É sábado à noite? Liga a TV



É meu povo, as festas de família ganharam concorrente de peso nos sábados à noite. Ao menos neste ano, já que o calendário teixeiriano, sob a égide do monarca antiCPI Ricardo Teixeira, não sofre alterações bissextas, como o gregoriano, mas muda em ritmo similar ao das nuvens. Desta vez teremos jogos do Brasileirão às 21h no dia dedicado a Saturno, e também à pizza de marguerita e ao filme com pipoca de combo.

Os jornalistas choramos lágrimas de crocodilo com a medida, que esticará nossos plantões justamente no dia em que Deus descansou de tão exaustiva criação. Mas para alguns o Sabbath ludopédico noturno será bem-vindo. É assim desde que o mundo é mundo, uns deploram, outros aplaudem. E a unanimidade segue sendo burrice, tio Nelson?

O sujeito“futebófilo”, por exemplo, saúda a novidade com fogos de artifício. Não terá que reservar as noites sabáticas aos VTs que passam sofregamente nos canais fechados. Depois de servir-se, de manhã e à tarde, com jogos da Alemanha, Itália, Inglaterra, Espanha e até da Rússia, poderá encerrar o expediente com um embate nacional.

O “homo futeboluctos” já se prepara para negociar os termos com a patroa. Se antes ele prometia uma noitada de sábado com cinema e motel para ter a TV à disposição até o sol se pôr, agora precisará oferecer um pacote mais mesclado. Quem sabe levar esposa e filhos para o Shopping no miolo da tarde e, às 23h, assim que o juiz apitar, uma ida à alcova? E quando o jogo for na sua cidade, ele carrega os seus para o estádio, sob a bênção da lua.



MaisRecentes

Recortes do precário futebol brasileiro



Continue Lendo

Rica em talentos, França rompe com paradigma recente



Continue Lendo

Espanha morre abraçada ao ‘tiquitaca’ odiado por Guardiola



Continue Lendo