No Mundial africano, o primeiro eliminado é africano



Curioso o futebol! Camarões, país responsável pela onda pró-futebol africano, após a campanha surpreendente na Copa de 90, é o primeiro país eliminado no primeiro Mundial disputado em solo africano. Ironia pura. Nem Eto’o, supercampeão em Barcelona e Inter, salvou. Com duas derrotas para Japão e Dinamarca, o time vai para o duelo contra os holandeses apenas cumprir tabela.

E o Novo Continente caminha para ser um desastre na sua Copa do Mundo. África do Sul, Nigéria e Argélia têm chances remotíssimas de passar de fase – talvez tenham que recorrer aos feiticeiros de suas terras. Gana e Costa do Marfim são os maiores despositários das esperanças. No caso da seleção ganesa, cujos dois gols até agora sairam em cobranças de pênaltis de Asamoah Gyan,  será preciso segurar a poderosa Alemanha. Já os marfinenses precisarão pelo menos empatar com o pentacampeão Brasil para chegar com boas possibilidades na rodada final, contra a Coreia do Norte.

Esse quadro aponta para um norte preocupante: pode ser este o primeiro Mundial desde 86 em que nenhuma seleção africana supera a fase inaugural. Justamente quando o continente celebra e tem seu maior número de participantes em uma edição (seis), a catástrofe se anuncia. Até agora, foram apenas cinco gols das seleções do mais sofrido dos continentes em 11 jogos, menos de meio por jogo. E as previsões de Pelé e outras vozes na década de 90 vão fazendo água. A África ainda terá que penar muito para um dia fazer um campeão mundial.

E a discussão é: por que eles estão jogando pior do que há oito, 12 anos? Influência do futebol europeu e seus técnicos?



  • Gilvan Jackson

    É uma pena o futebol africano está tão decadente. Torcia muito para as seleções de Camarões e principalmente a África do Sul,país anfitrião da Copa do Mundo mais foi decepcionante suas campanhas. Nigéria e Argélia também estão decepcionantes e só um milagre para elas se classificarem. Restaram Gana e Costa do Marfim para ao menos a África ter ao menos um representante pelo menos nas Oitavas-de-Final.
    Depositava muitas esperanças em Camarões depois da belíssima campanha na Copa de 1990 mais as outras seleções africanas decepcionaram.
    Quem mais se aproxima de uma boa campanha e um bom futebol apesar de faltar muito futebol e toque de bola é a seleção de Gana que é a que mais tem chances de se classificar embora decidirá sua sorte com a poderosa Alemanhã. Na Copa de 2006 Gana esbarrou no Brasil nas Oitavas-de-Final e agora torço para que ela se classifique junto com a Costa do Marfim e que na próxima opa do Mundo o futebol africano se reestruture mais e faça grandes jogadores e grandes times para que futuramente possamos ver uma seleção africana campeã mundial de futebol,pois esse povo tão sofrido que é o africano merece porque fizeram uma festa de abertura de Copa do Mundo linda emerecem essa conquista mais que não seja numa final com o Brasil e sim com outra seleção. Quem sabe em 2018,pois em 2014 a Copa será aqui no Brasil e vou torcer para o Brasil ser Hexa ou Hepta Campeão Mundial.

  • Pingback: Cmarões 1 x 2 Dinamarca: Em grande jogo, Copa perde primeiro time africano… « Something Blog()

  • Nikos

    O futebol africana está descaracterizado porque os bons jogadores absorvem as características européias e passam a utilizar a força. Os atletas vão para a Europa e os treinadores das seleções passaram a ser europeus. É uma espécie de colonização futebolistica. Atrás de euros, os jogadores perdem o que possuem de melhor, que são o improviso, as jogadas individuais, a alegria de estar em campo.
    Se não tomar cuidado, o futebol brasileiro também corre o risco de ficar assim. É só comparar Felipe Mello com Falcão, Julio Batista com Zico, Kaká com Sócrates, Luis Fabiano com Reinaldo.

  • Edilson Lima

    O que é mais triste nisso tudo é que por ser uma copa em solo africano as esperanças, frustradas agora, é claro, eram assim enormes…Todos estávamos imaginando que as seleções nativas teriam se preparado melhor para de fato entrarem na briga…o que não aconteceu.Na verdade, acho que não é exatamente culpa da influencia dos europeus, mas uma serie de fatores que podem explicar esse fiasco, mais um: apesar da força física dos times africanos, que sempre demonstram muita disposição e vigor, as equipes esbarram numa falta de estrutura tática, e ate mesmo ingenuidade dos jogadores…o senso de marcação dos africanos parece não ser apurado, embora tenham tecnicos europeus à frente de suas selecoes; a inconstancia dentro de uma mesma partida impressiona ( Camarões fez um bom jogo no inicio, e parecia que a vitória era certa…mas não mostrou poder de fogo pra acabar com o jogo, do mesmo modo que Gana com um a mais boa parte do tempo com os australianos; a Africa do Sul tbm contra o Mexico na estreia poderia ter saido com os tres pontos, mas esbarrou nas proprias pernas…); tem tambem a questao da falta de campeonatos fortes nos paises em geral, ja que as seleções de base fazem um otimo trabalho nas categorias sub-17 e 20, conquistando varios titulos, mas que sao desmontadas rapidamente pelos europeus, o que prejudica a consolidação de campeonatos regionais…;outra coisa são os goleiros africanos: até mesmo aqui no Brasil havia uma mistica ( preconceito puro ) de que goleiro negro era fraco, desajeitado e sem reflexo…deve ter começado com o massacre do Barbosa em 50…certamente sabemos que isso tudo eh falacia…temos aí o Bruno do Fla e o Helton ex-Vasco que provam sua qualidade superior…mas os africanos não conseguem arrumar bons goleiros…, os caras sempre derrapam em momentos decisivos – casos de Nigeria, Gana e Argelia – e deixam o time na mão…É uma pena mas ainda vai demorar pra ver uma seleção africana sendo campeã, o mais proximo disso continuará sendo a bela campanha de Camarões em 1990, que campanha…Mas quem sabe…ocorre uma zebra…pelo menos é o que não falta na região…

  • Ayrton

    Saudades do Senegal, que surpreendeu à todos! Enfim, Copa do Mundo é Copa do Mundo, mesmo com chances mais remotas do que encontrar o Bin Laden os africanos não devem fazer feio, e todos ainda tem chances de se classificarem, menos Camarões. Mesmo se eles forem desclassificados, acredito que vão deixar um recado doloroso nos próximos jogos. Despedida com vitória? Dunga, Alemanha e outras seleções que se cuidem!

  • Paulo Eduardo Julio

    Pessoal,

    Na minha opinião, o jogador da Costa do Marfim que cavou a expulsão do Kaká, imagino tenha sido o Keita, deu um tiro no próprio pé, pois eles vão depender do Brasil contra Portugal.

    Abraço a todos!

  • Jorge

    O mundial perdemos por tua causa Carlos Queiros. Tavas bem para treinar o taipas. Adeptos que vivem no estrangeiro.

  • VALÈRIO fANTINI

    DUNNGA PRA AGUENTAR,AINDA BEM QUE MARADONA LEVOU À CÒCA,EO DUNNNGA PRA AGUENTAR,LEVOU ALARANJA,QUE DEVE POR NO SEU CHIMARRAO,COMO A SELECAO QUE REPRESENTA MILHOES DE PAIXAO,PODE POR UM CARA DESSE PARA TREINADOR…NOSSA È PRA ACABA…KAKALHADAS..MERCENÀRIOS..ATÈ NUNCA MAIS…`SÒ TENHO PENA DO JORGINHO…SIM SENHOR …SIM SENHOR…PORQUE O RESTO…È O RESTO MESMMMMMMMO.

  • artur fernando

    será que ninguem percebeu que o felipe melo ajudou no segundo gol tambem, ao invés de pular para tentar tirar de cabeça a bola ele ficou estatico, vejam que o jgador ficou mais uma veza frente do goleiro juliio cesar, na sequencia todos já sabem…( foi expulso). pobre seleção decadente brasileira. deveriam ter levado o ronaldo gordomeno como fizeram com romario em 94, para ficar na banheira e aumentar o numero de gols na copa. sem contar que todas as seleções de tradição levaram seus ex-jogadores para fazer uma média na copa, porque só a brasileira não o fez. será que os adversário não temeriam em saber que a cbf dá valor aos seus talentos mesmo que fora de forma. sou a favor de convocar para a copa apenas jogadores que atuam em clubes no brasil, assim eles suariam mais a camisa e com certeza seriam imbativeis.

  • Fernando F. de Oliveira

    Aos torcedores do meu querido Brasil,

    Vou citar apenas allguns erros de Dunga:

    Levar Gilberto preterindo Roberto Carlos.

    Deslocar Daniel Alves deixando Clebson sem oportunidade.

    Deixar Felipe Melo no time quando todos temiam pelo seu temperamento.

    Não treinar posicionamento da defesa nas bolas alçadas na área. Se na bola do primeiro gol da Holanda os jogadores de defesa estivessem na linha da grande área não teriamos tomado o gol. Julio Cesar pegaria a bola com tranquilidade.

    Bola no primeiro pau tão batida em futebol mas Dunga parece que não treinou esse tipo de jogada. Além do mais os jogadores de defesa do Brasil ficaram muito afastados dos atacantes da Holanda, enquanto as outras seleções ficam sempre no agarra agarra.

    Já que Kaka não estava nas suas melhores condições deveria ter levado o Ganço.

    Abraços
    Fernando

  • PEDRO

    GRAÇAS POR TEREM TODOS SAIDO DA COMPETIÇÃO , QUEM AGUENTA AQUELA PORCARIA DE CORNATAS QUE VÃO TOCAR AQUILO LA NOS ESQUINTOS.

  • Eduardo Alves Silva

    Parabéns Dunga preparação aqui é só fachada. Diga-se os nossos atletas olímpicos que vivem de cúia na mão, e esse zé povinho sem memória, ninguem mais escala a seleção de 1994 ou 2002. Aqui vivemos o hoje, o aqui e agora e, muitos dos nossos jogadores só estão bem porque foram para outros países. Tem jogadores antigos campeões do mundo passando fôme. O país sem memória, não pode querer patriotas, apenas de quatro em quatro anos. Futebol não é cultura primordial de qualquer nação. Aqui é porque o salário mínimo é R$ 510 reais e a maioria vive nas favelas, no fundo dos grandes condôminios.

MaisRecentes

Cristiano Ronaldo, uma máquina de obstinação



Continue Lendo

As lições do ‘aspirante’ Carille no senso comum



Continue Lendo

Luxa vive um longo crepúsculo dos deuses



Continue Lendo