no vizinho, no colega de trabalho ou no porteiro do seu prédio, e já corre o risco de ser zoado pela mesma turma uma semana depois, caso a equipe, de ressaca, perca na estreia do Brasileirão. Há quem veja nisso um bafejo da democracia da bola.Para os hedonistas, porém, é um chute calibrado naquela área que chamamos de Países Baixos. A overdose de jogos é uma castradora, uma espécie de coito interrompido do futebol.

Seria ótimo se houvesse tempo para o luto de uns e a embriaguez de outros. Um período sabático, que fermentaria as rivalidades e mexeria com as expectativas. Meu time sofre um duro golpe e tenho duas, três semanas para levantar-me da lona e olhar para a frente. Ou então, se meu time chega ao topo, posso me refestelar por dias. Mas a maratona de jogos poda qualquer pretensão do tipo. É preciso jogar. Acima de tudo, jogar!



  • jose carlos da costa

    Carlão comenta: eu acho o campeonato brasileiro muito longo, deveria começar apenas no final de julho em um turno so igual ao paulista com apena 4 clubes se classificando e disputanto o titulo, justamante os que irão para libertadores. Se permecer este 20 em 02 turnos, então comecar em março dando janeiro e fevereiro para pre-temporadas, com jogos somente nos finais de semana, ficanto o meio das mesmas para os campeonatos regionais, podendo ser no 2º semestre e o 1º para copa Brasil e libertadores é a solução mais viavel, pois, meu time o Santos, foi o que mais sofreu sem a pre-temporada, estourando o Arouca o Jonatham, o Maikon Leite e outros, com bom senso e um pouco de inteligência da para resolver o problema. Muito obrigado.

  • Pior é aquele que está sendo zoado agora, após os estaduais, e também o será no Brasileirão. Pois para alguns times, meu amigo, não vejo muitas perspectivas de melhorias. Agora, olhando pelo lado poético, sua marca registrada, o futebol moderno é tal qual a vida moderna. Repara bem, por quanto tempo comemoramos uma alegria em nossas vidas? A nossa sede de querer mais o tempo inteiro torna as coisas fulgazes. Infelizmente. Abraço!

  • Eduardo Santos (Boituva-SP)

    E oque dizer de nós SANTISTAS???? Na segunda tive que constratar minha alegria com o desejo de todos os time do Brasil (times sim… diretoria e não só a suas torcidas) torcndo contra nós

  • santos

    é não tem geito mais uma ves juiz salva o vasco ,que vergonha so assim mesmo ,juiz sem vergonha este merece o trofel cara de pal ,e comentaristas da globo ainda dis que ele e o melhor arbitro,ridiculo

  • Eduardo Santos (Boituva-SP)

    e agora vai ser pior!!!

MaisRecentes

Cristiano Ronaldo, uma máquina de obstinação



Continue Lendo

As lições do ‘aspirante’ Carille no senso comum



Continue Lendo

Luxa vive um longo crepúsculo dos deuses



Continue Lendo