Com tabela de clássicos, CBF joga pá de cal na ética



“O homem é bom por natureza, a sociedade é que o corrompe”. Assim o teórico iluminista francês Jean-Jacques Russeau, no já longinquo século XVIII,  descreveu o ser humano, naturalmente bom porém contaminado pelo meio (curiosamente formado por outros originalmente bons que ficaram maus porque outros bons que viraram maus os corromperam.. ufa!).  Bem que a CBF poderia tomar emprestado esse pensamento e apropriá-lo antes de divulgar a tabela do Brasileirão com reta final estadualizada,  como uma espécie de anexo de interesse público: “Os jogadores são bons por natureza, a rivalidade é que os corrompe”. Que tal?

Muita gente está aplaudindo a medida de encher de clássicos a última rodada do Brasileirão deste ano. Para eles, a entidade que comanda nosso futebol (comanda mesmo?) está tomando uma medida profilática, evitando ‘marmeladas’ na hora agá de times que não querem ver rivais históricos campeões, classificados para a Libertadores ou então queiram vê-los no inferno da Segunda Divisão. Mas eu vou remar contra a corrente por achar que a decisão empobrece nosso espírito, suja nossa honra, estende a alma do futebol no varal do nojo. É a admissão de que os profissionais do esporte não prestam e  que se virem uma oportunidade enfiam a mão na lama com gosto. Ou seja, que o meio já os corrompeu há muito tempo.

Os que defendem a medida, além de entregarem os pontos e não esperarem mais um pingo de honra na humanidade, dizem que não há como punir os supostos entregadores, pois estes atuam no terreno da subjetividade. Afinal, como provar o desinteresse de um atleta por uma partida sem sair do achismo? Ah, correu menos, chutou para fora de propósito, fez gol contra porque quis. Só mesmo a confissão do sujeito é que permitiria saber que há manipulação e assim punir os responsáveis. Dessa forma, em um raciocínio didático é o mesmo que para evitar o roubo de um relógio o seu proprietário decida não usá-lo. Sem ele no pulso, não há como ser roubado. Com clássicos regionais na rodada final não há como prejudicar o próprio rival.

É curioso notar que a mesma CBF que resolve impedir as supostas sacanagens argumentou em sua defesa na condenação da Máfia do Apito que “o futebol não tem interesse social relevante e contribui para a desinformação do povo, já de si mal aparelhado intelectualmente”. Se não tem interesse social por que agora essa tentativa de impor a ética a fórceps? Por que não deixar que acreditemos na hombridade de cada um e paremos de colocar todos no mesmo barril? Será que a entidade quer ser vanguardista na arte de provar que a humanidade está falida?

Seria bom perguntar ao goleiro Deola, vaiado pela torcida do Palmeiras por impedir gols do Fluminense que beneficiavam o Corinthians, o que ele acha dessa medida. Porque basta pensar na essência para notar que com essa tabela antifraudes a CBF colocou todos no mesmo bueiro, inclusive o jogador palmeirense, que não parece muito afeito a marmeladas.



  • Daniel

    Respeito sua opinião, mas acho muito infundada.

    Não há nada de errado em admitir que o futebol é corrupto e que mala branca ou preta ou de qualquer outra cor não exita.

    Errado seria fingir que nada existe e deixar tudo como está.

    Por isso, sou a favor de uma semifinal no brasileiro.

  • Marques

    Na verdade é apenas uma tentativa. Pois, se existe a má intenção em prejudicar essa ou aquela equipe, essa tabela não impedirá. A rivalidade permanecerá, e ficará mais acirrada. O que a CBF está fazendo, é colocar essa rivalidade acima de qualquer suspeita, ou seja, colocando os clássicos na última rodada, o interesse maior é não perder para o rival, independente dos resultados. Ou melhor, a honra acima de tudo.

  • Boy da mooca

    O que esperar de uma entidade que,ameaçada pelo clube dos 13,deu títulos à rôdo,alijou o S.Paulo FC. da copa,deu-lhe o troféu das bolinhas,para jogar o Flamengo contra o cô-irmão e ainda se juntou a TV Globo,ocasionando o racha no clube dos 13(obra do ofice-boy,Andres Sanches)temendo perder ás rédeas do futebol Brasileiro;Eu acho estranho que o governo à tudo assista impassível,parecendo ter medo de mexer nesse vespeiro;Só a nossa presidente pode resolver isto se autorizar uma CPI em cima do Ricardão…aí talvez tudo volte ao normal…até lá,só nos resta torcer…e rezar!!

  • rossi

    NUNCA VI UM CAMARADA TÃO DO CONTRA COMO VOCE, NAO CONSEGUE SE SATISFAZER COM NADA, MAS CONTINUA ACHANDO QUE É O DONO DA VERDADE, PORQUE NÃO USA ESSA PRETENSA ISENÇÃO PRA DIZER CLARAMENTE QUE O QUE VC QUER ASSIM COMO A GLOBO É SEPULTAR O CAMPEONATO DE PONTOS CORRIDOS E QUE ESSA ATITUDE VAI CONTRA ESSE DESEJO!!!

  • roosevelt

    Que falta do que escrever em neto, totalmente sem sentido sua revolta. O futebol é corrupto sim, e o fluminense só foi campeão este ano, porque alguns times de são paulo, fizeram corpo mole contra o flu, todo mundo sabe disso, somento o editor do lance que não. ah, me ajuda aí.

  • David

    Parabéns para a CBF, eu já comentava isso com colegas, nos clássicos ninguém vai entregar jogo, o Timão jámais vai entregar o jogo para o Pallmeiras ou Gremio para o Inter. e assim sucessivamente, esse tal de Valdomiro Neto, deve mesmo de gostar de marmelada!!!!!!!!!!

  • Marcelo

    colocar na última rodada Corintias X palmeiras, São Paulo x Santos, Bota x Flu e Vasco X Flamengo, é uma piada colocar tantos classicos do estado no mesmo dia, o Local está a definir, em outras palavras possivelmente o São paulo perderá o mando de jogo. E o Rio terá estádio para os classicos. É uma piada. Já tô vendo o São Paulo sendo prejudicado pela CBF

  • finalmente uma grande decisão tomada pela cbf. esse negócio de `´entrega`´ enche a paciência . Do jeito que a cbf é , até a volta do mata-mata seria cogitada .

  • davi flu

    essa tabela foi feita para o flu nao ser bi mais vamos passar por todos e por tudo, flu tetra. como pode jogar com os grandes em casa e os fracos em casa, onde esses fracos podem endurecer a partida. da logo o titulo pro flamengo que pra eles a tabela favorece, pois ja tem tres pontos de saida contra o potente havai em casa, eu acho que começou o entrega dessa pela cbf.

  • Douglas

    Sou a favor dos clássicos no final mas fica a pergunta:

    Porque Vasco, Fluminense, São Paulo e Palmeiras têm que jogar 2 clássicos seguidos nas duas últimas rodadas e os beneficiados Flamengo, Corinthians (sempre esses dois), Botafogo e Santos apenas fazem clássicos na última rodada?

    Repito, sou a favor dos clássicos nas últimas rodadas mas do jeito que a tabela está armada é uma piada.

  • osmar

    ooooo Marcelo, coitado do tricolor …sempre prejudicado né, agora voces não vão poder mudar finais de campeonato, dar carro zero pro juiz(1975) dar ingressos da Madona etc…

    Esses jogos finais estão corretos. Ponto final.

  • Eduardo Bolao

    Valdomiro,

    é, quem sabe o Diretor da Base do Guarani SP, com sua habilidade e máfia, poderia dar jeito nisso!! O Guarani é do Clube dos 13 e, esquema…. é c/ eles mesmos. A Base do Bugre já era; esquema de contrato gaveta do Diretor…..!! apontem isso

  • kanka

    É fato que não existe ética no futebol. Para de ser poliana. A única boa medida da CBF na história e vc critica. Texto nada a ver. Deve estar faltando assunto.

  • kanka

    O boy da Móoca, se o racha do clube dos 13 foi obra do Corinthians, pq não ficou o clube dos 12? O clube dos 13 só é bom para time de pequena torcida, que tira grana dos grandes via clube dos 13.

  • Francisco Junior

    Parabéns a CBF..até que enfim deu uma bola dentro..o Flu só foi campeão por causa das entregas dos times de SP..senão o cruzeiro ou corinthians seriam campeões..

  • ANDRE DIAS

    neto, preste atençao que ha mais absurdos na tabela como times jogando 4 seguidas em casa.
    a cbf e a globo querem acabar com o futebol no brasil

    Kalil: Globo quer matar clubes; negociação é caso de polícia
    24 FEVEREIRO 2011
    Do portal Terra:

    Eliano Jorge

    – A Globo não quer pagar mais, não quer negociar, quer lucro de R$ 1 bilhão todo ano e matar os clubes. Ela trabalhou intensamente pra atrapalhar, pra avacalhar.

    Com essas palavras, o presidente do Atlético Mineiro, Alexandre Kalil, em entrevista exclusiva a Terra Magazine, por telefone, na noite desta quarta-feira (23), avaliou o impasse da venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de 2012 a 2014. “Isso é assunto de polícia”, bradou.

    Ele participou da comissão do Clube dos 13 que produziu um edital, publicado nesta quinta-feira, para a concorrência das emissoras de televisão aberta, cujo desfecho está marcado para 11 de março. Porém, essa iniciativa deve ser inútil, pois seis dos 20 times filiados à entidade já avisaram que tratarão diretamente com as TVs.

    O Corinthians anunciou sua exclusão do grupo. Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo e Coritiba, contrariando o estatuto do Clube dos 13, rejeitaram a intermediação. Nos bastidores, outras equipes ameaçam seguir este caminho.

    À Rádio Eldorado ESPN, o diretor-executivo do Clube dos 13, Ataíde Gil Guerreiro, prometeu levar essa polêmica ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), autarquia do Ministério da Justiça, que havia derrubado o privilégio da Globo de vencer a disputa comercial em caso de empate de propostas.

    O dirigente ensaia denunciar a mais poderosa emissora do Brasil, alegando que ela cooptou clubes numa concorrência desleal e sem transparência. “Tenho certeza de que a Globo ganharia essa licitação, mas ela não quer arriscar, quer gastar menos”, opinou. Atuam também nessa novela a Record e a Rede TV!.

    A favorita

    De maneira geral, a Globo é declaradamente a preferida do Clube dos 13 e de seus filiados. Pela tradição no futebol, pelo poder, pela excelência técnica, pela maior visibilidade ao longo da sua programação, pela audiência superior.

    A ela, foi concedido o privilégio de ganhar a briga com uma oferta acrescida por um simbólico bônus de 10% do seu custo real.

    Amparado em pesquisas de mercado, o Clube dos 13 estabelece valor mínimo de R$ 500 milhões pela exibição das partidas na TV aberta, o que corresponde a um aumento de 50% do preço vigente. Ainda calcula que a arrecadação anual a ser dividida pelos times alcançará, pelo menos, R$ 1,3 bilhão, reforçada pelos direitos de transmissão com canais pagos, web, telefonia e emissoras internacionais.

    Diante desses valores inéditos, o atleticano Alexandre Kalil se enfurece com a desunião dos colegas, que impede o prosseguimento do projeto.
    – Eles estão rasgando dinheiro. Não tem explicação. Não posso falar por eles. Eu quero receber mais dinheiro. Eles não gostam de dinheiro, querem os clubes de pires na mão. Que se expliquem. O CADE e o Ministério Público têm que olhar isso.

    As cotas de TV são a principal fonte de receita dos maiores clubes do País, que acumulam dívidas milionárias. “Vai lá e pergunta pro presidente do Fluminense (Peter Siemsen), com sua gravatinha, por que ele não quer dinheiro. Não tem nem CT pra treinar, depende de uma empresa (para bancar seu departamento de futebol)”, sugeriu Kalil, alvejando um dos dissidentes.

    Sua indignação também se direciona ao botafoguense Mauricio Assumpção, membro da comissão que havia aprovado o edital. Outra bronca especial é com o Flamengo: “Semana passada, a (presidente) Patrícia Amorim pegou R$ 8 milhões do Clube dos 13. E agora sai?”.

    O presidente são-paulino, Juvenal Juvêncio, acusou a CBF de tentar dividir o Clube dos 13.

    Kalil garante não saber quais clubes receberam empréstimos da Globo. Entretanto, não poupa os responsáveis pela cisão:
    – Fiz minha obrigação. Tô decepcionado com a cara de pau de alguns dirigentes, não confio em nenhum deles. Não sei como chegam em casa e olham pra cara da mulher e dos filhos. Pro torcedor, não, que eles estão cagando pro torcedor.

  • jãozin

    sou a favor de uma carta bomba na cbf, outra na camera dos deputados, outra no senado, ai sim.

  • Aemenezes

    A CBF bebeu cachaça. Não é possível. Acho até válido colocar clássicos nas últimas rodadas mas colocar um vasco-flamengo e botafogo-fluminense na mesma rodada no mesmo horário é burrice. O rio até 2014 só tem um estádio para clássicos o engenhão. Se dois desses clubes estiverem disputando título ou rebaixamento o jogo tem que ser no mesmo horário e aí o que eles vão fazer? Vão jogar e são januário ou volta redonda?
    E a segurança?

    Isso vale o mesmo para os clássicos paulistas

    Resumindo – A CBF bebeu cachaça.

  • ricardo oliveira

    Futebol = grana + corrupção + interesse pessoais e comerciais de meia dúzia + interesse de jogadores (tadinhos!!!) + incompetência de dirigentes. Tô cada vez mais adorando minhas peladas: super organizadas, uniformizadas, custo rateado por igual para todos, churrasco igual para todos no final do mês. Na mesma proporção que tá ficando cada vez mais difícil conversar sobre futebol dos clubes “profissional”. Estão caminhando de mãos dadas com a CBF a passos largos para que, daqui a alguns anos, o Brasil não seja mais identificado / cosiderado mundialmente como “o país do futebol”. Não adianta só ter um campinho em cada esquina e (quase) todo brasileiro gostar de futebol, é muito pouco. Seremos, como em outros esportes, somente candidatos à potência. Organização, competência, direção séria, fiscalização, o futebol é a cara do Brasil.

  • @dudu_coelho

    Meu Deus, quanta asneira em uma coluna da internet… Achei a medida interessante, e que favorece e muito o espetáculo.

    Tudo que a CBF faz, é motivo de crítica, não se releva mais as possibilidades de acerto da entidade.

    Se for para contestar algo, que seja a segurança e os palcos dos respectivos espetáculos.

    Imagina em 2009, o Flamengo precisando vencer o Vasco para ser campeão, e este na degola do rebaixamento. O Inter precisando de uma vitória para ser campeão… Sobre o Grêmio!
    A medida vai além da corrupção, engloba a emoção.

    Ah, e antes de teorizar com Rousseau (e não Russeau, como você escreveu), tente se inteirar um pouco mais sobre o assunto, pois existiu um filósofo que, anterior ao citado, tem uma teoria muito mais válida para muitos: o homem nasceu mau, e aí a necessidade de um meio forte (por isso a Lei), mas sabendo os limites de intervenção, para que o sujeito se desenvolva à respeito do bem.

    Pobre Lance!… Já foi muito melhor.

  • Rodrigo

    Companheiro, entendo sua posição e de certa forma concordo sim com algumas afirmações suas… mas veja bem, a maioria dos setores da sociedade são corruptos, inclusive no meio jornalístico do qual você faz parte, estou errado?? não. Todos nós sabemos que há corrupção, corpo mole, pois são muitos interesses em jogo (muito dinheiro claro) e até mesmo pra puxar saco de parte da “sociedade” (torcida).

    É até interessante essa tentativa da CBF em tentar acertar e minimizar ao máximo essa questão, vamos ver o que vai acontecer, pelo menos é uma tentativa Neto.
    Como você bem postou, ” O HOMEM É BOM POR NATUREZA, A SOCIEDADE QUE OS CORROMPE”.

    Grande abraço companheiro e boa semana.

  • Gabriel MC

    Acho que a CBF quis dar um basta no chororô dos últimos dois anos, nesse papo furado de entregar o jogo. Vamos ver na prática como fica antes de julgar. Em tese, teremos uma rodada final mais emocionante. Mas a rivalidade regional não é mais a mesma que de outros tempos. O Fla x Flu deste domingo é um exemplo. O jogo foi um saco e o Luxa disse que se fosse decisivo seria diferente. Em outros tempos, bastava ser um clássico para o jogo ser pegado, disputado, emocionante. Mesmo que não valesse nada. Os jogadores de hoje não têm mais identificação com a história de seus clubes e não tem este sentimento de rivalidade. A rivalidade varia com as circunstâncias e pode acontecer até mesmo entre clubes de estados diferentes.

  • paulo

    E por causa deste tipos de colunista que nossos meios de comunicacao esta acabando assim como nosso futebol..vc com certeza tambem esta tendo algum interesse para escrever isto ai…pelo jeito e mais um corrumpido..se liga cara, algo tem que ser feito, nunca fique na mesma, nosso futebol e muito grande para ser quebrado por alguns idiotas que se acham…pelo jeito vc e novo, entao aproveite e aprenda mais lendo o que os leitores te escreveram acima…pobre Lancenet, a cada dia mais devagar.

  • marcelo

    ooooo OSMARmita, coitado de voce … que pelo jeito não sabe interpretar um texto. Pelo jeito tú é Curintianus, O Rui-Rei te manda um abraço.

  • Eder de Oliveira

    Claro , que quem começou esta palhaçada de entregra os jogos foi o Curintia em 2009.Time e torcida de safados.

  • Francisco Neto

    Está contrariando só por contrariar…

  • wandao

    a unica coisa que a CBF faz de bom e vc critica… Para estar tao revoltado assim vc so pode ser sao paulino.

  • paulo

    Existem 2 opções, fazer o que foi feito ou acabar com os pontos corridos. Tem gente também que nunca está satisfeito com nada !! Não é questão de entregar jogo, e sim de não se empenhar 100% em vencer.

  • Walmir de Ávila Vieira

    Sua opinião me surpreende pela “contradição”, ontem(BR 10) voce e muitos outros ficaram indignados com a postura de jogadores, dirigentes e colegas jornalistas sobre a “palhaçada” que estava ocorrendo na “reta final” do campeonato e agora vem com esta “hipocrisia”, “pureza” ou…sei lá o que”! A falsidade e a mentira esta impregnada na alma humana…para a viver a verdade, primeiro devemos “nascer de novo”…e pelo que estamos falando não é o caso do FUTEBOL.

    Walmir.

  • Danilo

    É só acabar com esse campeonato com pontos corridos e voltar com o sistema mata-mata.
    Quero ver em uma oitavas , quartas ou semi-final alguém fazer o que o grêmio fez quando jogou contra o fra,mengo com oito ( é isso mesmo, 8 ) reservas…
    Essa palhaçada tem que acabar !

  • paulo

    Ou vc acredita em papai Noel , ou pior,finge que acredita , para parecer bonzinho, honrado, etc. Escrever algo, tendo o poder de ser publicado fica bonito para mostrar para seu filho(caso tenha) que papai é honrado. Parabéns. Mas pra nós, marmanjos calejados do futebol ,soa ridículo. Todos sabemos que ética é uma coisa pessoal, mas qdo entra a coletividade o que manda é o interesse da maioria. Sou palmeirense, mas acha mesmo que o grande Deola ,fechando o gol e dando o título para o Corinthians, caso o jogo estivesse chegando ao final não iria tomar o gol. tenha paciência, vamos gastar o tempo com coisa mais prática.

  • Michel

    Como dizia o baixinho “a CBF é a decadêcia do futebol brasileiro” orgão futibolistico mais corrupto do Brasil, que visa enriquecimentos e etc etc etc. Por isso sou a favor de que volte o antigo campeonato brasileiro, antes dos pontos corridos.

    Tinha que voltar o campeonato para quartas, oitavas, semi e final com isso eu queria ver time entregar jogo, e fazer corpo mole nos clássicos.

  • João Hélio

    Valdomiro, a humanidade pode não estar falida (ainda), mas o futebol brasileiro já está e faz tempo. A questão agora é saber se ainda há chances de consertar o que está errado ou se o estrago é irreversível.
    Quando a medida da CBF, pode ser que não resolva o problema e já existem até quem aponte outros problemas advindos da medida, como por exemplo marcar dois clássicos no Rio no mesmo dia e horário (por medidas de segurança e até de local, já que o Maracanã está fechado), mas posso de garantir que o torcedor do Palmeiras que vaiou o Deola por fazer defesas difíceis contra o Fluminense com certeza o aplaudiria por fazer o mesmo contra o Corinthians.
    Tenho minhas ressalvas quanto a CBF e algumas críticas contra a tabela já divulgada, mas no futuro ninguém poderá acusar a CBF por omissão, visto que estão tentando corrigir a falta de ética dos clubes. Pode até não conseguir, mas está tentando.

  • Valmir

    Faça me o favor, o meio futebolístico já foi perdido a muito tempo.
    Se fosse possível eu indicaria auditorias externas de caráter punitivo em todos os clubes!!!
    Aliás eu não duvido que o meio jornalístico a muito também tenha se perdido.

  • Luiz

    Discordo de você. Respeito sua opinião, mas discordo.
    Acho a decisão acertada, pois assim não existe a hipótese de favorecimento à A ou B. Ainda não consegui assimilar o porque da sua opinião contrária, sendo que o que vem sendo a tecla mais batida a anos quando se chega ao fim do campeonato é essa.

    Pelo menos nisso a CBF acertou. Só falta exonerar o Sandro Meira Ricci agora, ladrão.

  • Thiago VGP

    É muito facil fazer criticas, mas vamos lá. Então qual seria a melhor solução para que não mais a entrega dos jogos, se até mesmos os torcedores ameaçam os jogadores, caso eles não entregarem?
    Você fala em ombridade, desculpe mas nunca vi ombridade quando se fala em dinheiro ou ameaças, você vai colocar sua familia em risco?
    Então para com essa lorota, a CBF acertou em fazer isso, pois agora o dirigente que quiser ganhar dinheiro com a mala Branca vai ter que beneficiar o pior RIVAL. Agora quer ver se eles vão ter peito.

  • Anderson

    Texto sem fundamento nenhum !

  • rogerio ratão

    realmente não para entender algumas pesoas da midia, pois quando foi aquela bagunça nos ultimos 2 anos todo mundo pediu os classicos na rodada final, agora que a cbf coloca nego acha ruim, ta de brincadeira né? não acho que a cbf esteja certa em tudo, mas nesse ponto está mais do certo, tá dificil de entender a midia esportiva, ou pelo menos algums desses criticos, estão confundindo as ações, pois como malham a cbf em tudo, até quando faz uma coisa certa eles malham, ai não dá né?

  • André Luis

    A ética nunca existiu no futebol, por exemplo: o Fla foi ético e defendeu o C13 no caso copa união e o que vemos hoje? O criador SPFC se apropriando indebitamente de uma glória que nunca foi sua e com o agravante de se apossar do troféu. Sinceramente, se é pra acabar com essa palhaçada de falar que o adversário está entregando a atitude é válida sim.

  • alexandre

    Em que planeta vive o colunista ? Etica no futebol ??? Cara..acorda..aqui é Brasil, um dos países mais CORRUPTOS o MUNDO. Só falta vc dizer que em 2009 e 2010 não houve entrega..aí, meu caro, melhor pedir o boné e ir pescar…só um aviso…papai noel nao existe ..tá ??

  • Roberto Camargo

    Caros,

    Infelizmente o esporte virou o ramo dos negócios. Vivemos numa sociedade onde sempre temos que superar nossos adversários, principalmente se for rival. E aqueles “FALSOS TORCEDORES” corruptíveis.
    Também acredito que o goleiro Deola, foi uma exceção, em termos de vontade e profissionalismo… pois, nos jogos do Palmeiras e do SP contra o Fluminense, ficou nítido que os times paulistas estavam a 10 km/h e que não iriam acelerar. Como o futebol além de esporte é negócio… gostei da medida da CBF, mas faria mais medidas, para inibir qualquer má intenção nas últimas três rodadas.
    O Jogador não se esforça por medo da torcida e de queimar sua carreira, igual ao técnico, que não irá bater de frente com os “FALSOS TORCEDORES”… eu nunca torcerei contra o meu time e muito menos gritar gol para o adversário como aconteceu em 2010.

    Abraços.

  • Nilton Ballero

    Futebol brasileiro não tinha credibilidade quando não era de pontos corridos , não tem credibilidade agora com pontos corridos .

    sobre os clubes entregarem os jogos pra prejudicar um rival , isso é falta de maturidade e vergonha
    são de dirigentes , jogadores que se deixam influenciar pelo que vem das arquibancadas

    se o Barcelona estiver pra ser campeão , dependendo de uma vitória do Real Madrid , o Madri vai ganhar o jogo independentemente do resultado final .
    isso se chama futebol profissional , maturidade

    o futebol brasileiro sempre teve escândalos , a cada ano tinha um regulamento diferente , a cada ano tinha uma quantidade de clubes diferente do ano anterior
    chegou a ter campeonato brasileiro com mais de 40 clubes
    olhem a copa união de 1987 que pra ser sincero , não existe campeão nesse ano

    o exemplo do campeonato brasileiro de 2000
    desde 2003 temos pontos corrido e uma quantidade significativa de clubes , agora tem rebaixamento ,.
    só falta agora tentar punir qualquer tipo de corrupção no futebol e os clubes aprenderem a jogar
    nesse sistema de pontos corridos que ocorre em todo o mundo .
    os clubes brasileiros tem que deixarem de pensar como na era paleozóica e pensar no futuro e na credibilidade do futebol , que do jeito que esta a CBF , só os clubes agora podem salvar isso .

  • Roberto

    Neto
    Sempre achei que seria a melhor solução para que não tenha entrega-entrega nas rodadas finais. A CBF não esta fazendo isso porque é boazinha. Esta fazendo isso porque um dos protegidos dela foi prejudicado no ano passado. Um exemplo. Nunca vi, em campeonato algum no mundo, ter que voltar 11 partidas. Isso sim é corrupção pura, mas todo mundo ficou quieto. A intenção não é purificar o futebol e sim evitar que aconteça o que aconteceu no ano passado, onde um clube “amigo” foi prejudicado.

  • willians

    seguinte eu acho sim que os classicos foram uma medida
    boa para o final do campeonato…
    mas porque nao fizeram isso em 2010
    sendo que o corinthians entregou o jogo para o flamengo ser campeao…
    prejudicando quem… sao paulo futebol clube
    eis a questao né.. (corinthians, flamengo…)
    pode imaginar o que quiser pois é verdade…

  • paulo – paraná

    Assim esta melhor… mais o time que quer ser campeão não pode realmente contar com os outros times, mais só aconteceu por que o filho do teixeira chorou, porque o time do tiete foi tão incompetente que nem foi campeão, nem vice e nem chegou a disputar a libertadores, pior foi o 1º time brasileiro na história a sair em uma PRÉ-LIBERTADORES… toliminado… hshahahhash

  • ALEXANDRE

    TODOS ESSES CLÁSSICOS NA ÚLTIMA RODADA? OS COMANDOS DAS PMS VÃO ADORAR ISSO……..

  • Armando Lima

    Valdomiro, infelizmente é a própria podridão do futebol é que leva a CBF a fazer isto. A CBF está tão e completamente desmoralizada, pois o seu presidente corrupto que abafa a CPI com aval da Globo; que dá preferência à mesma por ser “grata” – e bota grata nisso, afinal a Globo abafou um escândalo pessoal do Sr. Ricardo Teixeira entre outros tantos; que não deixa que uma liga independente seja criada; que aceita horários impróprios para o futebol; que aceita ou que já aceitou no caso, viradas de mesas; que não é devidamente enérgica com os clubes da mesma forma (RJ e SP já aprontaram um monte, mas as punições tem dois pesos e duas medidas) e por aí vai… Quando falamos de forma séria em moralização no futebol, de verdade, parecemos que nós é que estamos errados e por isso vários leitores estão a essa hora, é bem possível, te execrando. Mas, concordo plenamente com você. Temos de ter independência e confiança para que o nosso futebol seja decidido apenas em campo e enquanto a CBF aí estiver, com todos o amadorismo da maioria dos dirigentes, será quase impossível, uma utopia, eu diria.

  • Breno

    Valdomiro,

    Não tente polemizar. A decisão foi acertada, principalmente em se tratando de Brasil.

    Te aconselho a não viver acreditando em honra, lealdade, profissionalismo, porque principalmente você que trabalha diretamente com o esporte deveria saber que atualmente no futebol o que dita as regras é o dinheiro, sem exceções.

    Breno.

  • Felipe

    Olá,
    Entendo sua posição, mas discordo, os caras entregam os jogos sim, poucos são profissionais de verdade, os últimos 3 campeonatos foram uma porcaria na reta final com tanta palhaçada nos jogos finais. O mais enfático foi o Grêmio colocar time reserva no último jogo em 2009, o Palmeiras entregou todos na reta final do ano passado e por aí vai.

    A real é que nosso futebol, nossa cultura não é de pontos corridos, que volte o quadrangular final, muito melhor, mais emoção, mais renda, mais pegada nos jogos, melhor em todos os sentidos.

    Pontos corridos é mais justo?
    Talvez sim, mas não está nas nossas veias.

    Abco

  • Piter

    Quanto ao amigo Neto do blog, realmente senti um negativismo imenso e parece que qualquer coisa q a CBF fazer esta errado. O fato é que do jeito que está não pode ficar, os 02 ultimos campeonatos foi uma vergonha nacional. O Timão ajudando o Flamengo para prejudicar os Bambis, e escancaradamente os Porcos e os Bambis entregando para o Fluminense e prejudicando o Timão. Acho que a tentativa pode resolver essa vergonha, mas concordo que surgirão outras formas de palhaçada. Ética no futebol esquece !!! é o mesmo que pedir ética no congresso nacional, dá pra imaginar ? NÃO.

  • Amarante

    Caro, Neto!

    O seu texto é tão mesquinho, pois cai na vala comum do “tudo que a CBF faz não presta”. Gostei muito da medida e, para além das malas pretas e brancas dá ao encerramento da temporada do futebol brasileiro um toque especial com clássicos estaduais.

    Você cita o goleiro Deola, não seria muito mais agradável (para torcida) se ele tivesse fechado o gol daquele jeito contra o Corinthans.

    A imprensa falou tanto da falta de vontade de alguns times na reta final do brasileirão e agora o senhor critica essa medida. Infelizmente, a política acaba deturpando a imagem das pessoas. Vamos imaginar que o Zico tivesse assumido a CBF e proposto essa mudança. Como seria seu texto?

  • Yago

    Cara, tem algumas pessoas que acham que a tabela favorece alguns times desde o começo, tipo o flamengo pegar o havai na primeira rodada, Deixa eu explicar que é todos contra todos ai cara, sendo a primeira ou a última não faz diferença, uma hora terá que jogar. Sobre a CBF, acho que é uma tentativa VÁLIDA de melhorar isso de entregar ou não, pode ser útil, pode não ser, tudo depende de como vai estar as posições na última rodada ^^.

  • Newton Souza

    Futebol brasileiro não tinha credibilidade quando não era de pontos corridos , não tem credibilidade agora com pontos corridos .

    sobre os clubes entregarem os jogos pra prejudicar um rival , isso é falta de maturidade e vergonha
    são de dirigentes , jogadores que se deixam influenciar pelo que vem das arquibancadas

    se o Barcelona estiver pra ser campeão , dependendo de uma vitória do Real Madrid , o Madri vai ganhar o jogo independentemente do resultado final .
    isso se chama futebol profissional , maturidade

    o futebol brasileiro sempre teve escândalos , a cada ano tinha um regulamento diferente , a cada ano tinha uma quantidade de clubes diferente do ano anterior
    chegou a ter campeonato brasileiro com mais de 40 clubes
    olhem a copa união de 1987 que pra ser sincero , não existe campeão nesse ano

    o exemplo do campeonato brasileiro de 2000
    desde 2003 temos pontos corrido e uma quantidade significativa de clubes , agora tem rebaixamento ,.
    só falta agora tentar punir qualquer tipo de corrupção no futebol e os clubes aprenderem a jogar
    nesse sistema de pontos corridos que ocorre em todo o mundo .
    os clubes brasileiros tem que deixarem de pensar como na era paleozóica e pensar no futuro e na credibilidade do futebol , que do jeito que esta a CBF , só os clubes agora podem salvar isso .

  • Alexandre

    Tudo muito bonito, mas qual a solução que você apresenta? Tapar o sol com a peneira?

  • picasso

    Acho muito engraçado a bambizada dizendo que a CBF vai prejudicar o time do são paulo, sendo o são paulo o time mais ajudado nestes últimos anos, sendo campeão brasileiro com roubos escancarados com gol com impedimento de 2 metros, penaltis inventados, etc…é muita cara de pau.

  • Vlad

    A ética dos brasileiros foi jogada no ralo pela política pública a muito tempo…

    Não o futebol o pioneiro de armações, maracutaias e correlatos…

    Apoio a medida da CBF. Antes tarde do que nunca.

    Jogador do grêmio em leitura labial contra o Flamengo em 2009, quando o mesmo já ganhava por 2×1: “Não chuta, não chuta mais, acabou, acabou…”

  • Jeh

    PREVENIR E EVITAR. É MELHOR FAZER ANTES DO QUE RECLAMAR DEPOIS E NÃO PODER FAZER NADA.

  • REDE GLOBO,FUTEBOL PAULISTA ,FUTEBOL CARIOCA,CLUBE DOS TREZE,RECORD,SBT ETC,SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO,COMO DIZ AQUELE DITADO,SO MUDA O PENTEADO,MAS OS PALHAÇOS CONTINUAM O MESMO,OU SEJA A CORRUPÇÃO CONTINUA,OU A SACANAGEM CONTINUA,DESCULPE E DESABAFO,MAS INFELISMENTEÉ A VERDADE.

    OBRIGAGA.

  • clayton ferreira

    cara sou totalmente contra esse eternismo que se instalou na CBF, mas quando eles tomam uma atitude certa tenho que recinhecer, já vc já vi que não consegue ver o óbvio, é claro que alguma coisa tinha que ser feita, quando é feita só pq partiu da CBF vc vai contra, vá catar coquinho meu filho!!!

  • Noia Tricolor

    Exatamente.
    É um exemplo cultural que com certeza vai se estender por todas as camadas da sociedade e ainda vai virar tema de novela, se já não virou por que parei de acompanhas os dramas da televisão quando mergulhei de cabeça nos livros: o homem é ruim quando quer, é podre quando pode e não há nada que podemos fazer para fazer essa trama acabar em romance.
    Torcidas organizadas!? Não há nada que se possa fazer a não ser proibir sua existência.
    Direção embriagada!? A única medida cabível é a punição por que mudar uma sociedade de consumo e exibição do poder automotivo para uma sociedade de motoristas e taxistas, só no Rio que tem muito bacana…
    Inserir democracia e direito de expressão a todos os clubes e mídias!? Não podemos por que a ditadura de Dom Ricardo Teixeira e Dona Globo não querem, e tem muita gente interessada em não alterar esse status quo.

    Essa medida da CBF representa perfeitamente uma sociedade regida por Gersons.
    Uma pena para o futebol e uma lástima para o Brasil…

  • ACREDITE A CBF TEM ETICA ENTAO ESTOU NO MUNDO ERRADO NUNCA EU VI ISTO NA CBDF

  • Ramon

    O problema não é dos jogadores, do futebol, o problema é o Brasil. Pais onde vale-tudo pra levar vantagem , para prejudicar os outros, onde não ter ética é regra. Se a regra na sociedade é não ter ética e moral nas relações sociais, por que seria diferente no futebol?

  • Guilherme

    Nesse ponto o futebol está perdido, não existe ética. Se for preciso perder pra derrubar o rival, a derrota acontecerá.
    Sobre a tabela, é curioso ver que alguns jogos são parecidíssimos com os do ano passado. Exemplo: Fluminense x São Paulo na primeira rodada (como estreia fora de casa a equipe paulista…), Grêmio x Corinthians e Ceará x Vasco (com estes mandos de campo) nas primeiras rodadas.
    Quero só ver onde os clássicos do Rio irão acontecer, pois serão no mesmo horário e há uma falta de estádios com suporte pra receber clássicos por aqui… Como o Botafogo deve usar o Engenhão por ser o utilitário do espaço, seria interessante ver Flamengo x Vasco num grande estádio, com casa cheia (muito melhor que a opção de Volta Redonda), fora do Rio (Castelão, Serra Dourada…). Público vai ter, basta analisarem a ideia.

  • Fernando

    Meu caro,

    Aqui não é Europa. Campeonato de pontos corridos não funciona. Aqui tem mala preta, bege, branca cor de rosa enfim, que tem tem. A própria torcida xinga um jogador do seu próprio time de coração quando este faz o que tem que fazer. Esta atitude da CBF vem mostrar que está tentando mudar algo porém sem inteligência nenhuma. A entrega vem de antes não somente na última rodada. Meu mundo ideal é com os 8 primeiros quartas, semi e final onde o título é comemorado no campo, com volta olímpica e tudo mais, e não entregar a taça em um teatro com jogador de terno e gravata, onde poucos foram convidados a assistir a entrega da taça disputada em um campeonato de um ano todo, muitas vezes o trocedor que acompanhou o time o ano inteiro no estádio não vai presenciar a entrega, pois este não tem TV a cabo pra acompanhar a cerimônia, pois na TV aberta não passa. Como achamos que um dia podemos ser Europa podíamos então tentar blindar o sistema e trabalhar com média de pontos para classificação para Libertadores e rebaixamento dos últimos três anos, dificultando esta corja de diretores a estimulares a corrupção em nosso país. Mas meu amigo, achar que a entrega não existe é a mesma coisa que falar que papai noel vai participar da próxima premiação do melhor do Brasileirão. Um abraço.

  • bobo

    seria bom tbm pergunta aos que entregam o jogo E AGORA JUZÉ ?? bem melhor assim, acaba com muuita palhaçada no fut brasileiro, ou vc acha que foi Justo o flu campeão brasileiro ano passado, acha mesmo que seriam campeões se ninguem tivessem entregado? de 38 jogos o flu jogou 28 pq 10 foram entregues, 10 jogos = 30 pontos ajuda “um pouquinho né”

    o “nosso” campeão brasileiro não consegue chegar nem mesmo a uma final do carioquinha VSFD

  • Marcelino

    Por outro lado, antes de Rousseau outro contratualista ja dizia que em essencia o homem é mau e egoista “O homem é o lobo do homem”, ou seja, o ser humano só faz o que é certo e age corretamente se for coagido para tal, por medo ou grande incentivo. Sendo assim, a unica maneira de fazer com que a ética seja cumprida é entregando todo o poder a um soberano que irá redigir e fazer cumprir as leis, seja de que forma for.
    Bem, parece que o pensamento de Hobbes explica melhor o comportamento das pessoas quando envolvidas em atividades sociais, como o futebol, portanto não adianta acharmos que o homem é bom e vai fazer a coisa certa, a verdade é que o homem é mau, egoista, mesquinho, vaidoso e orgulhoso e vai aproveitar qualquer oportunidade para se dar bem.
    Para impedir isso, apenas regras rigidas impostas por um soberano. Será que a CBF tem capacidade para ser esse soberano???? ahhh, esqueci, ela também é feita de (um) humano (s).

  • Danilo

    O Deola tem hombridade, isso veio do berço e da convivência com São Marcos.
    E se perguntássemos pro Felipe, então no Corinthians, naquele penalti a favor do Flamengo… qual seria a resposta??
    A verdade é uma só.. o torcedor prefere ver seu time perder do que favorecer o rival. Ponto!
    É utopia achar que deveria ser diferente.

  • Alessandro

    Só me responde uma coisa:
    Como vão fazer dois clássicos carioca no mesmo dia e mesmo horário se no Rio só tem um estádio?
    Essa tabela não vai existir.

  • Gabriel MC

    O único problema é mesmo a logística. Como serão realizados dois clássicos no RJ? Quem souber, responda. Se Flamengo e Fluminense estiverem disputando o título ou alguma posição, quem joga no Engenhão? E o outro, jogará onde?

  • walker

    Cara é incrivel como vcs jornalistas vivem reclamando, nada pra vcs está bom, vc não viu como foi ridiculo os títulos da dupla fla-flu? O do Flu então nem se fala, primeiro turno recebe são paulo e palmeiras em casa e só faz dois pontos, segundo turno vai a são paulo e mete quatro no tricolor, é brincadeira né cara!!!!!!!!!!

  • Carlos José Pereira Filho

    Parabéns Valdomiro, muito interessante o texto que vc traz em tela. Acredito que se fizessemos uma enquete sobre a decisão da CBF de colocar os clássicos na reta final do brasileirão, a maioria opininaria favoravelmente, de plano. Entretanto, é sempre importante realizarmos texto com o pré-questionamento do outro lado da moeda, e o que esta decisão irá acarretar para o esporte, que já vem manchado com inúmeras falcatruas inseridas em suas entranhas.
    Contudo, mesmo com a sábia analogia trazida entre o fato concreto e as palavras proferidas por Jean-Jacques Russeau, penso eu que o melhor pensamento filósofo para o caso seria “O importante não é o que fazem do homem, mas o que ele faz do que fizeram dele” – Jean Paul Satre. Trazida ao caso ficaria “O importante não é oque fazem com os jogadores, mas sim as suas atitudes, diante do que o transformaram”.

  • Jose Fernandes

    Prezado Valdomiro.
    Não sei se a medida adotada é a mais correta, pois se entrarnos no campo “se” indagaremos: Se na última rodada, um empate entre Vasco X Flamengo rebaixaria o Fluminense, haveria vontade de algum deles em ganhar a partida? e por aí vai. No entanto, alguma medida teria que ser adotada, nem que fosse a volta do mata-mata, pois, os dois últimos campeonatos foram uma vergonha. A maior prova é o atual goleiro do Flamengo que em 2009, atuava no Coríntians. lembram daquele pênalti marcado pelo Imperador? Não adianta se iludir com ética no futebol. pois, ela não há em nenhuma profissão.

  • ROBSON R10

    NÃO TENHO DÚVIDA ALGUMA QUE O QUE A CBF FEZ MELHORARÁ MUITO O CAMPEONATO,POIS AQUILO QUE HOUVE NO ANO PASSADO FOI ESCANDALOSO.NA VERDADE É UMA MEDIDA CONTRA A BRINCADEIRA QUE OS TIMES PAULISTAS TÊM FEITO CONSTANTEMENTE ANOS APÓS ANO.TALVEZ PELO FATO DE OS TIMES CARIOCAS FICAREM UM POUCO AFASTADOS DE DISPUTA PELO TITULO EM ANOS RECENTES(EXCESSÃO BR09/10)ELE SE ACHAM ACIMA DE TODOS OS OUTROS.CREIO QUE VOLTAREMOS A TER CERTEZA QUE GANHARÁ O MELHOR E NÃO O MAIS AJUDADO!

  • Parece aquela piada do marido traído que mandou tirar a poltrona da sala! A corrupção está nos homens e não na fórmula de disputa dos campeonatos. Os corruptos darão um jeito de burlar!!!
    Claro, evidente!!!

  • RonieJohn

    Apesar de ser uma maneira de se evitar a marmelada ( o que infelizmente ainda com esse método, ainda pode ocorrer), vejo de uma maneira positiva e muito mais interessante. Com todo respeito aos clubes menores, mas ao clube campeão fica um gostinho especial ao comemorar um título contra um rival clássico, tendo assim muito mais cara de final. Achei bastante interessante. Quanto a marmelada, isso já é algo imbutido em nossa cultura e que acaba por ter um buraco muito mais embaixo.

  • Guilherme

    Acho que vc viajou! Gostei da medida não só por questões éticas-morais que devem estar intrínsecas nas pessoas (jogadores no caso) e não sou, nem você, nem a CBF que vão julgar. Gostei porque tornou as últimas rodadas atrativas para o torcedor, que é o principal e que agora torcerá para o seu clube e não contra ele…
    Quanto aos torcedores eu acredito ser culturalmente normal e aceitável a “anti-ética” de querer que seu rival perca, aliás essa é uma das facetas que fazem a graça do futebol. Portanto, achei a medida bem pensada e não concordo com sua opinião.

  • Clébio Luiz

    Não tem jeito: a CBF teve que cortar o mal pela raiz. è muito lindo falar em ética, mas a teoria é uma coisa e a prática é outra. Tivemso vários exemplos de supostas marneladas (Flamengo e Corinthians, em 2009, Grêmio e Flamengo em 2009, etc) que não dá mais para acreditar no futebol brasileiro. Os clássicos regionais têm uma rivalidade à parte e, acho difícil, por exemplo, o Inter entregar o jogo ao Grêmio e vice versa.

  • leoboards

    Vc so deve ser carioca para achar que isso é ruim, ou então não é Brasileiro.
    É so ver os dois últimos campeonatos mané. O Flamengo so ganhou porcausa da rivalidade primeiro do Corinthians e São Paulo e depois do Gremio e Internacional. E o Fluminense(time feijão com arroz) nem se fala então, denovo graças a uma rivalidade estadual: Cor, Sao Paulo, Pamle, até o Guarani na u´ltima rodada.
    Como que o Fluminense vai ser campeão agora, sem ajuda de ninguem e subir da 3 pra 1 divisão direto ou ganhar mais uma estrela na camisa( é so bi)
    Não entendo vc, quer mudar a cultura do Pais interio porcausa da merda de ÈTICA????

  • Daniel

    A verdade é que vocês, jornalistas esportivos, nunca estão satisfeitos com nada. O futebol brasileiro é movido por paixão e está aí o motivo para um time entregar um jogo para não ver o rival ser campeão. Vocês se espelham em futebol europeu que deve ter em média três times por país, o resto é figurante. No Brasil em um campeonato com vinte times pelo menos dez entram com chance de ser campeão. É o melhor campeonato do mundo, não tão rico, mas o mais disputado. A CBF está tentando fazer alguma coisa já que não existe e nem nunca existirá ética entre clubes da mesma região, são rivais por nascença e é essa rivalidade que faz o futebol brasileiro ser tão apaixonante quanto é, se não der certo paciência. Agora, parem com essa de futebol europeu valorizem o que temos aqui. Eu prefiro muito mais ,como flamenguista ver Ceará x Bahia do que ver Almeria x Hércules por exemplo.

  • Valdomiro,

    Acho engraçado falarem apenas dos títulos de 2009 e 2010 (ganhos por cariocas) pois esse tipo de suspeita já é antiga (2008 o Inter escalou reservar contra o São Paulo e ninguém falou sobre isso, em 2004 o Eurico avisou a todos que daria o título ao Santos por não gostar do Atl-PR, mas ninguém rendeu isso, e por aí vai!)

    A CBF pode até ter feito essa escalação de clássicos na última rodada pensando nisso, mas nada disso é valido na real. O que eu acho é qe com clássicos na última rodada (apesar do problema do policiamento) será mais interessante, uma vez que teremos 8 finais ao mesmo tempo, pois com título, classificação para a Libertadores, classificação para Sul-Americana e rebaixamento em jogo, os clássicos serão verdadeiras finais! Acho fantástico do ponto de vista futebolistico, só acho lamentável vcs colocarem em questão os títulos dos cariocas (esquecendo dos paulistas).

    Ps.: Digamos que fosse assim nos últimos anos, vc acha que mudaria algo? Acha que Flamengo perderia em 2009 para o Botafogo? Acha que o Fluminense perderia para o Flamengo em 2010? Acha que O Inter passaria fácil pelo Grêmio em 2009? Acha que o São Paulo passaria fácil pelo Palmeiras em 2009? Que o Cruzeiro teria vida fácil contra o Atlético em 2010? Que o Corinthians atropelaria o Santos em 2010? Na minha opinião, não mudaria nada! Mas vcs (emprensa paulista) são “quase” tão chorões quanto os botafoguenses e atleticanos, quando o título Brasileiro não vai para seu estado! E preparem-se que esse ano também não irá. Acredito que irá mais para o sul do País. Reclamem menos e aproveitem mais os melhores campeonatos brasileiros dos últimos tempos (aliás 2008, 2009 e 2010 foram fantásticos exatamente por chegar até a última rodada com mais de 2 times disputando o título, mas vcs gostam mesmo é quando termina a 10 rodadas do fim!)

    Abraços,

    Tenha opiniões menos tendenciosas, pode até achar que a medida é absurdo do ponto de vista ético, mas questionar (sem qualquer prova) a legalidade dos últimos 2 títulos é ser bairrista ao extremo. Lembrando que quando o Corinthians falou abertamente em corrupção (mala branca) para se beneficiar quase todos vocês foram a favor da medida, apesar de ser algo sujo e criminoso. Seja mais imparcial.

    Leonardo “PATCH” Garcia

  • Guilherme

    O monopólio entre SP-RJ na disputa pelo título nos últimos anos (salvo o Inter que aparece bem) cria certos questionamentos desnecessários. Como vinham ganhando há 5 anos seguidos (Santos – Corinthians – 3x São Paulo), os paulistas estavam acostumados e acomodados. Porém, veio o susto com os títulos de Flamengo e Fluminense (“Meu Deus, como é possível? Nem estrutura eles têm…” e por aí vai). Ao invés de reclamarem de ajuda, marmelada e times que entregaram jogo, deveriam olhar pra dentro de si e perceber que os maiores incompetentes são estes que reclamam. Por exemplo, no confronto direto, o Corinthians venceu os 2 jogos contra o Flu em 2010 (1 a 0 em SP e 2 a 1 no RJ). E ainda sim reclamam de entrega de São Paulo e Palmeiras… É claro que o empenho não será o mesmo por parte destas equipes, mas uma vez ouvi dizer que quando se começa a depender dos outros, é por que a situação não está boa. Quem consegue 6 pontos em cima do líder do campeonato (e que mais tarde seria o campeão) não precisaria depender dos outros. Mas…. apelam, inventam diversas desculpas pra tirar o foco da incompetência.
    E ainda: A mala branca sempre existiu. Eu não concordo (nem pra ganhar e nem pra perder jogo), mas ela segue viajando por aí. Quem quiser aceitar, que não venha questionar ética no futuro, mas futebol é isso. Muitos atravessam as quatro linhas no desejo pelo título. Futebol, mais que esporte, paixão nacional, é negócio, e muito lucrativo.

  • Ado

    1. Melhor solução, copia o campeonato dos hermanos e classifica-se para a liberatadores a equipe com melhor média dos ultimos 3 anos. Isso sepultaria esse problema.

    2. A FIA julga uma fechada, analisa se a batida foi proposital, julga-se o subjetivo sim. Claro que analisar se o cara chutou para fora de propósito é impossível, mas é fácil analisar o número de desarmes feitos e sofridos por exemplo e compará-lo com a média do time ao longo do campeonato, como fez um jornal de São Paulo e constatou que tanto Palmeiras como São Paulo tiveram desempenho 50% inferior ao que vinham tendo durante todo campeonato nos jogos contra o Fluminense.

    O simples fato de existir uma comissão de olho junto com a medida número 1 colocaria um certo temor em qualquer clube.

    O problema é que em regra os tribunais esportivos são mais uma ferramente política nas mãos dos corruptos, teria que ser um tribunal independente.

  • Pingback: Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa | Futeboteco()

MaisRecentes

Galeano e o espírito do hooliganismo na Libertadores



Continue Lendo

Dérbi de Milão no almoço para chinês ver



Continue Lendo

Santos no divã: hora de encarar a dupla identidade!



Continue Lendo