Xabi Alonso ‘vinga’ seu pai



Nas Copas do Mundo não são apenas as marcas numéricas que merecem registro. Nesta segunda-feira, por exemplo, todos souberam que a Suiça, pátria-mãe do horrendo ferrolho, bateu o recorde de minutos sem levar gols. Superou a Itália do goleiro Zenga. Mas poucos conhecem a história que envolveu Xabi Alonso no jogo Espanha 2 x 0 Honduras, que ressuscitou os campeões europeus.

Como relata belamente o site do jornal espanhol El País, o volante consumou no confronto ‘la venganza de Periko’ (a vingança de Periko). Explico: Periko é o pai de Xabi e atuou em um dos jogos mais tristes da história da Fúria. Foi no dia 16 de junho de 1982, na partida de estreia da equipe no Mundial em que era anfitriã. O empate por 1 a 1 com a mesma Honduras consternou o estádio em Valencia. Com apenas um ano de idade, Alonso não sentiria à época a dor de seus compatriotas, muito menos do progenitor.

O gol hondurenho em 82, marcado por Zelaya (não o presidente deposto, mas um jogador de mesmo nome), foi presenciado a poucos metros por Periko, que havia perdido a jogada um pouco antes.

A história acontece na mesma semana de outra envolvendo familiares e adversários similares. O mexicano Javier Hernandez fez o primeiro gol contra a França e repetiu a façanha de seu avô, Tomás Balcázar, que fora às redes contra os mesmos franceses no Mundial de 54, na Suiça. A diferença é que na ocasião os norte-americanos perderam para os europeus por 3 a 2. Ou seja, também teve um traço de vingança.

A Copa do Mundo pode ser um relicário de histórias!



  • santos

    jornalistas da rede globo e que se acham superiores a torcida brasileira e a seleção brasileira,sempre tentando colocar tecnico numa saia justa e sempre questionando o trabalho realizado na seleção e que eles são mais tecnicos que o proprio tecnico,se acha no direito de colocar e tirar da seleção quem eles querem,e deveriam era fazer o serviço deles, e não ficarem querendo dirigir e escalar a seleção brasileira . [por que na realidade eles acham que comandam na opinião publica]

  • raphael

    Acredito que esta materia nao tenha nenhuma profundidade para ser destacada esse fundo historico nada acrescenta a melhor espanha de todos os tempos, que nao consegue render em campo, vicente del bosque, mudou o esquema da equipe, isolou villa na frente, villa nao e um centroavante pelo meio, e um definidor que vem das laterais dos campos, colocou dois volantes no meio busquests, xabi alonso, e sacrificou fernando torres no primeiro jogo, para neste segundo entrar erradamente com tres avantes, nao com navas, deveria ser pedro, se nao com pedro, com fabregas que nao pode ser reserva nesse time… procuro uma oportunidade para fazer cronicas esportivas se puder ajudar com o lance…abraco.

  • Esteban Crustille

    Somos los mejores del mundo !
    El Gran Dios Maradona tiene razión, la mediocre selección de brasil no tiene un jugador que juegu 40% en relación a Messi.
    El gran jugador y mejor del mundo también tiene razión, jugador por jugador somos los mejores.
    ARGENTINA CANPÉON DEL MUNDO .
    Selección de brasil es una selección de jugadores debil y decadentes.
    MARADONA MUCHO MAS GRAN QUE PELE !!!!!

    Un saludo.

  • santos

    seria melhor a imprensa ficar so no que esta, porque a cada investida contra dunga e nossa seleção fere diretamente a nossa torcida. dunga é mais brasil e voces o que são .não adianta voces vão ter que engolir o dunga tambem. voces vão ter que me engolir , isto não e a primeira ves, por favor fiquem calados pois cada ves que abrem a boca se queimão mais, o brasil e MAIOR que sua imprensa

MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo